Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Desafio Profissional Meio Ambiente

Pré-visualização | Página 1 de 1

Daniela Cristina de Oliveira Cassiano - RA: 1299253433 
Fabíola Cristina de Faria - RA: 9140276423 
Marly Bruno Barbosa - RA: 8558899197 
 
DESAFIO PROFISSIONAL
 
Didática 
Língua Brasileira de Sinais 
Responsabilidade Social e Meio Ambiente
UNIVERSIDADE
 ANHANGUERA – UNIDERP 
Centro de Educação a Distância 
Ribeirão Preto – São Paulo 
2014 
1
INTRODUÇÃO
OBJETIVO
Levantar os principais problemas que afetam os moradores Da Comunidade Vila Verde, que é cortada por um córrego poluído. 
Propor soluções conferindo maior capacidade de consolidação e sustentabilidade aos investimentos, e promovendo a saúde pública, a melhoria da qualidade de vida da população e a ampliação da cidadania. 
METODOLOGIA ADOTADA 
Coleta de evidências a partir de análise documental 
Observação participante 
Realização de entrevistas com os profissionais envolvidos e a comunidades local. 
2
MOTIVAÇÃO
Almeida Filho (2000, p. 12), que aborda a intersetorialidade no âmbito da saúde coletiva, afirma que o campo das políticas sociais tem sido representado como um conjunto de “setores” independentes e, no limite, comunicantes entre si. De acordo com o mesmo autor, para remediar a segmentação tão indesejada costuma-se advogar uma estratégia denominada intersetorialidade. 
A intersetorialidade, conforme proposto por Junqueira e Inojosa (1997), é a articulação de saberes e experiências no planejamento, realização e avaliação de ações para alcançar efeito sinérgico em situações complexas, visando ao desenvolvimento social e superando a exclusão social (JUNQUEIRA e INOJOSA, 1997 apud JUNQUEIRA 2000). 
No âmbito da área de saneamento, a Lei nº 11.445/2007 estabelece que a articulação com demais políticas deve figurar entre os princípios fundamentais do saneamento básico no País (BRASIL, 2007b). 
3
IMPACTOS CAUSADOS PELA POLUIÇÃO 
DO CÓRREGO NO COTIDIANO
 
 Falta de vegetação nativa nas margens das nascentes.
Piora na qualidade do ar
Aumento das enchentes
Contaminação da água 
Contaminação do lençol freático 
Desenvolvimento de doenças 
Acúmulo de lixo e entulho às margens do córrego. 
PASSO 1
4
IMPACTOS CAUSADOS PELA POLUIÇÃO 
DO CÓRREGO NO COTIDIANO
PASSO 1
5
MEDIDAS ADOTADAS PARA A MELHORIA 
DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DO CÓRREGO
Recomposição da vegetação em torno das nascentes. 
Implantação e recuperação das redes de esgotos locais. 
Campanhas de conscientização na escola e na comunidade 
Implantação de programas de controle ambiental no local. 
Implantação de caixas separadoras com óleos e graxos. 
Fiscalizar o uso indevido da água do córrego.
PASSO 1
6
MEDIDAS ADOTADAS PARA A MELHORIA 
DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DO CÓRREGO
Coleta regular de lixo 
Construção de aterro sanitário 
Drenagem de águas pluviais 
Parceria entre comunidade, órgãos públicos e privados 
Denúncia junto ao Centro de Controle de Zoonoses sobre a presença de criadouros de animais à margem do córrego. 
PASSO 1
7
MEDIDAS ADOTADAS PARA A MELHORIA 
DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DO CÓRREGO
PASSO 1
8
PASSO 2
9
AÇÕES A SEREM DESENVOLVIDAS
 
