A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
SISTEMAS CONSTRUTIVOS Apostila

Pré-visualização | Página 1 de 6

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
	CURSO: GRADUAÇÃO E ARQUITETURA E URBANISMO
	Disciplina: CCE0736 - SEMINÁRIOS EM ARQUITETURA E URBANISMO
Professora: Maria de Fátima Gouvêa Poubel
	Período Letivo: Manhã
2° sem / 2016 
	9º Periodo
Turma:1004-A/B
Manhã
SISTEMAS CONSTRUTIVOS
Hoje falaremos sobre os principais tipos de sistemas construtivos para casas, sobrados e comércio, mais utilizados no Brasil. Todos estes sistemas em sua essência procuram reduzir a utilização de recursos, gastos com material e desperdício na obra. Como o assunto é bastante abrangente selecionei alguns sistemas mais empregados no Brasil.
Os principais tipos de sistemas construtivos utilizados no Brasil são:
Alvenaria comum;
Alvenaria estrutural;
Tijolo ecológico;
Light steel framing;
Paredes de concreto moldadas in loco;
Construção com Container;
A cultura brasileira baseia-se na construção em alvenaria tradicional, utilizada pela maioria da população. A principal influenciada direta é a grande quantidade de madeira para queima de tijolos e uma indústria de cimento forte. Mas existem outros sistemas construtivos que serão melhor abordados no decorrer deste artigo.
Cada um deste sistemas construtivos tem seus pontos fortes e fracos, devendo o proprietário, arquiteto ou engenheiro, avaliar qual atenderá a todos requisitos, tanto visuais, estruturais e econômicos de acordo com a localidade da construção da edificação.
1. ALVENARIA COMUM
Na construção de uma casa em alvenaria comum, utiliza-se essencialmente tijolos cerâmicos ou de concreto, que exercem função de dividir os ambientes, não tendo função estrutural, sendo necessário a criação de vigas e pilares composta por vergalhões de ferro amarrado e preenchidos com concreto a base de brita, areia grossa e cimento, como forma de criar uma estrutura de sustentação.
As principais vantagens da aplicação deste modelo são:
Os materiais podem ser encontrados em qualquer loja de construção;
Custo relativamente barato;
Grande disponibilidade de mão de obra;
Aceita por todas as modalidades de financiamento imobiliário;
Agora como todo tipo sistema construtivo existem algumas desvantagens:
Tempo de construção alto;
Possibilidade de surgimento de patologias como trincas e fissuras, após concluída a edificação;
A edificação pode ficar com paredes tortas ou fora de esquadro;
Grande utilização de madeiramento para pilares, vigas, vergas e lajes;
Alta geração de entulho;
Caso tenha interesse veja nosso artigo Como fazer uma casa barata, onde mostro dicas de como construir casas em alvenaria comum com economia.
Como fazer uma casa barata
http://www.casaseprojetos.com.br/como-fazer-uma-casa-barata/
Todos desejamos achar uma fórmula que nos proporcione um meio de fazer uma casa barata, geralmente a primeira ideia que o proprietário ou o construtor tem é cortar a qualidade dos produtos no momento da compra, isto é um equivoco, existem outros meios de reduzir custos sem prejudicar a construção da casa, sempre almejando o mínimo de capital possível para este objetivo. Contudo o controle dos gastos na construção é uma das primeiras lições que o proprietário deverá ter em mente.
Um dos primeiros passos para a redução dos custos passa necessariamente por um projeto arquitetônico que dimensione corretamente os ambientes, racionalize as etapas da obra e indique a melhor tecnologia construtiva para o local onde será executada a edificação.
A criação de uma casa barata deve seguir os seguintes passos:
Projeto arquitetônico;
Orçamento de materiais;
Contratação de mão de obra;
Construção;
1 Projeto de uma casa barata
O projeto de uma casa bem elaborado maximiza a redução de custos, além de ajudar no ganho de espaço nos ambientes e uma melhor organização funcional dos ambientes da edificação. Ao pensar em fazer um projeto que torne a casa barata, tenha em mente procurar a ajuda de um profissional qualificado, tal como um arquiteto ou engenheiro, que possam mostrar como executar a obra conforme as normas da lei de uso do solo do seu município, normas do CREA e CAU.
