Generos na Alfabetização
2 pág.

Generos na Alfabetização


DisciplinaA Diversidade na Mídia Cinematográfica2 materiais11 seguidores
Pré-visualização1 página
UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA/UAB
FACULDADE DE EDUCAÇÃO
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Professor: Célio Alves Espíndola
Tutor a distância: 
Aluno(a): Larissa Lamarquianne Souza
GÊNEROS TEXTUAIS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
	No processo de alfabetização e letramento o uso de métodos de ensino, diversificados deve ser prática contínua para ensino de diferentes conteúdos, inclusive, de histórias infantis. Pois, é no decorrer da infância que as crianças passam por um processo de construção tanto da linguagem oral como escrita. Desta forma, o uso dos métodos que favoreçam o desenvolvimento dos pilares da alfabetização e letramento: oralidade, escrita e leitura devem ser conhecidas pelos professores alfabetizadores. A| produção e exploração de diferentes gêneros textuais desde a Educação Infantil pode contribuir para a aprendizagem da produção textual.
	Trabalharmos com: cartas, convites, receitas, anúncios de jornais, para explorarmos a capacidade de criação dos alunos a partir de cada gênero proposto. É necessário a utilização dos mais variados gêneros textuais, bem como, práticas de leituras realizadas na escola, pois muitos pais não incentivam a prática da leitura, e não exploram com seus filhos praticamente nada relativo a conceitos de conteúdos e aprendizagens significativas para a sociedade letrada. Acreditamos que uma prática pedagógica que proporcione o desenvolvimento de atividades significativas pode contribuir para que as crianças desenvolvam conhecimentos sobre o sistema de escrita desde a Educação Infantil.
	O enfoque nos gêneros textuais e seu uso situado tem se tornado o lugar central para o reconhecimento dos usos da linguagem nas práticas sociais de uma sociedade, uma vez que são eles os sinalizadores das diferenças da situação, da interação e do signi\ufb01cado de tais atividades. Na interação letrada, indivíduos escrevendo e lendo um texto mediador têm de criar relações e signi\ufb01cados compatíveis para estabelecer essa interação, o que pressupõe a noção de gêneros textuais como forma de ação social organizada. O uso dos diferentes métodos de ensino favorece o desenvolvimento de diferentes situações de ensino e aprendizagem no contexto das turmas em processo de alfabetização.
Referencias
LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Parábola. 2007. Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil: Conhecimento de Mundo. Brasília: MEC/SEH, 1998. Caderno de Estudos: trilhas para abrir o apetite poético. São Paulo: MEC, 2011.
FRANCHI, E. P. Pedagogia da alfabetização: da oralidade à escrita. 
6. ed. São Paulo: Cortez, 1999.