A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Revisao

Pré-visualização | Página 1 de 2

EVENTOS - REVISÃO
Evento é uma forma de expressão cultural e social, feito para públicos dirigidos e específicos. 
Evento é uma concentração de pessoas, realizada em data e local especiais, com objetivo de celebrar acontecimento importante e significativo e estabelecer contatos de natureza comercial, cultural, esportiva, social, familiar, religiosa, cientifica, etc.
Um Evento compreende desde uma reunião formal entre funcionários de uma grande multinacional até uma celebração de aniversário entre amigos ou ainda uma aula ministrada em uma universidade. 
Evento é um instrumento institucional e promocional, utilizado na comunicação dirigida, com finalidade de criar conceito e estabelecer a imagem de organizações, produtos, serviços, ideias e pessoas, por meio de um acontecimento previamente planejado, a ocorrer em um único espaço de tempo com a aproximação entre os participantes, quer seja física, quer seja por meio de recursos da tecnologia. 
 
O evento pode ser considerado uma ferramenta de marketing eficiente, pois, tem como obrigação colocar a pessoa certa, no lugar certo, no momento certo. Ele aproxima o público-alvo do produto ou serviço, fazendo com que seja considerado um diferencial de marketing na estratégia das empresas para atrair seus clientes proporcionando experiências memoráveis.
 
 
 
“evento é a modalidade de marketing promocional que objetiva criar ambientes interativos onde o negócio do patrocinador se junta a consumidores potenciais, promove a marca e aumenta vendas”.  Melo Neto (Ibidem, p.56)
 
  
 
Para as instituições um evento permite conquistar resultados mercadológicos favoráveis, uma vez que podem aprofundar o relacionamento entre o público-alvo e a empresa. Isso ocorre porque o público busca mais que um bem ou um serviço, procura experiências memoráveis, únicas. Algo que desperte nas pessoas um sentimento diferente. É exatamente isso que o evento pode causar.
 
As pessoas estão saturadas com a publicidade tradicional, das propagandas espalhadas pelos espaços públicos e invadindo o espaço privado desde a televisão até o seu celular. É por isso que os eventos estão em expansão como ferramenta de comunicação nas empresas. 
Mas não basta criar um evento qualquer, algo trivial ou semelhante ao que sempre se faz. É preciso ir além. Inovar, criar algo surpreendente. 
Importante:
Os eventos não são um acontecimento espontâneo ou isolado da estratégia de marketing da empresa. Eles fazem parte de um mix de comunicação integrada, criado para fazer efeito sobre um grupo de pessoas, um público específico. 
 
 
Os eventos possibilitam, entre outros, os seguintes benefícios dentro da área de marketing de uma instituição:
 
ESTREITAMENTO DAS RELAÇÕES COM OS CLIENTES. 
Possibilita a interação deles com todos os profissionais da empresa. Essa interação, especialmente com a equipe de vendas da empresa, gera mais empatia entre as partes e, consequentemente, facilita as vendas.  As feiras de negócios setoriais são as responsáveis por cerca de 90% dos primeiros encontros físicos entre clientes e equipes de vendas da empresa fornecedora;
APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS/SERVIÇOS DA EMPRESA PARA SEU MERCADO-ALVO. 
Por ser uma comunicação dirigida, o evento consegue, em um curto período de tempo e de uma só vez, atingir boa parte do público-alvo da empresa;
GANHO DE NOVOS CLIENTES
Importante quando a empresa possui um  mailing de vendas limitado e deseja expandi-lo rapidamente, sem necessidade de recorrer a um trabalho de telemarketing ou à compra de banco de dados, muitas vezes desatualizado. 
GANHO DE NOVOS CLIENTES
Por exemplo: em feiras de negócios setoriais, clientes e fornecedores estarão acessíveis; é uma oportunidade de ampliar o cadastro de clientes potenciais, além de, informar e instruir o público sobre o uso de um produto ou serviço, com o objetivo de persuadi-lo a comprar;
OBTENÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO E OS CONCORRENTES 
Além das empresas obterem informações importantes sobre o mercado e seus concorrentes, uma vez que todos estarão reunidos em um mesmo local, os eventos trazem benefícios também ao consumidor, que, pode examinar e estabelecer comparações entre produtos/serviços de empresas concorrentes;
ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA 
Muitos profissionais e consumidores fazem uso dos eventos para se atualizarem com relação às novas tendências mercadológicas, sejam elas tecnológicas ou comerciais;
LANÇAMENTO DE NOVOS PRODUTOS 
Podemos aproveitar ou gerar uma ocasião para se apresentar um produto para um público dirigido. 
Exposições, convenções, inaugurações, são eventos comumente criados ou usados para promover novos produtos;
LEVANTAMENTO DE FUNDOS PARA ENTIDADES (ONGS) 
Muitas instituições filantrópicas e entidades não governamentais fazem uso deste recurso para angariar recursos e, assim, manterem seu trabalho social ou ambiental.
Etapas de elaboração do evento
 
