A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
61 pág.
Aula 08  (TRT 21 região, Português)

Pré-visualização | Página 5 de 14

é a modalidade de comunicação que deve ser utilizada 
na transmissão e recebimento de assuntos oficiais de extrema urgência e 
para o envio antecipado de documentos, de cujo conhecimento há 
premência, quando não há condições de envio do documento por meio 
eletrônico. 
Se necessário o arquivamento, deve-se fazê-lo com cópia 
xerox do fax e não com o próprio fax, cujo papel, em certos modelos, se 
deteriora rapidamente. 
E r o n i l d e A g u i a r , C P F : 1 5 4 3 2 8 3 1 1 0 4
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA O TRT/21ª REGIÃO 
TEORIA E EXERCÍCIOS – PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA 
AULA 8 
 
www.pontodosconcursos.com.br 18 
É conveniente o envio, juntamente com o documento 
principal, de folha de rosto, ou seja, de pequeno formulário com os dados de 
identificação da mensagem a ser enviada. 
Quando necessário o original, ele segue posteriormente pela 
via e na forma de praxe. 
Sobre o correio eletrônico, saiba que, nos termos da 
legislação em vigor, para que a mensagem de correio eletrônico tenha valor 
documental e para que possa ser aceita como documento original, é 
necessário existir certificação digital que ateste a identidade do remetente, 
na forma estabelecida em lei. 
O campo assunto do formulário de correio eletrônico deve ser 
preenchido de modo a facilitar a organização documental tanto do 
destinatário quanto do remetente. 
Para os arquivos anexados à mensagem deve ser utilizado, 
preferencialmente, o formato Rich Text. A mensagem que encaminha algum 
arquivo deve trazer informações mínimas sobre seu conteúdo. 
Sempre que disponível, deve-se utilizar recurso de 
confirmação de leitura. Caso não seja disponível, deve constar da mensagem 
pedido de confirmação de recebimento. 
Não há estrutura definida para e-mail, entretanto, deve-se 
evitar o uso de linguagem incompatível com uma comunicação oficial. 
Resposta – Item certo. 
 
17. (Cespe/Detran-DF/Analista/2009) No caso de relatório que requeira 
providências a serem tomadas, um dos fechos recomendados é o 
seguinte: Esperando que o relatório expresse fielmente os fatos, pede 
deferimento. 
Comentário – A banca examinadora misturou, com a intenção de confundir 
os candidatos, relatório com requerimento. 
E r o n i l d e A g u i a r , C P F : 1 5 4 3 2 8 3 1 1 0 4
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA O TRT/21ª REGIÃO 
TEORIA E EXERCÍCIOS – PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA 
AULA 8 
 
www.pontodosconcursos.com.br 19 
Relatório não é documento adequado para se pleitear nada. 
Ele serve para expor à autoridade superior a execução de trabalhos 
concernentes a certos serviços ou a execução de serviços inerentes ao 
exercício do cargo em determinado período. 
Requerimento é o instrumento por meio do qual o 
interessado requer a uma autoridade administrativa um direito do qual se 
julga detentor. Seu fecho é composto pela expressão “Nesses termos, pede 
deferimento”. 
Resposta – Item errado. 
 
Considere que um servidor do Detran/DF tenha redigido um 
documento oficial para convidar um embaixador a proferir palestra no 
órgão e que o trecho abaixo componha tal documento. 
 
 Memo n.o 6/DIR 
 
Em 8 de março de 2009. 
 Excelentíssimo Senhor MARK JERTRUTZ, 
 
 Convido Vossa Excelência para proferir palestra na 
 sede do DETRAN/DF sobre as medidas tomadas em vosso 
 país para melhorar as condições de trânsito nas grandes 
 cidades. 
 
Considerando essa situação hipotética, julgue os próximos itens. 
 
