A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
HISTÓRIA DO PENSAMENTO CONTEMPORÂNEO   6,7,8,9 e 10

Pré-visualização | Página 1 de 5

Parte superior do formulário
		
	
	Retornar 
	
	
		  HISTÓRIA DO PENSAMENTO CONTEMPORÂNEO
		
	 
	Lupa
	 
	
	
	 
	Exercício: CEL0519_EX_A6
	
	
	Data: 26/10/2016 
	
	 1a Questão (Ref.: 201504885546)
	Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba (0) 
	
	Para este filósofo, a concepção de tempo é fundamental e sua filosofia apresenta claramente essa questão ao ver o tempo como um elemento fundamental em sua construção filosófica. Sua crítica decorre do fato de que muitos desconsideram o tempo real, aquele realmente vivido e passível de análise. Em sua obra, este filósofo analisa que o tempo não é passível de ser calculado, por isso sua visão acerca dele é diferente de outras. O tempo vivido é incompreensível, diferente do tempo analisado pela ciência, que é passível de cálculo e análise. O filósofo vê uma multiplicidade de momentos ligados uns aos outros por uma unidade que os atravessa como um fio, uma representação que exprime a multiplicidade e a unidade como concepções antagônicas onde a diferença está na possibilidade de ênfase em um ou outro dos aspectos já mencionados. Assim, assinale a alternativa que corretamente apresenta o nome do pensador que é autor da teórica mencionada neste enunciado: 
		
	
	Bachelard. 
	
	Bergson. 
	
	Marx. 
	
	Husserl. 
	
	Comte. 
	
	
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201504921048)
	Fórum de Dúvidas (2 de 3)       Saiba (0) 
	
	Para Henry Bergson, a concepção de tempo é fundamental e sua filosofia apresenta essa questão ao ver o tempo como um elemento fundamental em sua construção filosófica. O filósofo francês dividiu o tempo em duas dimensões. A primeira o tempo seria qualitativo e por isso mesmo se torna incompreensível para a lógica, não sendo passível de análise. A segunda o tempo seria quantitativo e por isso é passível de ser medido. Respetivamente é acertado afirmar, segundo Bergson, que o tempo pode ser pensado na relação: 
		
	
	Tempo físico e tempo aprendido;
	
	Tempo vivido e tempo sentido; 
	
	Tempo vivido e tempo físico;
	
	Tempo sentido e tempo apreendido;
	
	Tempo dimensionado e tempo científico.
	
	Gabarito Comentado
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201505391260)
	Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba (0) 
	
	De acordo com o pensamento de Henry Bergson podemos afirmar que: 
		
	
	O passado é algo mutável 
	
	O tempo e o espaço são entendidos como iguais 
	
	O presente é um ponto fixo no universo
	
	O tempo real é aquele que não sofre mutação, extremamente inconstante.
	
	O tempo se desdobra constantemente em presente e passado, entendendo o presente como algo que passa e o passado como algo que se conserva.
	
	
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201504842872)
	Fórum de Dúvidas (2 de 3)       Saiba (0) 
	
	Quando analisamos o tempo que passou, nossa infância e os aspectos que fizeram parte desse período de nossas vidas, nos vem à mente questões e reflexões que ficaram no nosso passado e, muitas vezes, devido a correria de nosso dia-a-dia, deixamos de nos lembrar desses pequenos detalhes. De acordo com a análise de Henry Bergson a respeito da concepção de tempo, o tempo vivido, é correto afirmar :
		
	
	Ao analisarmos o tempo vivido e o tempo real, percebemos claramente a junção de ambos na concepção de vida do indivíduo e como fazem parte de um futuro possível de ser analisado e quantificado.
	
	O tempo vivido se une ao tempo físico e ambos dão conta de todo o nosso tempo, mas o tempo físico não é passível de medição.
	
	Para Bergson, passado e futuro são totalmente distanciados e cada um pode ser apreendido somente no seu tempo.
	
