A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
A ÚLTIMA PARADA 174

Pré-visualização | Página 1 de 1

Universidade de Caxias do Sul 
Nomes: Bruna Santos Bertuol, Jéssica Eduarda de Oliveira Gehlen e Thays Rodrigues 
Ribeiro 
Docente: Eliana Gasparini Xerri 
Diciplina:UCS100-AF – Universidade e Sociedade 
 
A ÚLTIMA PARADA 174 
 A Última Parada 174 é um filme baseado em fatos reais que conta a 
história de Sandro, um menino que foi tirado dos braços de sua mãe, e criado 
pelo chefe da favela, que lhe ensinou a vida no crime. Sandro acreditava que o 
mundo era este, pois era só uma criança que agia conforme o que tinha sido 
ensinado a ele. Roubar, se envolver com drogas e morar na rua era normal 
para ele. 
 Uma noite, quando todos os meninos de rua estavam dormindo, dois 
homens armados começaram a disparar suas armas com intuito de assassiná-
los, Sandro foi um dos sobreviventes do massacre da Candelária. 
 Algum tempo depois, entra para o IPS e faz amizade com Alessandro, 
que antes era seu inimigo. Junto aos outros adolescentes criam um plano para 
fugir dali, no qual eles obtêm êxito. Fora do IPS, os dois se juntam para 
assaltar as pessoas, e se tornam próximos. 
 Neste meio tempo, conheceu sua mãe e foi morar com ela e até 
pensava em mudar de vida, mas não tinha suporte nenhum e suas ideias sobre 
a vida já eram formadas, não tinha capacidade de ouvir um não, que foi o que 
aconteceu quando lhe disseram que o que queria fazer, que era cantar raps 
não seria tão fácil, ele não conhecia o trabalho árduo, pois não foi criado assim, 
era muito mais fácil roubar. 
 Ele encontra novamente seu amor de infância, Soninha, que se prostitui 
por dinheiro. Apaixonou-se por ela, e queria que morassem juntos, porém a 
garota tirou suas esperanças dizendo que ela é de todo mundo, inclusive de 
Alessandro, seu suposto amigo que é um dos clientes dela. Pegou uma 
condução para tentar esfriar a cabeça, e um passageiro que vê uma arma com 
o garoto, sai e comunica a policia, que manda o ônibus parar. Sabendo que 
estavam ali por sua causa ele faz os passageiros de reféns. Ao decorrer do dia, 
ele libera algumas pessoas, pois não queria machucar ninguém. 
 Sobrando apenas duas reféns, ele decide pegar uma delas e levar para 
fora, pois ninguém estava levando fé de que ele seria capaz de matá-la, ao ver 
uma arma apontada em sua direção para tentar feri-lo, totalmente desnorteado 
ele atira na garota. A polícia o leva, e o assassina no caminho. Para todos que 
estavam assistindo pela TV ou pessoalmente, ele era um criminoso que 
deveria ser punido, este é um dos maiores problemas da sociedade, escutar 
uma informação pela metade e achar que está por dentro de tudo, obviamente 
ele estava errado, porém ninguém conhecia seu passado, as necessidades que 
passava. Isto ainda acontece hoje com cada vez mais força, o individualismo, 
capitalismo. Por que vou ajudar o outro? Qual meu benefício nisto? 
 Uma grande camada da sociedade, não se importa com estas pessoas 
como Sandro, são somente ladrõezinhos a seu ver, pessoas boas são quem 
tem o carro do ano, uma roupa boa para vestir, um carro lindo para andar. Que 
mundo é este que um jogador de futebol ganha 500 mil reais por mês, 
enquanto garotos de rua não tem uma educação adequada, uma orientação, 
pois são crianças, e toda criança precisa de um adulto que tenha bom senso 
para mostrar-lhes o caminho certo. Enquanto está sendo gasto milhões para a 
copa do mundo, ainda existe uma grande parcela de brasileiros passando 
fome, se envolvendo com drogas e sexo. Infelizmente o sentimento de caridade 
ao próximo está se extinguindo, e o individualismo está muito em alta, eu antes 
de todos. O mundo nunca será perfeito, mas enquanto houver diferenças 
sociais tão amplas as coisas vão continuar só na conversa. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filme e dias atuais 
 O filme retrata a dura e complicada vida numa cidade grande do Brasil, 
Rio de Janeiro. Mostra como é a realidade de muitas crianças e adolescentes 
que não tem como se manter numa vida estável e precisam viver nas ruas para 
conseguir dinheiro, isso acaba gerando brigas, discussões entre outras formas 
de confrontos verbais, físicos e as vezes- grande parte delas- a morte de 
alguém envolvido na história. 
 Nossa sociedade tem como o maior pensamento e unânime, eu me 
importo comigo, se está tudo bem comigo, o resto não importa. Nossa 
sociedade é totalmente e completamente egoísta em questões de ajudar o 
país, porém quando isso é exposto para a mídia de outros países, a sociedade 
se junta para "ajudar" o problema é que isso dura pouquíssimo tempo, e logo é 
esquecido. 
 O filme retrata muito bem esses detalhes, mostrando sem vergonha 
nossa realidade, mesmo que por algum momento isso seja extremo ou pouco 
conhecido. O filme é um dos poucos que mostram isso, as crianças pobres de 
rua, sendo ignorados na sociedade e com falta de auxilio, muitos detalhes 
passado por ele, assim ajudando nosso entendimento sobre onde vivemos. 
 Existe no nosso país o ECA que significa Estatuto da Criança e 
Adolescente, somos reconhecidos mundialmente por conta disso, o problema é 
que o quê está sendo retratado nesse estatuto muitas vezes é ignorado, e 
assim sendo, não imposto na sociedade, muitas leis, mas pouca aplicação. 
 Além disso, no país se presa muito mais um jogador de futebol, do que 
um estudante que cria um jeito de curar alguma doença, nossa sociedade está 
fraca em educação e segurança, as duas bases para um desenvolvimento 
100% da sociedade e do país. A falta de preocupação por parte do governo e 
população é um grande problema. 
 Enquanto ficarmos nos preocupando com isso vamos continuar sendo 
um país subdesenvolvido sem educação avançada, vivendo entre criminosos 
sem punição e sendo o um lugar que apenas tem a beleza e não o 
conhecimento, pois internacionalmente somos o país do Samba, Carnaval, 
Futebol, isso é vergonhoso, pois temos talento para muito mais, mas 
precisamos aprender a usar nosso talento.