A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
150 pág.
AVALIAÇÃO DE IMÓVEIS E PERÍCIAS

Pré-visualização | Página 10 de 41

bacias sanitárias, entre outros.
As instalações elétricas têm como finalidade distribuir entre as edificações a energia proveniente 
das concessionárias, com qualidade e de forma segura, dividindo-se em:
de baixa tensão :::: – encontradas normalmente em edificações de pequeno porte e com baixo 
consumo energético;
de alta tensão :::: – utilizadas no fornecimento para grandes condomínios ou em edificações que 
tenham alto consumo energético.
Tratamentos
Diversos tipos de tratamento podem ser necessários em uma edificação. Apresentam-se a seguir 
dois dos mais comuns:
1 Utilizado em telhas, tubulações e caixas d’água, entre outros, o amianto ou asbesto já foi banido de três estados (RJ, RS e PE) e mais de 20 
cidades brasileiras, além de ser totalmente proibido em 42 países. Seu banimento no Brasil é defendido pela Associação Brasileira dos Expostos 
ao Amianto (Abrea), formada em parte por trabalhadores que estão morrendo de câncer e/ou asbestose devido ao seu trabalho em fábricas 
que utilizam o material. Mais informações em: http://www.abrea.com.br.
Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.iesde.com.br
33|Construção e sistemas constituintes do produto imobiliário
impermeabilização :::: – é um tratamento que exige cuidados na execução, podendo ser aplica-
do em piscinas, terraços, beirais, platibandas, marquises, vigas e paredes. A impermeabilização 
tem como função proteger as estruturas contra a umidade e a percolação das águas, bem 
como criar ambientes estanques, com o objetivo de reserva. Os materiais mais usados nesse 
tratamento são:
manta asfáltica – muito utilizada em terraços, piscinas e marquises;::::
concreto e argamassas impermeáveis (com aditivos impermeabilizantes) – empregados ::::
normalmente em cortinas e subsolos;
pinturas impermeáveis – têm seu emprego em reservatórios.::::
proteção térmica e acústica :::: – são sistemas que têm como objetivo garantir a qualidade am-
biental da edificação, proporcionando ambientes agradáveis e com baixo custo energético 
de manutenção. Entre os materiais com propriedades de isolamento térmico e/ou acústico, 
destacam-se:
fibra de rocha ou mineral;::::
espuma de poliuretano.::::
Acabamentos
Os acabamentos têm função estética e de proteção, devendo garantir segurança e durabilidade 
à obra. Sua execução deve ser realizada com muitos cuidados. Os acabamentos utilizados em grande 
quantidade são os revestimentos, que podem ser de diversos tipos, entre eles:
reboco :::: – revestimento de argamassa; tem a finalidade de proteger as paredes das edificações;
plaquetas cerâmicas :::: – podem ser aplicadas em pisos e paredes, sobre o emboço rústico (ar-
gamassa) ou com argamassa colante (cimento cola);
gesso :::: – os acabamentos em gesso têm finalidade estética e funcional, pois criam, por exemplo, 
nichos para ocultar as redes de distribuição e permitem a implantação de detalhes na iluminação.
pedras :::: – podem ser utilizadas em diferentes situações, e ter diversas características e tipos 
(mármore, granito, basalto, arenito etc.);
madeiras :::: – podem ser naturais ou processadas, como fórmica, MDF e OSB. Hoje em dia, a 
utilização de madeira na construção civil tem gerado polêmica, devido tanto à ameaça de 
extinção de espécies nativas quanto aos riscos decorrentes das áreas de reflorestamento com 
espécies exóticas. O adequado é que, independentemente do tipo, se utilize madeira com 
certificação de manejo sustentável.
Os acabamentos também envolvem pinturas, que podem ser aplicadas sobre reboco, madeira e 
metal. Dessa maneira, o tipo de tinta deve ser adequado à base a qual será aplicada.
Muitas vezes também são necessários materiais de acabamento para os forros, que são elemen-
tos horizontais inseridos abaixo das lajes ou coberturas, geralmente com finalidade térmica, acústica e 
