EXERCÍCIO ESTATUTO DO IDOSO
6 pág.

EXERCÍCIO ESTATUTO DO IDOSO


Disciplina934 - Política do Idoso5 materiais72 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Serviço Social
Instituto de Ciências Sociais
Déborah Veloso
	
POLÍTICA SOCIAL DO IDOSO, QUESTÕES DO ENVELHECIMENTO E SERVIÇO SOCIAL.
Estudo Dirigido
Orientadora: Prof.ª Simone Viegas
Belo Horizonte
2015
Serviço Social \u2013 Núcleo PUC MINAS 
Disciplina: Política Social do Idoso e Serviço Social
Professora: Simone Soares Viegas
EXERCÍCIO
1 \u2013 Descreva, resumidamente, o que é o Estatuto do Idoso? A quem ele se destina? O que compreende a prioridade absoluta garantida no Estatuto? Quais são os direitos fundamentais do idoso?
O Estatuto do Idoso é destinado a regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos. O idoso goza de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-se lhe, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, para preservação de sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade.  É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.
2 \u2013 Quais as atribuições da Política de Assistência Social previstas no Estatuto do Idoso? Exemplifique com situações de idosos abandonados em hospitais.
 A assistência social aos idosos será prestada, de forma articulada, conforme os princípios e diretrizes previstos na Lei Orgânica da Assistência Social, na Política Nacional do Idoso, no Sistema Único de Saúde e demais normas pertinentes. Aos idosos, a partir de 65 (sessenta e cinco) anos, que não possuam meios para prover sua subsistência, nem de tê-la provida por sua família, é assegurado o benefício mensal de 1 (um) salário-mínimo, nos termos da Lei Orgânica da Assistência Social \u2013 Loas. No caso do paciente idoso esquecido no hospital tenta se a localização e a reaproximação com a família. Caso haja resistência do familiar em desospitalizar esse idoso, aciona-se o Ministério Público, com o intuito de garantir-lhes o benefício social.
3 \u2013 Quais as atribuições do Conselho de Idosos previstas no Estatuto do Idoso? Quais as possibilidades de trabalho do assistente nesse Órgão? Como se articulam os Conselhos do Idoso e da Assistência Social?
Ao CNDI (Conselho Nacional do Idoso) compete elaborar as diretrizes, instrumentos, normas e prioridades da política nacional do idoso, bem como controlar e fiscalizar as ações de execução; zelar pela aplicação da política nacional de atendimento ao idoso; dar apoio aos Conselhos Estaduais, do Distrito Federal e Municipal dos Direitos do Idoso, aos órgãos estaduais, municipais e entidades não governamentais, para tornar efetivos os princípios, as diretrizes e os direitos estabelecidos pelo Estatuto do Idoso; avaliar a política desenvolvida nas esferas estadual, distrital e municipal e a atuação dos conselhos do idoso instituídos nessas áreas de governo; acompanhar o reordenamento institucional, propondo, sempre que necessário, as modificações nas estruturas públicas e privadas destinadas ao atendimento do idoso; apoiar a promoção de campanhas educativas sobre os direitos do idoso, com a indicação das medidas a serem adotadas nos casos de atentados ou violação desses direitos; acompanhar a elaboração e a execução da proposta orçamentária da União, indicando modificações necessárias à consecução da política formulada para a promoção dos direitos do idoso; e elaborar o regimento interno, que será aprovado pelo voto de, no mínimo, dois terços de seus membros, nele definindo a forma de indicação do seu Presidente e Vice-Presidente. Compete ainda ao CNDI acompanhar e avaliar a expedição de orientações e recomendações sobre a aplicação da Lei nº 10.741, de 2003, e dos demais atos normativos relacionados ao atendimento do idoso; promover a cooperação entre os governos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e a sociedade civil organizada na formulação e execução da política nacional de atendimento dos direitos do idoso; promover, em parceria com organismos governamentais e não governamentais nacionais e internacionais, a identificação de sistemas de indicadores, no sentido de estabelecer metas e procedimentos com base nesses índices, para monitorar a aplicação das atividades relacionadas com o atendimento ao idoso; promover a realização de estudos, debates e pesquisas sobre a aplicação e os resultados estratégicos alcançados pelos programas e projetos de atendimento ao idoso, desenvolvidos pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República; estimular a ampliação e o aperfeiçoamento dos mecanismos de participação e controle social, por intermédio de rede nacional de órgãos colegiados estaduais, regionais, territoriais e municipais, visando fortalecer o atendimento dos direitos do idoso. A atribuição do assistente social neste órgão é de auxiliar as fiscalizações nas instituições. A articulação do conselho do idoso e a assistência social se da a partir das diretrizes previstas na Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) ,no Sistema Único de Saúde (SUS) e na Politica Nacional do Idoso.
4 \u2013 Quando são aplicadas Medidas de Proteção ao idoso? Quais são as medidas previstas no Estatuto do Idoso? Qual o Órgão responsável pela aplicação das Medidas?
As medidas de proteção ao idoso são aplicáveis sempre que os direitos reconhecidos nesta Lei forem ameaçados ou violados: por ação ou omissão da sociedade ou do Estado; por falta, omissão ou abuso da família, curador ou entidade de atendimento; em razão de sua condição pessoal. As medidas de proteção ao idoso previstas nesta Lei poderão ser aplicadas, isolada ou cumulativamente, e levarão em conta os fins sociais a que se destinam e o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários.
5 \u2013 Quais os procedimentos e critérios para o funcionamento de entidades de atendimento ao Idoso? 
Os procedimentos e critérios para o funcionamento de instituições para o atendimento ao idoso são oferecer instalações físicas em condições adequadas de habitabilidade, higiene, salubridade e segurança;  apresentar objetivos estatutários e planos de trabalho compatíveis com os princípios desta Lei; estar regularmente constituída; demonstrar a idoneidade de seus dirigentes. No Artigo 49 do Estatuto do idoso designa que as entidades que desenvolvam programas de institucionalização de longa permanência adotarão os seguintes princípios: preservação dos vínculos familiares; atendimento personalizado e em pequenos grupos; 
 manutenção do idoso na mesma instituição, salvo em caso de força maior; participação do idoso nas atividades comunitárias, de caráter interno e externo; observância dos direitos e garantias dos idosos;  preservação da identidade do idoso e oferecimento de ambiente de respeito e dignidade. 
6 \u2013 Quais os Órgãos responsáveis pela fiscalização de entidades de atendimento do idoso?
As entidades governamentais e não-governamentais de atendimento ao idoso serão fiscalizadas pelos Conselhos do Idoso, Ministério Público, Vigilância Sanitária e outros previstos em lei..
7 - Em casos de suspeita ou confirmação de maus-tratos contra idoso, como devem agir os profissionais da saúde? Exemplifique com situações concretas de idoso acamado, e sem família com escaras profundas no corpo. 
No caso de suspeita ou confirmação de maus tratos contra o idoso deve se Oferecer atendimento humanizado. Deve ser realizado por toda a equipe. Tratar o paciente como gostaria de ser tratado. Tratar o usuário com respeito e atenção. Disponibilizar tempo para uma conversa tranquila. Manter sigilo das informações. Proporcionar privacidade. Notificar o caso. Colocar-se no lugar do paciente. Evitar a vitimização. Não fazer perguntas indiscretas. Não emitir juízo