AP2 2013-2 Gabarito (1)
4 pág.

AP2 2013-2 Gabarito (1)

Disciplina:Botânica732 materiais9.123 seguidores
Pré-visualização1 página
2a Avaliação Presencial – 2013/2

Disciplina: Botânica II

Nome:_________________________________________________
Pólo:__________________________________________________

GABARITO

- Este Caderno de Avaliação Presencial possui enunciados de questões a serem
resolvidas. Escolha cinco para responder.
- O valor total da avaliação é de 10 pontos. Cada questão vale 2 pontos.
- Cada questão deve ser resolvida a caneta nas folhas brancas que deverão ser
identificadas com o nome do aluno.
- A prova deverá ser devolvida para o coordenador da disciplina.

A tenção: Caso o aluno tenha feito mais de cinco questões, só foram corrigidas as
cinco primeiras.

1) (2,0 pontos – 0,4 cada) O fitocromo é um eficiente sistema de percepção da
intensidade e da qualidade da luz incidente. A seguir estão cinco afirmativas, altere-
as, conforme necessário, para que cada uma descreva corretamente algum aspecto
sobre esse sistema.
i) O fitocromo sensível à luz na faixa do vermelho (Fv) é sintetizado pela

planta quando ela se encontra exposta ao sol. Independente da luminosidade
do local onde esteja a planta

ii) A presença proporção do fitocromo sensível à luz na faixa do vermelho-
longo (Fvl) em relação ao Fv funciona como um sinalizador de que a planta
está sombreada.

iii) A conversão de Fv a Fvl são proporcionais à qualidade e à quantidade de luz
incidente na planta.

iv) A conversão de Fvl a Fv durante a noite é instantânea lenta e garante que o
sistema esteja disponível no dia seguinte para obter novas informações da
qualidade e da quantidade de luz incidente.

v) A percepção do posicionamento de uma planta no dossel é dada pela razão
entre Fv/Fvl. Quanto maior o grau de sombreamento menor maior será essa
razão.

2) (2,0 pontos) Discorra sobre a importância do metabolismo secundário na
perpetuação das espécies vegetais, abordando pelo menos dois dos quatro pontos a
seguir. Você deve construir um texto contínuo, onde cada ponto seja um parágrafo,
mas haja continuidade entre os parágrafos. Sua capacidade de organizar o texto
também é parte da avaliação de sua resposta.

O aluno deveria construir um texto corrido sobre a importância do metabolismo
secundário na perpetuação das plantas, com pelo menos dois dos quatro pontos
citados, correspondendo, cada ponto, a um parágrafo.

Se o aluno apenas descreveu cada um dos tópicos, sem apresentar um texto
corrido, a questão passou a valer 0,5 pontos.

a. Alelopatia

Os metabólitos secundários podem estar envolvidos na alelopatia, isto é,
o vegetal produz uma substância que inibe o crescimento de outras ao
seu redor ou ainda de suas parasitas atenuando efeitos da competição por
espaço e nutrientes.

b. Injúrias de origem biótica e abiótica calose

Após sofrer uma injúria o vegetal passa a ficar vulnerável à entrada de
organismos patogênicos, porém os metabólitos secundários atuam na
formação da calose (polissacarídeos) fechando a injúria e ainda ocorre a
produção de compostos fenólicos que possuem ação antibiótica sobre os
patógenos. Dessa forma, mantém o vegetal vivo.

c. Herbivoria

Diversos vegetais produzem metabólitos secundários que promovem
paladar ruim a eles, reduzindo os efeitos da herbivoria. Diversos
compostos fenólicos, como os taninos, promovem esse tipo de ação.

d. Atração de polinizadores

Diversos compostos voláteis como, por exemplo, óleos essenciais de
aroma adocicado atraem diversos insetos até as flores. Eles servem de
vetores de polens promovendo a polinização cruzada entre flores.
Portanto, os metabólitos secundários também possuem importante papel
na reprodução.

