Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
rolo compactador

Pré-visualização | Página 1 de 1

Compactador
Compactador é um de muitos tipos de máquinas rodoviárias ou equipamento utilizado para compactar ou comprimir as dimensões de alguma coisa, como por exemplo, o solo. 
Compactadores de solo
Compactadores de solos são equipamentos utilizados para comprimir ou diminuir de tamanho a terra, areia e outros tipos de terreno, visando um melhor substrato para a construção de uma obra, como um edifício, uma rodovia ou uma represa. Podem ser de rolos vibratórios, lisos, com pé de carneiro ou pneumáticos, de placa, de percussão (sapo ou pula-pula), tracionados ou auto-propelidos, motorizados a eletricidade ou combustão interna.
Para cada tipo de terreno ou aplicação há um modelo de maquina especifico, sendo que deve-se observar as características e formas de utilizar para um melhor aproveitamento de maquina, tempo e dinheiro.
Rolos compactadores
São máquinas rebocáveis por um trator, podem ser de pequeno, médio e grande porte, e como o nome já sugere, compactam todos os tipos de solos, asfaltos e outros. Existem diversos tipos de rolos cada qual para uma finalidade como: construção de estradas, aeroportos, barragens, portos, construções industriais, etc. 
Figura 1- Rolo compactador
Historia
Os primeiros métodos de compactação do solo empregavam forças dinâmicas de animais e homens. O movimento dos pés (ou cascos) é semelhante em alguns aspectos ao movimento de um tambor de compactação.
O método romano de construção de estradas baseava-se em primeiramente fazer um corte na largura da estrada planejada. A terra na parte inferior do corte era compactada com o uso de compactadores pesados e uma fundação com camada de pedras era colocada sobre esta base. Esta camada de pedras era coberta com uma outra de 9 polegadas de concreto. Em seguida, mais uma de 6 polegadas de concreto fino era aplicada, no qual eram inseridos blocos de pedra. Esta última camada era compactada com um cilindro de pedra rebocado.
Em 1869, uma inovação da Inglaterra, conhecida como “rolo compressor”, foi usada em Nova Iorque. Este tipo de rolo liso com rodas provou ser muito eficaz na construção de rodovias há quase um século.
Figura 2 – Rolo compressor (rolo liso)
Já o rolo compactador tipo pé-de-carneiro surgiu na Califórnia, na mesma época, com tambores de mais de 1 metro e área de contato de 5 a 8 cm².
Figura 3 – Rolo pé de carneiro
Os rolos pé de carneiro são capazes de alta força de impacto associada a uma alta amplitude. Estes rolos hoje são muito usados em compactação de áreas confinadas e evoluíram para uma grande variedade de modelos, incluindo versões miniaturizadas e controladas remotamente para compactação de valas.
Após a Segunda Guerra Mundial, o Corpo de Engenheiros do Exército realizou de compactação de argila, no Parque Militar de Vicksburg, no Mississipi, e demonstrou a importância do desenvolvimento de projetos de novas máquinas para o adensamento do solo por pressão de contato. Em 1947, surgiu a roda de trator instalada no compactador que permitiu velocidades mais altas (13,5 mph).
Figura 4 – Compactador com roda de trator
Atualmente, visam bastante a produtividade e sustentabilidade. Tecnologias que permitem mais agilidade, facilidade de manobrar e eficiência energética com menor consumo de recursos naturais diferenciam cada vez mais a nova geração de rolos compactadores das anteriores.
Algumas inovações de maquinas compactadoras são:
- Cabine com boa visibilidade para manobras.
- Comandos eletrônicos para operação rápida e precisa.
- Maior autonomia para tanques de água e combustível.
- Motores mais potentes e com menor consumo de combustível.
- Design orientado para operação em locais confinados.
- Tração e vibração nos cilindros dianteiros e traseiros.
- Alta velocidade com transmissão automática.
- Arquitetura que facilita a manutenção.
- Gerenciamento eletrônico da área compactada.
