A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
25 G2 - Custos Financeiros Estoques

Pré-visualização | Página 1 de 5

CUSTOS FINANCEIROS DOS ESTOQUES 
Alexandre da Silva Paim1 
1 – Custos Financeiros do Estoque 
Os custos logísticos devem abordar todo o contexto da operação, inclusive as perdas associadas ao que 
se deixa de ganhar. Nestas perdas se inclui o custo financeiro. 
O custo financeiro é dado pelo custo do capital de giro da empresa investido no ciclo operacional do 
produto em cada processo logístico, em função do custo de entrada, durante o tempo em que o produto 
estiver disponível nesse processo, tanto em processos dinâmicos como movimentação e transporte como 
em processos estáticos como armazenagem. 
Este é um custo de oportunidade do capital parado. Como toda aquisição de estoque implica em um 
desembolso de recursos que faz com que ela deixe de disponibilizar um capital que poderia ser útil para 
pagar salários, comprar máquinas ou até mesmo investir no mercado financeiro para imobilizar na 
compra de estoques. Tudo isso gera um custo de oportunidade do capital parado que nada mais é do que 
o valor que a empresa está deixando de ganhar se aplicasse no mercado financeiro ao invés de aplicar 
seus recursos em estoque. 
O lead time do produto no subsistema de produção e o tempo em que um produto permanece 
armazenado até ser demandado para consumo são fatores que geram custos financeiros, uma vez que 
oneram o capital investido no produto durante o tempo em que ele permanecer no processo logístico. 
Podemos citar outros exemplos como: tempo de permanência durante a manufatura e o transporte em 
algum processo do subsistema de produção; tempo de estoque da matéria-prima no almoxarifado até ser 
demandado pelo subsistema de produção; tempo de exposição do produto no ponto de venda até a 
ocorrência da sua demanda; tempo de transporte de produtos entre uma fábrica e uma central de 
distribuição. 
A Figura 1 apresenta localização de estoques estáticos (os estoques dinâmicos se referem aqueles que 
estão sendo movimentados ou transportados) em cadeias de suprimentos típicas. 
	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  1	
  Mestre em Ciências Empresariais, consultor e professor adjunto da Universidade Luterana do Brasil - 
ULBRA.	
  
	
  
Figura 1: Localização dos estoques em cadeias de suprimentos. 
Fonte: Slack et al. (1999). 
2 – Custos Financeiros do Estoque em Trânsito 
Os materiais que estão sendo transportados permanecem determinado tempo dentro do veículo em 
trânsito. Este tempo de armazenagem em trânsito tem um custo financeiro associado. 
Uma consideração importante na escolha do modal a ser utilizado no transporte de mercadorias é a 
velocidade média do veículo, pois a mesma irá influenciar no tempo em que os produtos transportados 
permanecerão armazenados. 
O cálculo do custo financeiro do estoque em trânsito será calculado com a seguinte equação: 
Cfin. = Valor_da_mercadoria x Taxa_de_juros x tempo_em_trânsito 
O exemplo a seguir irá ilustrar esta questão com o caso da escolha do modal (aéreo ou marítimo) mais 
barato para importar uma mercadoria de local muito distante, onde não se irá considerar apenas o valor 
do frete no cálculo do custo total de transporte, mas também o custo financeiro do estoque em trânsito. 
Para o cálculo dos custos financeiros será adotada como taxa de juros a TMA (taxa mínima de 
atratividade), que é um valor entre as taxas de juros médias que a empresa paga quando precisa buscar 
dinheiro e as taxas médias obtidas em aplicações financeiras feitas pela empresa. 
Exemplo 1 
Empresa no Brasil necessita comprar US$ 2 000 000 em microprocessadores da Malásia. O pagamento 
do produto deve ser feito o momento do embarque. Para simplificar a análise considere que o frete é 
pago no recebimento da mercadoria. 
Considerar TMA de 0,03333333% a.d (0,0003333333 a.d.)2. 
As opções de modal e os dados relativos a tarifa de frete e prazos de entrega são os seguintes: 
Aéreo Marítimo 
Frete: US$ 14 000,00 Frete: US$ 3 000,00 
Tempo de entrega: 3 dias Tempo de entrega: 48 dias 
Qual modal apresenta menor custo? 
 