3) (2,0 pontos – 0,4 cada) Relacione qualquer conceito da esquerda com um
dos hormônios e disserte sobre a dupla escolhida. Para cada dupla, utilize até
cinco linhas. Você deve escrever sobre duas duplas sem repetir os hormônios ou
os conceitos da esquerda.

O aluno deveria relacionar, em até cinco linhas, um dos conceitos da esquerda e um
hormônio (direita), sem repeti-los. Para respostas dadas com mais de cinco linhas,
apenas as cinco primeiras linhas foram corrigidas, apenas com uma tolerância
para conclusão da frase na sexta linha.

arte topiária etileno
floricultura citocinina
difusão de O2 no espaço intercelular giberelina
produção de uvas ácido abscísico
taxa fotossintética e de transpiração auxina

a. arte topiária e auxina

A arte topiária tem como base o princípio da poda, na qual ocorre a
quebra da dominância apical (auxinas produzidas no meristema apical
caulinar inibem o crescimento de brotos laterais), permitindo o
adensamento da copa, que pode ser moldada.

b. giberelina e produção de uvas

As giberelinas, por atuarem no desenvolvimento de frutos e alongamento
do caule, têm sido utilizadas comercialmente na viticultura para a
produção de uvas sem sementes (paternocárpicas) e obtenção de cachos
mais abertos, o que possibilita a produção de frutos maiores e mais soltos
entre si.

c. citocinina e floricultura

As citocininas exercem efeito benéfico à vida pós-colheita de flores de
corte. Esta tem ação antisenescente e, aplicadas na forma de imersão ou
spray, aumentam a duração pós-colheita de flores como antúrio e
helicônia.

d. etileno e difusão de O2 no espaço intercelular.

O etileno age na raiz em casos de estresse por hipoxia. O pouco etileno
produzido nela com a falta de O2 estimula a produção de celulases que
digerem células do córtex radicular. Surgem, então, espaços
(aerênquima) que facilitam a difusão de O2 a partir da parte aérea da
planta e permitem que a raiz permaneça viva.

e. ácido abscísico e taxa fotossintética e de transpiração.

Durante o estresse hídrico, o ácido abscísico produzido induz o
fechamento estomático. Isso impede a perda d’água por transpiração,
mas também acarreta e redução da difusão de CO2, necessário no
processo de fotossíntese, implicando, portanto, na redução da taxa
fotossintética.

4) (2,0 pontos) Para o crescimento e desenvolvimento vegetal, são necessários, além
do aporte de sais minerais e água, e da energia proveniente da fotossíntese, a ação de
hormônios vegetais. Com base nessa afirmação, discorra sobre a atuação dos dois
principais hormônios na fase de germinação de sementes.

Falar do ácido abscísico na proteção do embrião durante a dessecação da
semente e na manutenção de sua dormência e da giberelina na quebra das
reservas de amido e na quebra da dormência.

5) (2,0 pontos) Exemplifique três mecanismos de defesa utilizados pelas plantas contra
o ataque de patógenos, injúrias mecânicas e/ou variações ambientais e explique de
que forma esses mecanismos atuam como defesa.

O aluno deveria exemplificar três mecanismos de defesa vegetal explicando de que
forma tais mecanismos atuam na defesa. Poder-se-ia exemplificar: a presença de cristais
e compostos fenólicos dentro de células especializadas, formação de tilose no xilema,
tricomas tectores e glandulares, cutícula, entre outras. Dever-se-ia explicar como estes
diferentes mecanismos atuam na defesa contra herbívoros, patógenos, proteção contra
perda d’água.
Se o aluno apenas citou os mecanismos de defesa de forma correta, porém sem
explicá-los, a questão passou a valer 0,5 pontos.

6) (2,0 pontos) Descreva uma das práticas realizadas na terceira aula presencial prática,
enfatizando os resultados e o objetivo a ser alcançado na prática. Voce pode
responder mesmo que não tenha comparecido à aula.