A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
Memoria Calc LTs RTs BRAS JUINA(v1)

Pré-visualização | Página 6 de 7

Not measured	 	(Sem interesse)	
Matching fact. kam,a:		Not measured 	(Sem interesse)	
Matching fact. kam,b:		Not measured 	(Sem interesse)		
Meas. value rel. Id:			0.000 Iref	 		(Qualquer valor da corrente diferencial pode ser apresentado no display)
Meas. value rel. IR:			0.000 Iref			(Qualquer valor da corrente de restrição pode ser apresentado no display)
DTOC1	
 
General enable USER:		 Yes	 	 (Habilitação da unidade 1 de sobrecorrente)	
Select. meas. 	Input:			End a	 (Definida para os terminais a)	
	
DTOC2	
 
General enable USER: 	Yes	 	 (Habilitação da unidade 2 de sobrecorrente)	
Select. meas. Input: 		End b	 (Definida para os terminais b)
	
Parameter subset 1
MAIN	
Vnom prim. end a PS1:	230.0 kV	(Tensão lado a)
Vnom prim. end b PS1:	230.0 kV	(Tensão lado b; deveria ser 0, lado do fechamento da estrela, mas o relé não aceita; não acarreta problema.)	
Phase reversal a PS1:		No swap	(Não aplicável a reatores)
Phase reversal b PS1:		No swap	(Não aplicável a reatores)	
 
DIFF	- Ajustes da função diferencial
Enable PS1:		 Yes	
Vec.gr. ends a-b PS1:	 0 	(Grupo vetorial. Para reatores não há defasamento angular)
Idiff> PS1:	 0.20 Iref 	(Pickup da unidade com restrição. Valor típico)	
Idiff>> PS1: 	 2.5 Iref	 	(Valor máximo para o qual a estabilização por inrush e discriminação de saturação são efetivos; referência tabela do paper [7]) 
Idiff>>> PS1: 5.0 Iref	(Valor a partir do qual a proteção diferencial opera sem restrição; valor típico)
Idiff>(CTS) PS1:	 0.20 Iref (Considerado dispositivo para supervisionar os TCs não instalado nos relés comprados; ver seção 3.28, pág 210 do manual; função bloqueada)
m1 PS1:	 0.15 		(Slope 1 da curva, valor típico)
m2 PS1: 0.40 		(Slope 2 da curva; valor típico)
IR,m2 PS1: 4.0 Iref	 	(limite entre Slope 1 e Slope 2; valor típico)	
Op.mode rush rst.PS1:	 Not phase-selective	 (Habilitação da estabilização por inrush, necessária para se evitar atuação indevida da proteção, durante energização do reator [7]; bloqueia todas as fases)	
RushI(2f0)/I(f0) PS1:	 10 % 	(Percentual de 2o harmônico para restrição conforme tabela do paper [7])	
0-seq. filt.a en.PS1: 	 No		(Conforme manual, pág 3-130 [6])
0-seq. filt.b en.PS1:	 No		(Conforme manual, pág 3-130 [6])
Overflux.bl. en. PS1:	 No		(Função de sobrexcitação desabilitada)	
Ov. I(5f0)/I(f0) PS1:	 20 % 	(Não aplicável)
Op.del.,trip sig.PS1 :	 0.00 s	(Trip instantâneo)
Hyst. effective PS1:	 Yes		(Default)	
DTOC1	Ajuste da unidade de sobrecorrente lado das buchas de 230 kV do reator
			