estética. Os forros podem ser de madeira, PVC ou gesso.
Existem ainda os acabamentos entre as paredes e o piso (rodapé), e entre as paredes e o forro 
(rodaforro). Os materiais utilizados neles são também madeira, PVC e gesso.
Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.iesde.com.br
34 | Construção e sistemas constituintes do produto imobiliário
Execução do projeto de paisagismo
Sinteticamente, envolve o tratamento do espaço aberto e, como o próprio nome indica, assim 
como os outros projetos, exige que seja elaborado por um especialista. É importante que a execução do 
projeto de paisagismo aconteça no final da obra, para evitar possíveis conflitos entre as exigências vitais 
das plantas e os processos construtivos.
Limpeza da obra e testes finais de funcionamento
Essa é a etapa final da execução das edificações, e tem importância fundamental para o bom funcio-
namento e uso dos sistemas empregados. Além dos testes realizados ao longo da execução, nessa etapa 
todas as instalações devem ser revistas, a fim de se apontar qualquer anormalidade nos sistemas.
Quanto à limpeza, deve ser feito o recolhimento dos restos de materiais e entulho, assim como a 
remoção de poeira e manchas de derramamento de tintas ou de outros líquidos. Além disso, os disposi-
tivos hidrossanitários de coleta e de inspeção — como caixa de passagem, graxeiras e ralos das redes de 
esgotos — devem ser limpos e desobstruídos para que possam ser utilizados com total eficiência.
Entrega da obra e do manual do proprietário
Depois de finalizados os procedimentos relativos à execução das edificações, estas são devida-
mente entregues a seus proprietários, juntamente com todos os documentos legais e técnicos. Entre 
os últimos, encontra-se o manual do proprietário, documento de grande importância que apresenta 
indicações de uso do imóvel, facilitando inclusive os procedimentos de manutenção e de reforma.
Especificações técnicas dos materiais de acabamento
Durante as etapas de planejamento e execução dos empreendimentos imobiliários, deve-se estar 
atento às especificações dos materiais de acabamento, pois este é um dos critérios que indicam a faixa 
de mercado na qual o imóvel está inserido. Além disso, os materiais de acabamento são uma das gran-
des preocupações dos usuários das edificações.
Os materiais utilizados na execução contribuem para a definição do preço do imóvel e são ele-
mentos de suma importância para a avaliação da qualidade da edificação. Os fatores que devem ser ob-
servados na escolha dos materiais são de caráter técnico; contudo, além de se observar o desempenho 
técnico, é importante estar atento aos requisitos dos clientes.
Identificar os requisitos dos clientes é uma tarefa complexa. Segundo Miron (2002), o processo de 
geração de valor na construção civil envolve: a compreensão das necessidades dos clientes, a transfor-
mação dessas necessidades em soluções de projeto e a criação de sistemas que viabilizem a materiali-
zação das soluções propostas. Segundo Thomaz (2001, p. 27), ao se projetar uma edificação é preciso 
Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.iesde.com.br
35|Construção e sistemas constituintes do produto imobiliário
analisar as características inerentes ao processo e às técnicas de projeto e de execução, a fim de que 
os requisitos de segurança, estética, salubridade, economia e durabilidade sejam atendidos. A análise 
desses requisitos deve seguir diversos critérios, entre eles:
estética :::: – não mede somente a aparência “bela” ou “feia”, mas também a forma de expressão; 
o significado dos ambientes na vida das pessoas é o fundamento da estética do lugar. Além 
disso, é importante que a estética dos materiais de acabamento esteja de acordo com o con-
ceito do empreendimento e com a faixa de valor de mercado do imóvel;
durabilidade :::: – é requisito fundamental dos materiais que são utilizados na construção, a fim 
de se evitarem

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.