21
Pré-evento
É a fase essencial do evento, a parte de produção acontece aqui. Nesta fase precisamos começar pela organização, e para isso, fazemos uso de uma ferramenta fundamental, o checklist.
22
O checklist é uma listagem de ações necessárias para que tudo seja realizado de acordo com o plano. Por exemplo, em uma festa de aniversário colocaríamos no checklist: comprar um bolo; comprar velas; comprar decoração; montar a decoração; escolher um convite; imprimir os convites; entregar os convites; etc.
23
Não existe um checklist único, exclusivo, válido para todos os tipos e formatos de eventos, cabe a cada organizador molda-lo conforme suas necessidades.
24
Tudo que precisa ser feito deve ser colocado no checklist. Devemos organizá-lo em ordem cronológica e, por último, é imprescindível delegar às pessoas as responsabilidades para a execução de cada ação, assim saberemos quem cobrar por cada item na lista. 
25
Podemos dizer que o pré-evento é a fase onde preparamos todos os detalhes, sem os quais o evento fracassará. Nesta fase precisamos:
26
- fechar local e data;
- planejar todas as atividades e atrações do evento;
- definir o nome, público-alvo, o tema e a decoração;
- equacionar os controles administrativos e financeiros;
27
- levantar os orçamentos finais e aprová-los em definitivo;
- estruturar o plano de mídia do evento (divulgação – pré-evento, transevento e pós-evento);
- redigir o projeto para captação de patrocínios e apoios;
- assinar os contratos de prestação de serviço;
- confirmar presença de convidados especiais, celebridades;
28
- reservar passagens, hotel e transporte para todos;
- decidir sobre os fornecedores e profissionais que estaremos contratando;
- realizar uma visita técnica.
29
- É fundamental nesta etapa lembrar a importância de uma visita técnica ao local, analisando todos os focos de problemas potenciais que poderão atrapalhar na realização de nosso acontecimento. Exemplo: piso irregular, teto baixo, falta de banheiros, goteiras, entre outros.
30
O pré-evento terminará no momento em que o local de realização lhe entregar as chaves para a montagem e decoração do espaço.
31
Trans-evento 
32
Se a fase do pré-evento for bem-feita, a realização dele terá grande possibilidade de sucesso. Afinal, se todos os itens foram previamente pensados e se todos os detalhes foram checados haverá uma boa base para que a estrutura operacional do evento possa acontecer sem grandes problemas. Porém, imprevistos acontecem. Mesmo eventos bem planejados podem ter problemas. 
33
No transevento, faremos a operacionalização, a execução do evento em si, iniciando pela montagem no local escolhido e indo até o encerramento e desmontagem. 
34
A principal questão desta fase será saber conduzir o grupo, como exercer a liderança e gerenciar sua equipe. É preciso ter um olho nos detalhes e outro no todo do evento.