Balanço Patrimonial e Demostração de Resultados
18 pág.

Balanço Patrimonial e Demostração de Resultados


DisciplinaContabilidade e Análise de Balanço247 materiais2.414 seguidores
Pré-visualização5 páginas
BALANÇO PATRIMONIAL E DEMOSTRAÇÃO DE RESULTADOS
I - Balanço Patrimonial
	É a demonstração contábil que tem por finalidade apresentar a situação patrimonial da empresa em dado momento. 
	A grande importância do balaço reside na visão que ele dá as aplicações de recursos feitas pela empresa (ativos) e quantos desses recursos são devidos a terceiros (passivos). Isso evidencia o nível de endividamento, a liquidez da empresa, a proporção do capital próprio (patrimônio líquido) e outras análises a serem vistas no apêndice sobre análise de balanços consecutivos mostra facilmente a movimentação ocorrida no período e como a estrutura patrimonial e financeira se modificou no período. 
Conteúdo do Balanço
	ATIVO
(BENS E DIREITOS)
	PASSIVO
(OBRIGAÇÕES)
	- ATIVO CIRCULANTE
	- PASSIVO CIRCULANTE
	- ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO
	- PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO
	- ATIVO PERMANENTE
 - INVESTIMENTO
 - IMOBLIZADO
 - DIFERIDO
	- RESULTADOS DE EXERCÍCIOS 
 FUTUROS
	 
	- PATRIMÔNI LÍQUIDO
 - CAPITAL SOCIAL
 - RESERVA DE CAPITAL
 - RESERVAS DE REAVALIAÇÃO
 - RESERVAS DE LUCRO
 - LUCROS (OU PREJUÍZOS) 
 ACUMULADOS
Classificação dos Elementos Patrimoniais
	ATIVO
	As contas são dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez.
ATIVO CIRULANTE:
		- as disponibilidades;
		- os direitos realizáveis no curso do exercício social subseqüente;
		- as aplicações de recursos em despesas do exercício seguinte. 
 (exemplo: seguros)
ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 
As contas representativas dos bens e direitos realizáveis após o término do exercício seguinte e as dos bens e direitos oriundos de negócios não operacionais realizados por coligadas, controladas, proprietários, sócios, acionistas e diretores. 
ATIVO PERMANENTE
- Investimentos \u2013 Bens e direitos das participações permanentes em outras sociedades e os direitos de qualquer natureza, que não se destinem à manutenção da atividade da sociedade. 
- Imobilizado \u2013 direitos que tenham por objeto bens destinados à manutenção das atividades da empresa, ou exercícios com essa finalidade. 
- Diferido \u2013 Aplicações de recurso em despesas que contribuirão para a formação do resultado de exercícios futuros. Exemplo: despesas de pré-operação. 
	PASSIVO
Idem, as contas devem estar dispostas em ordem decrescente de grau de exigibilidade dos elementos nela registrados. 
PASSIVO CIRULANTE:
		- contas das obrigações que vencerem no exercício social seguinte. 
EXIGÍVEL A LONGO PRAZO
		- contas das obrigações que vencerem após o término do exercício 
 social seguinte. 
	PATRIMÔNIO LÍQUIDO
CAPITAL SOCIAL 
- Contas representativas do capital subscrito.
RESERVA DE CAPITAL 
- Valores recebidos, a título de ágio na subscrição de ações. ;
- Produto da alienação de partes beneficiárias;
- Prêmio recebido na emissão de debêntures;
- Doações. 
RESERVAS DE REAVALIAÇÃO
- Aumentos de valor atribuídos a elementos do ativo em virtude de novas avaliações. 
RESERVAS DE LUCROS
- Apropriações de lucros da empresa. 
LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS
- Transferência dos resultados dos exercícios para uma conta acumulativa. 
AÇÕES EM TESOURARIA
- Contas representativas de ações em tesouraria (ações emitidas pela própria empresa e por ela readquiridas). Representam capital devolvido a certos sócios. 
II \u2013 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS BÁSICOS
CONTAS
Na prática, há dificuldade de se preparar um balanço após cada operação. Em qualquer empresa, tais operações se sucedem a cada instante e é mito oneroso um processo de registro que permita a apresentação instantânea de seus resultados. 
Produz-se, assim, balanços periódicos confeccionados com dados fornecidos pelos registros das operações. 
	TÍTULO DE CONTA
	DATA
	OPERAÇÕES
	DÉBITO
	CRÉDITO
	D/C
	SALDO
	
	
	
	
	
	
FIGURA 1: MODELO DE CONTA
RAZÃO
As contas são registradas nas páginas de um livro chamado Razão. Atualmente, utilizam-se planilhas eletrônicas de computador que continuam sendo denominadas dessa forma. 
Utilizam-se contas separadas para cada tipo de elemento do ativo, do passivo e do patrimônio líquido. 
A prática aconselha a numeração ou codificação das contas. 
Exemplo:
	CONTAS
	NÚMERO OU CÓDIGO
	AVITO
	