Enable PS1:		Yes		
Block tim.st. IN PS1:		Without		
Gen.starting modePS1:	With start. IN/Ineg		
tGS PS1:		0.00 s		
Rush restr.enabl PS1:		Yes	
Ajustes de corrente em termos de Inom (=300 A)	
I> PS1:		0.25 Inom		(150 % Iref =75,0 A. 75,0/300=0.25 Inom [9])
I>> PS1:		0.42 Inom		(250 % Iref =125,0 A. 125,0/300=0.42 Inom, tabela do paper [7])
I>>> PS1:		0.83 Inom	 (500 % Iref =250,0 A. 250,0/300=0.83 Inom [9])
tI> PS1:		1.00 s		
tI>> PS1:		0.10 s		
tI>>> PS1:		0.00 s		
IN> PS1:		0.10 Inom	 (20 % Iref =10 A , conforme tabela do paper [7], 10/300=0.033 Inom - menor valor possível é 0.10Inom)	
IN>> PS1:		0.33 Inom	 (200 % Iref =100 A, ver tabela de [7], 100/300=0.33 Inom)
tIN> PS1:		1.00 s		
tIN>> PS1:		0.10 s
Demais parâmetros deste grupo foram mantidos BLOQUEADOS
DTOC2	Ajuste da unidade de sobrecorrente lado do neutro do reator
Esta função DTOC2 foi habilitada por ser sensível a faltas a terra próximas ao neutro do reator devido ao “efeito transformador” que pode provocar elevadas correntes circulantes da terra para o ponto de falta. Os ajustes são semelhantes aos da função DTOC1.
Enable PS1:		Yes		
Block tim.st. IN PS1:		Without		
Gen.starting modePS1:		With start. IN/Ineg		
tGS PS1:		0.00 s		
Rush restr.enabl PS1:		Yes		
I> PS1:			0.25 Inom		(150 % Iref =75,0 A. 75,0/300=0.25 Inom [9])
I>> PS1:			0.42 Inom		(250 % Iref =125,0 A.125,0/300=0.42Inom[7])
I>>> PS1:			0.83 Inom	 (500 % Iref =250,0 A.250,0/300=0.83Inom[9])	
tI> PS1:			1.00 s		
tI>> PS1:			0.10 s		
tI>>> PS1:			0.00 s		
IN> PS1:			0.10 Inom	 (20 % Iref =10 A, ver tabela de [7]. 10/300=0.033 Inom - menor valor possível é 0.10Inom)
IN>> PS1:			0.33 Inom	 (200 % Iref =100 A, ver tabela de [7]. 100/300=0.33 Inom)
tIN> PS1:			1.00 s		
tIN>> PS1:			0.10 s		
Demais parâmetros deste grupo foram mantidos bloqueados.
6	DEFINIÇÃO DOS AJUSTES DA PROTEÇÃO ALTERNADA DOS REATORES (P142– UPD5)
Os grupos de parâmetros DATE AND TIME, CB CONTROL,COMMISSION TESTS, CB MONITOR SETUP, OPTO CONFIG, CONTROL INPUTS, CTRL I/P CONFIG e CTRL I/P LABELS não foram configurados por estarem fora do escopo do trabalho.
6.1	SYSTEM DATA	
Language : English
Description :	
-LT Brasnorte-Juina, terminal Brasnorte:	 BRAS-RT LT JN C1(ou C2)
-LT Brasnorte-Juina, terminal Juina: 		 JUIN-RT LT BR C1(ou C2)
Plant Reference: (conforme o terminal ajustado)
	
-SE JUINA
-SE BRASNORTE 
Frequency :	60 Hz
Demais parâmetros fogem ao escopo e foram deixados “default”
 CONFIGURATION
Habilitadas as funções indicadas no item 2.4 , associadas ao grupo 1 de ajustes:
Setting Group: 	Select via Menu 		
Active Settings: 	Group 1 		
Setting Group 1: 	Enabled 		
System Config:	 Visible 		
Overcurrent:	 Enabled 		
Earth Fault 1:	 Enabled 
SEF/REF Prot’n:		Enabled
Disturb Recorder	: Visible 		
Setting Values	: Primary 
Supervision: 	Enabled 
 		
As demais funções de proteção foram desabilitadas. Os demais parâmetros deste grupo fogem ao escopo e foram deixados “default”.
6.3	DISTURB RECORDER
Duration: 						2.500 s	
Trigger Position:				33.30 %	
Trigger Mode:					Extended (registro será estendido se novo disparo ocorrer durante o período de registro)
Analog Channels 1 a 8: 	Respectivamente VA, VB, VC, IA, IB, IC, IN e IN.
Atribuição de canais digitais:
Digital Input 1:				Output R1 (relé de saída 1 – operação 50/51 e 50N/51N)
Digital Input 2:				Output R2 (relé de saída 2 – transferência TDD mantido – equip. telep 1)
Digital Input 3:				Output R3 (relé de saída 3 – transferência TDD mantido – equip. telep 2)
Digital Input 4:				Output R8 (trip disj. polo A – bob. Trip 1)
Digital Input 5:				Output R9 (trip disj. polo B – bob. Trip 1)
Digital Input 6:				Output R10 (trip disj.polo V – bob. Trip 1)
Digital Input 7:				Output R11 (trip disj polo A – bob Trip 2)	
Digital Input 8:				Output R12 (trip disj polo B – bob Trip 2)
Digital Input 9:				Output R13 (trip disj polo V – bob Trip 2)
Digital Input 10:			Output R6 (trip disj. Transferência)
Digital Input 11:			Output R14 (acionamento falha disjuntor)
Todos os canais acima dispararão o registrador. Os demais canais digitais não serão usados.
 CT AND VT RATIOS
Main VT Primary: 	230.0 kV		
Main VT Sec'y	: 115.0 V		
Phase CT Primary:	300.0 A		
Phase CT Sec'y: 	1.000 A		
E/F CT Primary: 	300.0 A		
E/F CT Secondary:	1.000 A		
SEF CT Primary: 	300.0 A		
SEF CT Secondary:	1.000 A		
 Group 1	
Os grupos de parâmetros 	GROUP 1 CB FAIL & I<, GROUP 1 INPUT LABELS	 e 	GROUP 1 OUTPUT LABELS não foram considerados