Resolução: 
Calculamos inicialmente os custos financeiros do estoque em trânsito: 
Cfin.navio = US$ 2 000 000 x 0,0003333333 ao dia x 48 dia = US$ 32 000 
Cfin.avião = US$ 2 000 000 x 0,0003333333 ao dia x 3 dia = US$ 2 000 
O custo total é a soma dos custos de frete e financeiro conforme apresentado na tabela. 
Modal Frete (US$) Custo Financeiro (US$) Custo total (US$) 
Marítimo 3 000 32 000 35 000 
Aéreo 14 000 2 000 16 000 	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  2	
  Lembre-­‐se	
  que	
  para	
  eliminar	
  o	
  símbolo	
  %	
  precisamos	
  dividir	
  o	
  valor	
  por	
  100.	
  Assim	
  temos,	
  por	
  exemplo,	
  	
  que	
  	
  27,4%	
  =	
  0,274.	
  Daqui	
  por	
  diante,	
  em	
  todos	
  os	
  cálculos	
  que	
  envolverem	
  percentual,	
  eliminaremos	
  o	
  símbolo	
  %	
  dividindo	
  o	
  valor	
  por	
  100.	
  
 
Resposta: recomenda-se adotar o modal aéreo para trazer a mercadoria por apresentar o menor custo 
logístico total. 
 
Exemplo 2 
Considere agora que o valor total da mercadoria seja US$ 2 000,00. Qual modal você recomendaria? 
Resolução: 
Neste caso os custos financeiros do estoque em trânsito seriam: 
Cfin.navio = US$ 2 000 x 0,0003333333 ao dia x 48 dia = US$ 32 
Cfin.avião = US$ 2 000 x 0,0003333333 ao dia x 3 dia = US$ 2 
O custo total é a soma dos custos de frete e financeiro conforme apresentado na tabela. 
Modal Frete (US$) Custo Financeiro (US$) Custo total (US$) 
Marítimo 3 000 32 3 032 
Aéreo 14 000 2 14 002 
 
Resposta: Neste caso recomenda-se trazer a mercadoria de navio por apresentar o menor custo logístico 
total. 
Estes resultados confirmam o que é recomendado na literatura de logística: modal aéreo é indicado para 
produtos com maior valor agregado. 
Este foi o exemplo de um transporte único. Caso se deseje calcular custos financeiro em situações em 
que as vendas se repitam em um padrão constante (um consumo mensal, por exemplo) recomendamos 
calcular primeiramente o custo financeiro de manter um item em estoque (custo unitário) e depois 
multiplica-lo pelo consumo mensal para obter o custo financeiro mensal utilizando as equações a seguir. 
Cfin	
  unit	
  =	
  	
  Cunit	
  	
  x	
  	
  TMA	
  	
  x	
  	
  Tarm	
  
	
  
Cfin	
  mensal	
  =	
  Cfin	
  unit	
  	
  x	
  	
  consumomensal	
  
 
Vamos ver agora um exemplo de custo mensal de estoque em trânsito. 
Exemplo 3 
Uma empresa despacha, via rodoviária, produtos com valor unitário de R$ 12,00 e vendas médias de 
100 000 itens por mês. O tempo de trânsito é de 5 dias e a TMA é 1 % a.m. 
Calcule o custo mensal do estoque em trânsito. 
Resolução: 
Calculamos os custos financeiros do estoque em trânsito: 
Cfin. Unitário = R$/item 12,00 x 0,0003333333 ao dia x 5 dia = R$/item 0,02 
Cfin.Mensal = R$/item 0,02 x 100 000 itens/mês = R$/mês 2 000,00 
Resposta: O custo mensal do estoque em trânsito é de R$ 2 000,00. 
3 – Custos Financeiros do Estoque em Depósitos ou Centros de Distribuição 
Para considerar os custos de financeiros do estoque em depósitos adotaremos a curva “dente de serra” 
que simplifica a representação do comportamento do estoque ao longo do tempo. Neste caso o estoque 
vai diminuindo linearmente (a