A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
aula 1   introdução à farmacologia

Pré-visualização | Página 1 de 2

Aula 01: Introdução à Farmacologia 
FARMACOLOGIA PARA ENFERMAGEM 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Nesta aula vamos estudar: 
 
• Introdução à Farmacologia 
 
• Áreas e Termos da Farmacologia 
 
• Tipos de receptores 
 
• Interação droga e receptor 
 
• Drogas agonistas e antagonistas 
 
• Dessensibilização 
 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
• A Farmacologia é a ciência que estuda 
as alterações fisiológicas promovidas 
pelo uso de substâncias químicas e a 
interação destas substâncias com os 
sistemas biológicos; 
 
• Termo de origem grega que faz 
referência a fármacon (droga) e lógos 
(ciência); 
 
• O primeiro registro histórico que 
menciona os fármacos é o Papiro de 
Edwin Smith, egípcio, datado de 1.600 
a.C., assim como o Papiro de Ebers de 
1.550 a.C. que relata a forma de 
preparo e o uso cerca de 
700 medicamentos. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
• Apesar dos relatos de uso de fármacos 
há milhares de anos, apenas algumas 
centenas deles alcançaram 
desenvolvimento no processo 
farmacológico; 
 
• Várias áreas da ciência estão 
envolvidas na descoberta de novas 
drogas mais adaptáveis aos alvos 
farmacológicos e que apresentem 
menos efeitos adversos. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
• Áreas estudadas pela Farmacologia 
SUBDIVISÕES DEFINIÇÃO 
Farmacodinâmica Estuda o mecanismo de ação das drogas, seus receptores 
farmacológicos e seus efeitos desejáveis e indesejáveis. 
Farmacocinética Estudo do movimento do fármaco desde sua administração 
até a sua eliminação. 
Farmacotécnica Preparo de medicamentos em sua melhor forma farmacêutica. 
Farmacognosia Substâncias de origem vegetal, mineral e animal para possíveis 
aplicações farmacológicas. 
Fitoterapia Visa o uso de vegetais para fins farmacológicos. 
Farmacovigilância Controle de medicamentos quanto a reações adversas, prazo 
de validade, composição, entre outras. 
Introdução à Farmacologia 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
• Novas abordagens 
farmacológicas vêm sendo 
desenvolvidas na atualidade; 
 
•A Biotecnologia, 
Farmacogenética e a 
Farmacogenômica são recentes 
áreas da Farmacologia que visam 
reduzir efeitos indesejáveis, 
aumentar os processos de 
prevenção de patologias, antes 
mesmo que elas venham 
apresentar seus sintomas. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
TERMINOLOGIA DEFINIÇÃO 
Substância química São formados pela união de elementos químicos distintos e em 
diferentes proporções. 
Droga Qualquer agente químico que afete os processos vitais. Pode ser um 
medicamento ou tóxico. 
Medicamento Toda preparação farmacêutica contendo um ou mais fármacos, 
destinada ao diagnóstico, à prevenção ou ao tratamento das doenças e 
seus sintomas ou à correção ou modificação das funções orgânicas, 
quer no homem, quer nos outros seres vivos. 
Segundo a OMS: “Substância ou mistura manufaturada vendida”. – Tem 
efeito farmacológico e deve ser incluída na legislação. 
Fármaco Substância química que é o princípio ativo do medicamento. 
Tóxico Substância de estrutura definida que altera o estado fisiológico e 
patológico, sendo prejudicial ao organismo. 
Introdução à Farmacologia 
• Termos utilizados em Farmacologia 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Tipos de receptores 
 
• Os principais alvos farmacológicos são proteínas sinalizadoras encontradas na superfície e no 
interior de células. Estas moléculas proteicas têm funções diversas, no processo de 
transmissão de informações, em nosso organismo e chamadas de receptores; 
• Os receptores apresentam diversas funções orgânicas como transportadores de moléculas e 
íons, canais iônicos de diversas classes, receptores para moléculas transmissoras, enzimas e 
bombas orgânicas. 
Introdução à Farmacologia 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Receptores ionotrópicos 
 
São canais proteicos ativados por 
ligantes externos como 
neurotransmissores e 
neuromoduladores. 
Introdução à Farmacologia 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Receptores metabotrópicos 
 
São proteínas que quando estimuladas 
por transmissores ativam uma proteína G 
que atua em enzimas produzindo ou 
degradando segundos mensageiros 
(efetores) que irão, posteriormente, 
estimular canais iônicos. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Receptores tirosina quinase (catalíticos) 
 
São proteínas de membrana que quando 
ativadas dimerizam-se e ativam sítios de 
fosforilação citoplasmáticos, alterando 
cascatas de enzimas que atuam em 
oncogenes ativando ou inibindo 
expressão gênica. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Receptores esteroides 
 
São proteínas localizadas na membrana 
nuclear ou no citoplasma que, quando 
ativados por esteroides, penetram a 
membrana nuclear e atuam em genes e 
oncogenes. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Canais iônicos 
 
Formados por proteínas que 
permitem a passagem de íons e 
água quando ativados por 
voltagem, ligantes internos e 
pressão. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Enzimas 
 
São proteínas responsáveis pelo 
metabolismo degradando e 
sintetizando moléculas. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Moléculas transportadoras 
 
Proteínas que carreiam íons e 
moléculas a favor do gradiente de 
concentração. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Bombas iônicas 
 
São proteínas que carreiam íons 
contra o gradiente de 
concentração usando energia 
metabólica do ATP. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Interação droga e receptor 
 
• A droga sofre influência de 
possíveis interações 
químicas que ocorrem a partir do 
momento que são administradas 
até encontrar seu alvo 
farmacológico. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Interação droga e receptor 
 
• A afinidade e a especificidade são os 
parâmetros físicos que levam à ligação 
droga/receptor; 
 
• Afinidade é regida pela lei de ação das 
massas onde dois corpos se atraem; 
 
• Especificidade está relacionada com a 
forma e carga da molécula, como no 
complexo enzima e substrato. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Efeito agonista e antagonista 
 
• A interação molecular da droga 
com o receptor pode ocasionar 
um efeito agonista ou 
antagonista, gerando uma 
resposta orgânica ou impedindo 
que essa resposta ocorra 
respectivamente. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Efeito agonista 
 
• No exemplo, a noradrenalina se 
liga ao receptor beta 1, no nodo 
sinoatrial, gerando taquicardia; 
 
• A isoprenalina é um 
medicamento agonista que imita 
o efeito da noradrenalina gerando 
taquicardia. 
Farmacologia para Enfermagem 
AULA 01: INTRODUÇÃO À FARMACOLOGIA 
Introdução à Farmacologia 
Agonista parcial, agonista total e 
antagonista