A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Av1 Psicologia Hospitalar (com Gabarito)

Pré-visualização | Página 1 de 1

PSICOLOGIA HOSPITALAR
	Nota da Prova: 8,0 de 8,0         Nota do Trab.: 0        Nota de Partic.: 1        Data: 03/10/2015 14:03:09
	
	 1a Questão (Ref.: 201301708865)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Maria atuava na psicologia quando ela entrou na área hospitalar. Para ela foi uma época difícil, pois ela não sabia qual era o espaço da psicologia no hospital. Essa dificuldade se devia a:
		
	
	Escassez de unidades de saúde.
	
	Submissão da psicologia à medicina.
	
	Escassez de hospitais públicos e privados.
	
	Submissão da psicologia à enfermagem.
	 
	Escassez de livros e materiais sobre o assunto.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201301708874)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Bruno é psicólogo em um hospital geral. Ele atua na clínica médica e busca ter um olhar amplo, percebendo o paciente como um todo e não apenas como uma queixa específica. Ao correlacionarmos o caso de Bruno com a teoria acerca da Psicologia Hospitalar, podemos afirmar que:
		
	
	Bruno tem uma atuação adequada, pois o psicólogo hospitalar deve perceber o paciente como uma queixa específica.
	
	Não há correlação entre o caso de Bruno e a teoria acerca da Psicologia Hospitalar.
	
	Bruno tem uma atuação inadequada, pois o psicólogo hospitalar deve perceber o paciente como um todo.
	 
	Bruno tem uma atuação adequada, pois o psicólogo hospitalar deve perceber o paciente como um todo.
	
	Bruno tem uma atuação inadequada, pois o psicólogo hospitalar deve ter um olhar amplo.
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201301708885)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	João é um psicólogo que atua em uma unidade hospitalar na área da pediatria. Suas principais intervenções são de nível secundário e terciário. Seu amigo Ricardo atua em uma unidade básica de saúde, desenvolvendo intervenções de nível primário. De acordo com a diferenciação entre a psicologia hospitalar e a psicologia da saúde, é correto afirmar que:
		
	
	Ricardo é um psicólogo hospitalar e João não
	 
	João é um psicólogo hospitalar e Ricardo não.
	
	Não há correlação entre a atuação de João e Ricardo e as áreas da psicologia hospitalar e da saúde.
	
	João não é um psicólogo hospitalar e nem Ricardo.
	
	João é um psicólogo hospitalar e Ricardo também.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201301708880)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Um jovem de 25 anos contraiu o vírus HIV e desenvolveu a AIDS. O Governo está fornecendo medicamento gratuito para seu tratamento e recuperação. Isso é um exemplo de prevenção ou intervenção:
		
	
	Primária
	
	Secundária
	
	Quinternária
	 
	Terciária
	
	Quaternária
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201301678264)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A avaliação psicológica no contexto hospitalar:
		
	 
	É uma importante ferramenta de atuação do psicólogo no contexto hospitalar, em um cenário no qual o psicólogo precisa estar atento às demandas específicas que surgem.
	
	Representa um processo importante, mas ao mesmo tempo inviável, já que o psicólogo não dispõe dos recursos materiais necessários à elaboração de um processo como esse.
	
	Seria uma estratégia pertinente apenas nos casos em que o laudo psicológico fosse solicitado para fins periciais.
	
	É um processo praticamente inexistente, uma vez que as demandas de urgência e emergência nas unidades e a alta rotatividade dos pacientes impedem a sua realização.
	
	Só pode ser realizada com os pacientes que estão lúcidos e orientados.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201301677920)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O psicólogo, como profissional de saúde mental deve:
		
	
	manter o paciente internado e ciente que durante toda sua internação não poderá manter contato com os familiares ou amigos,
	
	cuidar do atendimento psicossocial do paciente.
	
	além do suporte afetivo, desenvolver oficinas que privilegiem funções psicomotoras no paciente,
	
	manter o paciente em constante estado de consciência e impedir o uso de medicamento que turve a lucidez do mesmo.
	 
	além do suporte técnico, deve desenvolver a sensibilidade para conhecer a realidade do paciente, ouvir suas queixas e encontrar com ele estratégias facilitadoras para aceitação e compreensão da doença, e contribuir para a adaptação e modificação que porventura sejam necessárias para dar conta do seu problema
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201301678665)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde, com a realização integrada das ações assistenciais e das atividades preventivas, é objetivo do:
		
	
	Sistema Bolsa Escola (SBE)
	 
	Sistema Único de Saúde (SUS)
	
	Centro de Atenção Psicossocial (CAPS)
	
	Instituto Nacional de Previdência Social (INPS)
	
	Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS)
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201301678668)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A constituição federal define a saúde como:
		
	
	como ausência de doença
	 
	um direito de todos e um dever do Estado
	
	um direito que já foi alcançado pelo cidadão
	
	como bem parcial e desejado
	
	um direito do Estado e um dever do cidadão
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201301679463)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A origem psíquica das doenças é campo:
		
	
	Da Medicina
	 
	Da Psicossomática.
	
	Da Psicanálise lacaniana.
	
	Da Teoria humanista de Carl Rogers.
	
	Do conceito de aqui agora da gestalterapia.
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201301679493)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Sobre a psicossomática é correto afirmar:
		
	
	que é uma disciplina que não acredita na interdisciplinaridade como um trabalho de suporte
	
	que é uma área surgida no século XXI e estuda preceitos da psicologia
	
	que é uma área surgida no século XXI e estuda preceitos cognitivistas
	 
	que é uma interface entre o ponto-de-vista psíquico e o substrato físico dos pacientes
	
	que é conhecida por não considerar a inserção da psicologia no contexto hospitalar

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.