Figura 5 – Cabine de maquina compactadora moderna
Para o futuro provavelmente há grandes possibilidades de a compactação ser inteligente, conceito onde o rolo compactador mede a densidade relativa do solo no qual está atuando e se auto ajusta em tempo real para um melhor resultado final.
Rolo compactador liso
São máquinas rebocáveis ou autopropelidas (possui seu próprio meio de propulsão, ou seja, de impulso para frente), dotadas de um cilindro liso, que pode ser vibratório ou não, que tem a função de terraplenagem, ou seja, deixar um terreno plano. Tem a função de compactar materiais mais finos como bica corrida, acabamento de Base para imprimação ou asfalto e que precisam de uma superfície bem lisa e compactada (MADDEN, 2013).
O grau de compactação também é determinado pelo número de “feixes” (voltas que o rolo faz) que o equipamento faz sobre o material. Ele é utilizado como auxiliar na construção de estradas, praças, urbanizações, galerias e para a compactação de solos em geral e em locais delimitados.
O rolo liso-cilindro liso é mais usado na compactação de acabamento e em terrenos com mistura de argila e areia, onde há plasticidade média ou baixa (PEDREIRÃO, 2012).
O rolo pneumático consiste em vários pneus de borracha, todos com eixos individuais e acabamento liso. Utilizado em solos de granulação fina e arenosa e em acabamentos de asfalto (MARTELLO, 2010).
É importante atentar em relação à umidade, pois o solo não pode estar nem muito seco, nem muito úmido, sendo necessário estar próxima a umidade ótima. Fazendo uma simples analogia, para fazer um castelo de areia é preciso colocar um pouco de água, pois se a areia estiver muito seca não se consegue compactar. E se molhar demais, fica saturado. É preciso adicionar uma quantidade exata para atingir a umidade ótima, assim fica possível compactar. Em trabalho de compactação de solos, o princípio é exatamente o mesmo (GREWEHR, 2013).
Figura 6 – Rolo compactador liso
Rolo compactador pé-de-carneiro
É uma máquina autopropelida (trator) ou rebocada, de compactação terraplenagem, dotada de rolos com pequenos degraus em sua estrutura que garantem uma precisão maior de compactação. Pode ser vibratório ou não. O pé de carneiro compacta de baixo para cima. As patas do pé de carneiro penetram a camada solta superior e compactam a camada inferior. Quando o pé sai do solo ele joga para cima o material e o resultado é uma camada de material solto em cima. Espalhando mais material, este permanecerá solto e a máquina compactará a camada anterior (PEDREIRÃO, 2012).
Rolo pé de carneiro é um cilindro metálico com saliências que penetram no solo. Ele é ideal para solos argilosos, pois propicia um ótimo entrosamento entre as camadas compactadas (MARTELLO, 2010).
A função da pata é penetrar superficialmente no solo, aumentando a área de contato para que a coesão entre as partículas seja quebrada e que a evaporação seja favorecida, assim o material pode ser compactado (GREWEHR, 2013).
Figura 7 – Rolo compactador pé de carneiro
Figura 8 – Rolo compactador liso X Rolo compactador pé de carneiro (CAT)
Referências
MARTELLO, F.. Rolos compressores, compactadores e vibradores. Disponíveis em: <http://www.ruadireita.com/maquinas/info/rolos-compressores-compactadores-e-vibradores/>. 2010. Acesso em: 05 de Abr. 2016.
GREWEHR, J.. Rolos compactadores. Porto Alegre, RS. 2013. Disponível em : <http://asfaltodequalidade.blogspot.com.br/2013/01/rolos-compactadores_5.html>. Acesso em: 05 de Abr. 2016.
PEDREIRÃO – Macetes de construção. Conheça as maquinas utilizadas em obras, passo a passo. 2012. Disponível em: <http://pedreirao.com.br/equipamentos-e-ferramentas/conheca-as-maquinas-utilizadas-em-obras-passo-a-passo/>. Acesso em: 05 de Abr. 2016.
MADDEN, J.. Rolo compactador liso. 2013. Disponível em: <http://www.ecivilnet.com/dicionario/o-que-e-rolo-compactador-liso.html>. Acesso em: 05 de Abr. 2016.