18. (Cespe/Detran-DF/Analista/2009) Foi adequada a escolha da forma 
memorando, visto que o convite, geralmente, constitui uma 
comunicação curta. 
E r o n i l d e A g u i a r , C P F : 1 5 4 3 2 8 3 1 1 0 4
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA O TRT/21ª REGIÃO 
TEORIA E EXERCÍCIOS – PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA 
AULA 8 
 
www.pontodosconcursos.com.br 20 
Comentário – O memorando caracteriza-se, sobre tudo pela simplicidade e 
concisão na redação e também no trâmite. Não é de estranhar, portanto, 
que os despachos ao memorando devem ser dados no próprio documento e, 
em caso de falta de espaço, em uma folha de continuação. Todavia o 
memorando é um tipo de correspondência interna, empregada entre 
unidades administrativas de um mesmo órgão, sem restrições hierárquicas e 
temáticas. Melhor seria que o documento utilizado fosse um ofício ou mesmo 
uma carta. 
Ofício é documento destinado à comunicação oficial entre 
órgãos da administração pública e de autoridades para particulares. Trata-se 
de documento formalmente semelhante ao memorando; contudo a diferença 
básica entre eles é o destino: enquanto o ofício tem por finalidade a 
comunicação externa, o memorando é uma comunicação interna. 
Carta é forma de correspondência com personalidade pública 
ou particular, utilizada para fazer solicitações, convites, externar 
agradecimentos ou transmitir informações. As cartas, em princípio, não 
devem ser numeradas sequencialmente, à exceção das unidades 
organizacionais que as utilizam, com frequência, em caráter oficial 
(geralmente nas correspondências com particulares ou empresas). 
Recomenda-se que a estruturação seja semelhante à do ofício. 
Resposta – Item errado. 
 
19. (Cespe/Detran-DF/Analista/2009) Atende às normas de elaboração do 
memorando o emprego do vocativo com o nome do embaixador. 
Comentário – Quanto à sua forma, o memorando segue o modelo do 
padrão ofício, com a diferença de que o seu destinatário deve ser 
mencionado pelo cargo que ocupa. Nele não há vocativo. 
Ao Sr. Chefe do Departamento de Administração 
Ao Sr. Subchefe para Assuntos Jurídicos 
E r o n i l d e A g u i a r , C P F : 1 5 4 3 2 8 3 1 1 0 4
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA O TRT/21ª REGIÃO 
TEORIA E EXERCÍCIOS – PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA 
AULA 8 
 
www.pontodosconcursos.com.br 21 
Quanto a sua forma, aviso e ofício seguem o modelo do 
padrão ofício, com acréscimo do vocativo, que invoca o destinatário, seguido 
de vírgula. 
Excelentíssimo Senhor Presidente da República, 
Senhora Ministra, 
Senhor Chefe de Gabinete, 
Resposta – Item errado. 
 
20. (Cespe/Detran-DF/Analista/2009) Atende à prescrição gramatical o 
emprego do pronome possessivo “vosso” no corpo do texto, dado que o 
tratamento empregado foi Vossa Excelência. 
Comentário – Os pronomes de tratamento (ou de segunda pessoa indireta) 
embora se refiram à segunda pessoa gramatical (à pessoa com quem se 
fala, ou a quem se dirige à comunicação), levam a concordância para a 
terceira pessoa. 
Vossa Senhoria nomeará o seu substituto. 
Vossa Excelência conhece o assunto. 
Resposta – Item errado. 
 
Eis abaixo um quadro-resumo das principais características de 
alguns documentos oficiais. Leia-o com atenção, comparando as 
semelhanças e diferenças entre eles. 
Em seguida, apresento modelos das correspondências oficiais 
comentadas nos exercícios anteriores. 
Ofício 
Expedido por e para as 
demais autoridades 
(órgãos distintos) 
Expedido também para 
particulares. 
Quando o ofício for 
endereçado a mais de um 
destinatário, chama-se 
ofício-circular. 
 
E r o n i l d e A g u i a r , C P F : 1 5 4 3 2 8 3 1 1 0 4
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA O TRT/21ª REGIÃO 
TEORIA E EXERCÍCIOS – PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA 
AULA 8 
 
www.pontodosconcursos.com.br 22 
Aviso 
Expedido exclusivamente 
por ministros de Estado 
para autoridade de 
mesma hierarquia. 
 
 
 
Memorando 
Comunicação entre 
unidades administrativas 
de um mesmo órgão 
(comunicação interna). 
Possui caráter 
administrativo. 
Empregado para expor 
projetos, idéias, 
diretrizes, etc. a serem 
adotados por 
determinado setor 
público. 
Marcado pela