A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
Tipologia dos eventos Científicos

Pré-visualização | Página 1 de 2

*
*
Tipologia dos Eventos Científicos
PROFA. ALEYA PIRES
*
*
O seminário é instrumento pedagógico que tem como objetivo, permitir a um ou mais expositores, transmitirem informações para um público sobre um determinado assunto investigado. 
Para que o público tire proveito das informações, faz-se necessário que o(s) expositor(es) faça(m) uso, com eficácia, da linguagem oral, assim como dos recursos materiais. Por isso, é fundamental que o trabalho seja planejado e organizado. 
*
*
Aprender a transmitir com eficácia as informações pesquisadas;
Aprender a utilizar a lógica e a organicidade para construir o texto formal;
Aprender a utilizar a lógica e a capacidade de síntese para elaborar um esquema orientador da fala;
Aprender a utilizar os recursos tecnológicos para este tipo de apresentação;
Correlacionar os diversos conhecimentos adquiridos durante o semestre e/ou curso.
*
*
SIMPÓSIO
MESA REDONDA
JURI SIMULADO
PAINEL
CONGRESSO
OFICINA
*
*
Caracterização da técnica
Consiste na exposição sucessiva sobre diferentes aspectos ou fases de um só assunto. O expositor não deve ultrapassar a 30 minutos na sua preleção. Ao final do simpósio, o auditório poderá participar em forma de perguntas diretas.
Objetivos:
Apresentar fatos, informações, opiniões, etc., sobre um mesmo tema. 
Permitir a exposição sistemática e contínua acerca de um tema. 
Elencar os problemas percebidos durante a pesquisa de forma a promover a compreensão geral do assunto.
Como usar a técnica
Deve-se eleger um moderador para coordenar os trabalhos e oradores para exposição.
O moderador deve reunir-se previamente com os oradores para garantir o acordo sobre o fracionamento lógico do assunto, identificar as áreas principais e estabelecer horários. 
No dia da apresentação, o moderador deve apresentar os integrantes do simpósio, expor a situação geral do assunto e quais as partes que serão enfatizadas por cada expositor, criar atmosfera receptiva e motivar o grupo para as exposições. 
Os integrantes do simpósio devem fazer apresentações concisas e bem organizadas dentro do tempo estabelecido. 
O moderador poderá, quando oportuno, conceder a cada integrante do simpósio, um certo tempo para esclarecimentos e permitir que um participante possa formular uma ou duas perguntas aos oradores. 
*
*
Caracterização da técnica
Poucas pessoas dispondo de tempo para discutir um assunto, em igualdade de condições. Apresentação de vários subtemas sem intervalos.
Objetivos:
Discutir ou refletir sobre um tema ou situação-problema. 
Obter a participação de todos (num grupo pequeno). 
Levar os participantes a assumir responsabilidades. Participação na decisão é garantia de colaboração. 
Como usar a técnica
Eleger um Coordenador para mediar e cronometrar as exposições; 
Eleger os expositores( 01 de cada grupo), que deverão sentar-se em volta de uma mesa, em igualdade de condições. 
Discussão livre entre si sobre o tema proposto. 
Coordenação bem livre até esgotar os assuntos. 
*
*
Objetivos:
Estudar e debater um tema, levando todos os participantes do grupo se envolverem e tomar uma posição.
Exercitar a expressão e o raciocínio
Desenvolver o senso crítico
 