	O tempo vivido é qualitativo e incompreensível para a lógica, não sendo passível de análise por já ter sido vivido. 
	
	O tempo vivido é sentido por todos nós e compõe o nosso universo de análise acerca de nossas vidas, podendo ser clara e amplamente medido.
	
	Gabarito Comentado
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201504884550)
	Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba (0) 
	
	Uma das principais características do pensamento filosófico formulado por Henri Bergson foi a crítica ao racionalismo, que é uma tradição muito importante para a filosofia ocidental. Entre as opções abaixo, assinale aquela que melhor define a crítica de Bergson ao racionalismo.
		
	
	Ao fundamentar sua reflexão filosófica no conceito de verdade. Henri Bergson criticou o ceticismo epistemológico característico da tradição racionalista.
	
	Ao criticar a tradição do sofisma grego, Bergson defendeu as ideias dos filósofos racionalistas, como, por exemplo, Platão e Aristóteles.
	
	Ao pensar o tempo também como uma construção psicológica e individual, Bergson criticou um dos principais conceitos do racionalismo moderno.
	
	Ao defender que a razão é o principal atributo da natureza humana, Bergson negou a tradição filosófica fundada na antiguidade por Sócrates.
	
	Ao definir a matemática como a ciência mais importante, Bergson propôs o rebaixamento epistemológico da filosofia.
	
	
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201504842870)
	Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba (0) 
	
	Filósofo que propõe uma análise do tempo e que o divide em tempo real e tempo vivido, ambos concepções de uma mesma realidade mas diferentes em suas atuações na vida dos indivíduos.
		
	
	Henry Bergson 
	
	Claude Cartier
	
	Sigmund Freud
	
	Charles Proudhon
	
	Emile Zola
	
	
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201504842869)
	Fórum de Dúvidas (2 de 3)       Saiba (0) 
	
	Filósofo que percebeu a importância do tempo em suas análises, Henry Bergson se dedicou a analisá-lo como elemento muito importante em sua construção filosófica. Para ele:
		
	
	O tempo era algo imutável e vivido da mesma forma por todos os indivíduos em todos os lugares, o que lhes permitia sempre ter concepções idênticas.
	
	Podemos calcular o tempo de acordo com nossas propostas de análises e nossos interesses a partir de uma visão capitalista.
	
	Cada instante que passamos compõe nosso presente e irá unir-se aos elementos que fazem parte de nossa vida naquilo que chamamos de futuro.
	
	O tempo não se desdobra em momentos diferentes e não é possível estabelecer os espaços de passado e presente.
	
	O tempo vivido é incompreensível, diferente do tempo analisado pela ciência, que é passível de compreensão.
	
	
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201505391230)
	Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba (0) 
	
	A qual filósofo podemos atribuir o seguinte pensamento: ¿a intenção é abordar aquilo que escapa à ciência, a realidade viva e em constante transformação, analisar um pensamento vivo, pois para ele a vida não estava sujeita às quantificações das ciências exatas. Sua filosofia seria a da vida.¿?
		
	
	Adorno
	
	Henry Bergson
	
	Karl Marx
	
	John Rawls
	
	Ronald Dworkin 
	
	
	
	
	Retornar 
	
Parte inferior do formulário
 Parte superior do formulário
		
	
	Retornar 
	
	
		  HISTÓRIA DO PENSAMENTO CONTEMPORÂNEO
		
	 
	Lupa
	 
	
	
	 
	Exercício: CEL0519_EX_A7
	
	
	Data: 26/10/2016 
	
	 1a Questão (Ref.: 201504748556)
	Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba (0) 
	
	Podemos dizer que, a despeito de suas inúmeras variantes, a principal característica do materialismo histórico foi: 
		
	
	a crítica aos princípios do sofisma. 
	
	a crítica aos princípios da filosofia clássica. 
	
	a pretensão de analisar cientificamente a história das relações de produção. 
	
	a pretensão de resgatar o teocentrismo característico da escolástica medieval. 
	
	a pretensão de criticar qualquer o antropocentrismo característico do