PASSO 2
10
AÇOES QUE PODEM SER 
DESENVOLVIDAS NA ESCOLA
11
PASSO 3
12
PASSO 3
13
AÇÕES QUE PODEM SER 
DESENVOLVIDAS NA ESCOLA
PASSO 3
14
LEITURA DA COMUNIDADE
15
PASSO 4
16
PASSO 4
17
CONSIDERAÇÕES FINAIS
A escassez de água potável é um dos maiores problemas da humanidade, devido ao crescimento acentuado da poluição.
Precisamos entender de que forma podemos nos organizar para melhorar a infraestrutura das comunidades, principalmente no que diz respeito ao saneamento básico.
Precisamos entender de que forma podemos nos organizar para melhorar a infraestrutura das comunidades, principalmente no que diz respeito ao saneamento básico.
A participação na gestão democrática da cidade em grupos da sociedade civil organizada é de grande importância para a implementação de um Plano Diretor Municipal que atenda aos interesses da maioria.
Especialistas de diversas áreas defendem que as cidades podem assumir plenamente a responsabilidade pela proteção e preservação do meio ambiente, assegurando o acesso equilibrado dos bens naturais pela população.
Nossa missão é fazer a diferença onde estamos
18
PODEMOS MUDAR O MUNDO
19
SE FIZERMOS NOSSA PARTE
20
21
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
YOUTUBE. LIBRAS - Água Poluída (legendado e animado). Disponível em: <http://youtu.be/6ODWO_6K6bk>; Acesso em: 28 out. 2014.
YOUTUBE. Mais da metade da população não tem rede de tratamento de esgoto. Disponível em: 
< http://youtu.be/Jv4iPVoedEo>; Acesso em: 28 out. 2014.
YOUTUBE. Mais de 1 milhão de vidas seriam salvas se houvesse saneamento. Disponível em: <http://youtu.be/JT7ul4hcMNU>; Acesso em: 28 out. 2014.
6th World Water Forum - Marseille 2012. Disponível em: 
<www.worldwaterforum6.org>; Acesso em: 28 out. 2014.
YOUTUBE. O que é Saneamento Básico. Disponível em: 
<http://www.youtube.com/watch?v=_6-4cgx3BR4>; Acesso em: 28 out. 2014.
YOUTUBE. Alternativas de Saneamento Ambiental no Ceará. Disponível em: 
http://www.youtube.com/watch?v=bE4kwH4Ew9I água garrafa pet>; Acesso em: 28 out. 2014.
VIVA FAVELA. Saneamento é básico, mas não existe. Disponível em: 
<http://www.vivafavela.com.br/18-saneamento-basico/478-saneamento-e-basico-mas-nao-existe>; Acesso em: 28 out. 2014.
22
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Saneamento e Meio Ambiente. Disponível em: 
<http://www1.caixa.gov.br/gov/gov_social/municipal/marcha_prefeitos/meio_ambiente.asp>;
Acesso em: 28 out. 2014.
RIO ON WATCH. Vale Encantado Planeja Projeto de Saneamento Sustentável. Disponível em: 
<http://rioonwatch.org.br/?p=7183 planejamento sustentável>; Acesso em: 28 out. 2014.
CETESB. Reuso da Água. Disponível em: <http://www.cetesb.sp.gov.br/agua/%C3%81guas-Superficiais/39-Reuso-de-%C3%81gua reuso da água>; Acesso em: 28 out. 2014.
SCIELO. Solução para remoção de lixo nas favelas. Disponível em: 
<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1985000100005 Solução para remoção de lixo nas favelas>; Acesso em: 28 out. 2014.
PLANETA SUSTENTÁVEL. Como uma favela é urbanizada?. Disponível em: 
<http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/cidade/qualidade-de-vida-favela-urbanizacao-saneamento-493951.shtml Como uma favela é urbanizada>; Acesso em: 28 out. 2014.
THE NATURAL STEP. Comunidades Sustentáveis. Disponível em: <http://www.naturalstep.org/fr/brazil/comunidades-sustentaveis>; Acesso em: 28 out. 2014.
23