DESENVOLVIMENTO:
Participantes/Funções: - Juiz: Dirige e coordena o andamento do júri.- Advogado de acusação: Formula as acusações contra o réu ou ré.- Advogado de defesa: Defende o réu ou ré e responde às acusações formuladas pelo advogado de acusação.- Testemunhas: Falam a favor ou contra o réu ou ré, de acordo com o que tiver sido combinado, pondo em evidência as contradições e enfatizando os argumentos fundamentais.- Corpo de Jurados: Ouve todo o processo e a seguir vota: Culpado ou inocente, definindo a pena.
A quantidade do corpo de jurados deve ser constituído por número impar:(3, 5 ou 7)- Público: Dividido em dois grupos da defesa e da acusação, ajudam seus advogados a prepararem os argumentos para acusação ou defesa. Durante o juri, acompanham em silêncio.
Passos para Apresentação
O Coordenador apresenta o assunto e a questão a ser trabalhada.-Dar Orientação para os participantes.- Preparação para o júri.- Juiz abre a sessão.- Advogado de acusação (promotor) acusa o réu ou ré (a questão  em pauta).- Advogado de defesa, defende o réu ou a ré.- Advogado de acusação toma a palavra e continua a acusação.- Intervenção de testemunhas, uma de acusação.- Advogado de defesa, retoma a defesa.- Intervenção da testemunha de defesa.- Jurados decidem a sentença, junto com o juiz.- O público, avalia o debate entre os advogados, destacando o que foi bom, o que faltou.- Leitura e justificativa da sentença pelo juiz.
*
*
Caracterização da técnica
É uma discussão pública e consiste em uma apresentação em forma de conversa informal e dialogada , objetivando a troca de ideias.
Objetivos:
Integrar o grupo. 
Explorar um documento básico sobre determinado assunto. 
Obter a participação de todos. 
Familiarizar os participantes com determinado assunto. 
Continuar um debate sobre tema apresentado anteriormente sob a forma de preleção, simpósio, projeção de slides ou filmes, dramatização, etc .... 
Aprofundar o estudo de um tema. 
Como utilizar a técnica:
Planejar com antecedência o tema e a aplicação da técnica em função do número de participantes, natureza do assunto, tempo disponível, espaço existente, etc.... 
Explicar ao grupo o funcionamento da técnica, o papel e as atitudes esperadas de cada membro e o tempo disponível. 
Dividir o grupo em subgrupos. Apresenta as questões ou o tema para discussão. Esclareça que todos devem anotar as idéias e conclusões do grupo para transmita-las aos telespectadores;
Fazer um sumário das conclusões dos grupos e permita que estas sejam discutidas para se chegar ao consenso;
Relatar os resultados da pesquisa em forma de pôster ou cartaz;
Eleger relatores para exposição das idéias.
*
*
Pode ser definido como uma reunião promovida por entidades associativas, visando ao debate de assuntos que interessem a um determinado segmento. É dividido em várias atividades, tais como mesas-redondas, conferências, simpósios, palestras, comissões, painéis, cursos, entre outras. Os congressos podem ser regionais, nacionais e internacionais. É um produto bastante abrangente, porém não muito focado. É interessante para contatos e para se manter informado sobre o que está acontecendo no setor que ele representa.
Evento de solene grandes proporções, de âmbito regional, nacional ou internacional, em geral com duração de 3 dias ou mais, que reúne participantes de uma comunidade científica ou profissional ampla.   Abrange um conjunto de atividades como: mesas-redondas, palestras, conferências, apresentação de trabalhos, cursos, mini-cursos, oficinas / workshop.  Um documento conhecido como "anais" do congresso registra as conclusões do congresso e é distribuída aos participantes. Os cursos incluídos no congresso, com duração igual ou superior a 8 horas devem, também, ser registrados e certificados como curso.
*
*
Desenvolvimento de um tema, geralmente por até 20 pessoas que se dispõem preferencialmente em círculo, com a participação de um coordenador e um relator. Os participantes têm acesso, preliminarmente, a um pequeno texto – documento de referência, que menciona a contribuição de um especialista – ou a um texto motivador, com as informações mais relevantes sobre o assunto. Esse texto deve ser distribuído com antecedência aos participantes ou distribuído e lido no início da oficina. A oficina deve gerar um produto: um documento escrito, consensual ou não, preparado pelo relator e aprovado pelo grupo, sob a forma de relatório, norma, recomendação, avaliação, projeto, etc.
*
*
Clássico – Elaborado e apresentado individualmente. (Utilizado em Pós-Graduação).
Clássico em grupo: Por meio da escolha de tema, trabalho realizado em equipe, contendo as figuras do Coordenador, Secretário e o relator. ( Mais utilizado