	 CAIXA
	101
	 ESTOQUES
	102
	 TERRENO
	103
	PASSIVO
	
	 CONTAS A PAGAR
	201
	PATRIMÔNIO LÍQUIDO
	
	 CAPITAL
	501
FIGURA 2: CODIFICAÇÃO DAS CONTAS
CONTA T (OU RAZONETE EM T, OU RAZONETE)
O lado esquerdo de uma conta é chamado de débito, enquanto o direito de crédito.
	TÍTULO DA CONTA
	DÉBITO
	CRÉDITO
	
	
	FIGURA 3: CONTA EM T
A diferença entre o total de débitos e o total de créditos é denominada saldo. Se os débitos forem maiores que os créditos a conta terá um saldo devedor. Caso contrário, a conta terá um saldo credor. 
LANÇAMENTOS A DÉBITO E A CRÉDITO DAS CONTAS. 
CONTAS DE ATIVO
Qualquer acréscimo no ativo (como a compra de mercadorias para estoque) irá implicar num debito dessa conta. Como toda compra implica num pagamento, a conta do ativo passa a dever a uma outra conta \u201cpagou\u201d essa compra. Da mesma forma a venda implica num crédito que a conta passa a ter. 
Em coerência, como toda empresa possui ativos as contas de ativo terão sempre saldos devedores. 
	QUALQUER CONTA DE ATIVO
	DÉBITO
	CRÉDITO
	$ AUMENTOS (COMPRAS)
	$ DIMINUIÇÕES (VENDAS)
	FIGUARA 4: CONTA DE ATIVO. 
CONTAS DE PASSIVO
Inversamente, qualquer operação de pagamento de dívidas (ou contas pagas) irá implicar num débito da conta passivo. Já, ao contrair-se uma dívida há o crédito do passivo, aumentando-o na mesma razão da dívida. 
	QUALQUER CONTA DE PASSIVO
	DÉBITO
	CRÉDITO
	$ DIMINUIÇÕES (PAGAMENTOS)
	$ DIMINUIÇÕES (EMPRÉSTIMOS)
	FIGURA 5: CONTA DE PASSIVO
CONTAS DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Como o patrimônio líquido é um passivo que a empresa possui para com seus proprietários a conta de patrimônio líquido é idêntica a conta de passivo. 
	QUALQUER CONTA DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO
	DÉBITO
	CRÉDITO
	$ DIMINUIÇÕES (PAGAMENTOS)
	$ DIMINUIÇÕES (EMPRÉSTIMOS)
	FIGURA 6: CONTA DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO
CONTAS DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Como o patrimônio líquido é um passivo que a empresa possui para com seus proprietários a conta de patrimônio líquido é idêntica a conta de passivo.
RESUMINDO:
	CONTAS
	EFETUA-SE UM LANÇAMENTO A:
	
	DÉBITO
	CRÉDITO
	DE
	PARA
	PARA
	ATIVO
	AUMENTAR
	DIMINUIR
	PASSIVO
	DIMINUIR
	AUMENTAR
	PATRIMÔNIO LÍQUIDO
	DIMINUIR
	AUMENTAR
FIGURA 7: RESUMO DO MECANISMO DE DÉBITO E CRÉDITO
MÉTODO DAS PARTDAS DOBRADAS
O registro de qualquer operação implica que a um débito numa ou mais contas deve corresponder a um crédito equivalente em uma ou mais contas, de forma a somar dos valores debitados seja sempre igual à soma dos valores creditados. 
\u201cNÃO HÁ DÉBITOS SEM CRÉDITOS CORRESPONDENTES\u201d 
	Exemplo: ..........
DIÁRIO 
É um livro no qual são registradas todas as operações contabilizáveis de uma entidade, em ordem cronológica e com a observância de certas regras. 
O registro de uma operação no livro diário chama-se partida de diário. Os requisitos necessários de uma partida de diário são:
	- data da operação;
	- conta a ser debitada;
	- conta a ser creditada;
-histórico da operação com a menção das características principais dos documentos comprobatórios da operação;
- valor da operação, em moeda. 
	Exemplo:
	
		Petrópolis, 23 de março de 2006
		Estoques de mercadores 				} conta debitada
		 A Caixa						} conta creditada
			N/ Compra a vista
			De F. C. Ltda., Conf.
			S/ Nota Fiscal no 3456		 	3.400,00
		 A Fornecedor
			Idem a Prazo de J. 
			C. S/A., conf. S/ Nota
			Fiscal n o 73					2.500,00
											
5.900,00 	
BALANCETE DE VERIFICAÇÃO
Pelo método das partidas dobradas a escrituração de cada operação é feita por meio de um débito e um crédito de igual valor. Desde que os lançamentos de débito e de crédito, para cada operação sejam