Claro que nesta etapa deve-se gastar um tempo para criar um projeto que atenda todas suas necessidades e expectativas. Não basta pensar somente em redução de custos, verifique junto com o profissional o que realmente deseja em sua futura casa, após isto peça para o arquiteto ou engenheiro realize o estudo de viabilidade econômica, cronograma de execução e orçamento quantitativo de materiais.
Um projeto voltado à criação de uma casa barata deve seguir as seguintes premissas:
Coincidir as paredes da edificação o máximo possível;
Não fazer divisão entre a cozinha e sala de estar;
Otimizar a ocupação dos ambientes;
Cobertura simples de duas águas;
Não utilizar volume na caixa d´água ou seja deixar em baixo da cobertura;
2 Orçamentos de materiais
Agora é a hora em que o futuro proprietário deverá dedicar um tempo para realizar pesquisas de preços em vários empresas de materiais de construção, auxiliando a encontrar o menor valor por cada tipo de material listado no orçamento quantitativo da casa, ajudando na diminuição custos totais com a construção da edificação.
A economia nos materiais tem seu pilar nas compras realizadas a vista, pois os descontos concedidos giram entorno de 10% a 20%, já que a utilização das formas de pagamento a prazo geram despesas administrativas as empresas, não possibilitando bons descontos.
Durante todo o processo de compra dos materiais, é essencial a avaliação dos produtos a serem adquiridos evitando a utilização de materiais de baixa qualidade. Além disto, questões como a garantia e idoneidade da empresa que fornece o produto deve ser levadas em conta evitando assim problemas futuros com trocas e ressarcimento de valores.
3 Contratação da mão de obra
Nesta etapa a procura por profissionais como pedreiros, serventes ou mestre de obras, será pautada na apresentação de referências dos serviços prestados em outras edificações. Em nosso convívio social sempre haverá pessoas que tenham realizado a construção de sua casa ou mesmo uma reforma, onde foi constatada a boa execução dos serviços.
A busca pelo menor preço na mão de obra pode ocasionar grandes problemas no decorrer da construção, já que profissionais sem qualificação podem executar os serviços de forma incorreta, o que ajuda a gerar retrabalho, aumento de gastos com material e tempo de execução da edificação.
O proprietário deverá realizar vários orçamentos com profissionais que tenham referência no mercado da construção civil, procurando achar o que tenha o melhor custo e benefício.
4 Construção de uma casa barata
A construção de uma casa barata parte inicialmente pelo sistema construtivo a ser empregado, pois cada região do Brasil utiliza um mais que outro, tais como: blocos de concreto, paredes de concreto moldadas in loco, tijolo ecológico, alvenaria estrutural e alvenaria comum. Mas como a grande maioria das edificações é realizada com a utilização de alvenaria comum, trataremos neste artigo desta forma construtiva.
Podemos dividir a construção da casa da seguinte forma:
Fundação e estrutura da casa
Alvenaria;
Cobertura;
Elétrica;
Hidrossanitária;
Acabamento;
4.1 Fundação e estrutura da casa
A estrutura de qualquer edificação é calculada por um profissional com qualificação para tal função, como um engenheiro civil ou arquiteto, que fornecerá qual o tipo de fundação que será aplicada de acordo com o tipo do terreno e solo no local.
No que diz respeito a fazer uma casa barata, a etapa de fundação deve ser executada não pensando em economia, já que a estrutura da edificação deve seguir as normas de distribuição de cargas da construção civil, conforme calculo estrutural fornecido por engenheiro civil ou arquiteto. O não cumprimento das normas pode ocasionar problemas futuros e até imediatos que podem comprometer a estrutura de tal forma que não possa ser recuperável.
4.2 Alvenaria
A construção das paredes será realizada com a utilização de prumo, esquadro e nível, para evitar que paredes tortas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.