A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
MÚSCULOS DA FACE

Pré-visualização | Página 1 de 1

MÚSCULOS DA FACE
Cutâneo da face
Origem: Fáscia superficial da região ventral do pescoço, próximo à origem do músculo omo-hióideo. 
Inserção: Juntamente com as fibras do músculo orbicular da boca, na comissura labial. Algumas fibras se inserem a fáscia superficial da face. 
Inervação: Ramos do nervo facial. 
Irrigação: Artéria transversa da face.
Ação: É reduzida e manifesta-se nos movimentos da pele relativa. 
Masséter (Divide-se em porção superficial e profunda)
Origem superficial: Forte tendão no túber facial e toda a crista facial. 
Inserção superficial: Face lateral do corpo e borda ventral da mandíbula. 
Ação superficial: Retração da mandíbula. 
Origem profunda: Arco zigomático até a articulação temporomandibular.
Inserção profunda: Ramo da mandíbula.
Inervação: Ramos massetéricos, proveniente do nervo mandibular
Irrigação: Artéria transversa da face e ramos massetéricos provenientes da artéria maxilar.
Ação: Elevar a mandíbula e auxiliar na sua retração. 
Zigomático
Origem: Fáscia massetérica, próximo ao arco zigomático.
Inserção: Comissura labial. 
Irrigação: Artérias tranversa da face e malar.
Inervação: Ramos do nervo facial. 
Ação: Retração e elevação da comissura labial. 
Depressor do lábio madibular
Origem: Borda ventral da mandíbula. 
Inserção: Mento. 
Inervação: Ramos do trigêmio
Ação: Abaixamento do lábio mandibular. 
Bucinador
Origem: Borda Alveolar do Osso Maxila e Osso Mandibular 
Inserção: Ângulo da Boca 
Inervação: Nervo Maxilar e Nervo Infraorbital 
Vascularização: Artéria Maxilar, Artéria Labial, Artéria Mandibular e Artéria bucal.
Função: Devolve o alimento da Cavidade Vestibular (espaço entre o dente e a bochecha) para a Cavidade Oral achatando as buchechas.
Elevador nasolabial
Origem: Osso Nasal 
Inserção: Lábio superior.
Função: Eleva o lábio superior 
Elevador do lábio maxilar, canino e depressor do lábio maxilar
Origem: Rostralmente ao túber facial
Inserção elevador: Vários tendões no plano nasolabial ou plano nasal.
Inserção canino: Parede ventral da narina.
Inserção depressor: lábio maxilar
Ação canino: Dilatação da narina.
Ação elevador e depressor: indicada pelo seus nomes.
Frontal
Origem: Face dorsal do osso frontal
Inserção: Epicrânio
Ação: Elevando a pálpebra superior
Inervação: Nervo facial
Malar
Origem: Osso zigomático.
Insere: Palpébra inferior.
Inervação: Nervo facial.
Temporal
Origem: Fossa temporal
Inserção: Processo coronóide e na borda rostral do ramo da mandíbula.
Irrigação: Artéria temporal profunda.
Ação: Eleva a mandíbula e auxilia em sua retração.
Inervação: Nervo temporal profundo, que é ramo do mandibular.
Pterigóideo 
Origem: Asa do pré-esfenóide. 
Inserção: Face medial do processo condilar da mandíbula e no disco da articulação temporomandibular. 
Inervação: Nervo pterigóideo lateral.
Ação: Elevação da mandíbula (medial) e protração da mandíbula (lateral).
Digástrico
Origem: Processo jugular do occipital.
Inserção: Borda ventral do corpo da mandibula.
Ação: Depressão da mandíbula.
Inervação: Nervo milo-hióideo (rostral) e nervo facial (caudal).
MÚSCULOS DO OLHO 
Músculos retos (dorsal, ventral, lateral e medial)
Origem: Vértice da órbita óssea, próximo aos forames orbitorredondo e óptico.
Inserem: Hemisfério anterior do bulbo, atrás do limbo da córnea. 
Inervação reto dorsal: Ramo dorsal do nervo oculomotor e nervo troclear.
Inervação reto ventral: Ramo ventral do nervo oculomotor.
Inervação reto medial: Ramo ventral do nervo oculomotor.
Inervação do reto lateral: Nervo abducente.
Ação: Deslocam o bulbo em sentido dorsal, ventral, medial e lateral.
Oblíquo dorsal
Origem: Próximo ao reto medial.
Inserção: Contorno dorsal do bulbo.
Ação: Rotação medial do bulbo.
Inervação: Nervo troclear.
Oblíquo ventral
Origem: Depressão na face ventromedial da órbita. 
Inserção: Contorno lateral do bulbo do olho.
Ação: Rotação lateral do bulbo.
Retrator do bulbo
Origem: Ápice do órbita 
Inserção: equador do bulbo. 
Ação: Manter o olho em sua posição.
Inervação: Nervo abducente.
Os músculos do bulbo do olho são irrigados por ramos da artéria oftálmica externa.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.