A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
#ECA AVALIANDO APRENDIZADO

Pré-visualização | Página 1 de 7

1.
		V Exame de  Ordem unificado
Fernando e Eulália decidiram adotar uma menina. Iniciaram o processo de adoção em maio de 2010. Com o estágio de convivência em curso, o casal se divorciou. Diante do fim do casamento dos pretendentes à adoção, é correto afirmar que
		
	
	
	
	
	a lei prevê tal hipótese, pois está em desacordo com os ditames constitucionais da paternidade responsável.
	
	
	a adoção deverá ser suspensa, e outro casal adotará a menor, segundo o princípio do melhor interesse do menor, pois a adoção é medida geradora do vínculo familiar.
	
	 
	a lei não prevê tal hipótese, pois está em desacordo com os ditames constitucionais da paternidade responsável.
	
	 
	a adoção será deferida, contanto que o casal acorde sobre a guarda, regime de visitas e desde que o estágio de convivência tenha sido iniciado na constância do período de convivência e que seja comprovada a existência de vínculo de afinidade e afetividade com aquele que não seja o detentor da guarda que justifique a excepcionalidade da concessão.
	
	
	a adoção poderá prosseguir, contanto que o casal opte pela guarda compartilhada no acordo de divórcio, mesmo que o estágio de convivência não tenha sido iniciado na constância do período de convivência.
	
	
	
	
		2.
		O Estatuto da Criança e do Adolescente dispõe, em seu art. 4º, que é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária. Diante disto, podemos afirmar que este comando legal representa o princípio:
		
	
	
	
	
	do peculiar desenvolvimento.
	
	
	da cidadania.
	
	 
	da municipalização.
	
	
	do bem comum.
	
	 
	da prioridade absoluta.
	
	
	
		3.
		Considerando a estrutura do Direito da Criança e do Adolescente, assim como a normativa que lhe confere base, assinale a assertiva correta:
		
	
	
	
	 
	Com formação ampla, é constituído pela normativa nacional e internacional, possuindo natureza de Direito Público e tendo o Estatuto da Criança e do Adolescente como sua parte integrante
	
	 
	O Estatuto da criança e do adolescente integra o Direito da Criança e do Adolescente, ramo do Direito Privado, que também é formado pela normativa internacional.
	
	
	Trata-se de ramo do Direito privado, estruturado e formado pelo Estatuto da Criança e do adolescente
	
	
	Pode ser considerado como ramo do Direito Público, criado no Brasil pelo Estatuto da Criança e do Adolescente
	
	
	Como ramo do Direito Público, é fruto da Convenção internacional dos Direitos da Criança, adotando a doutrina da situação irregular apenas de forma excepcional, consoante o Estatuto da Criança e do Adolescente
	
	
	
	
		4.
		O termo "direito da criança e do adolescente" contempla uma interpretação ampla, sendo assim, é correto afirmar que:
		
	
	
	
	 
	Aplica-se a todos os conteúdos que embasaram ou venham a embasar direitos de crianças e adolescentes.
	
	
	Aplica-se especificamente ao tema contido na Convenção Internacional dos Direitos da Criança.
	
	 
	Aplica-se especificamente ao tema contido no ECA.
	
	
	Aplica-se especificamente ao tema contido na CF.
	
	
	Aplica-se especificamente ao tema contido no Código Penal.
	
	
	
	
		5.
		Assinale a assertiva que corresponde à doutrina que rege o Estatuto da Criança e do Adolescente:
		
	
	
	
	 
	da situação irregular
	
	
	da proteção parcial
	
	 
	da proteção integral
	
	
	do direito penal do menor
	
	
	da situação de risco
	
	
	
	
		6.
		Assinale a assertiva que melhor retrata a doutrina da proteção integral:
		
	
	
	
	
	A justiça da infância e juventude passa a ter competência para aplicar as medidas de proteção integral, garantindo os direitos das crianças e adolescentes em situação irregular
	
	
	Crianças e adolescentes passam a ser protegidos por legislação específica, sendo o Estatuto da criança e do adolescente a primeira legislação menorista no Brasil
	
	 
	Crianças e adolescentes passam a ser vistos como sujeitos de direitos, havendo inovação na ordem jurídica, com novas garantias estabelecidas na legislação brasileira
	
	
	Os menores de dezoito anos deixam de ser responsabilizados penalmente, o que caracteriza inovação legislativa decorrente da adoção de tal doutrina
	
	
	Apenas de forma excepcional se permite a adoção da doutrina da situação irregular no Brasil, considerando que a adoção da doutrina da proteção integral pelo ECA, fez com que crianças e adolescentes passassem a ser vistos como sujeitos de direitos
	
	
	
	
	
		1.
		Com base no conhecimento adquirido com o estudo do capítulo do direito à vida e à saúde, no Estatuto da Criança e do Adolescente, analise as seguintes assertivas: I - O Sistema Único de Saúde (SUS) promoverá programas de assistência médica e odontológica para a prevenção das enfermidades que ordinariamente afetam a população infantil; II - É obrigação do poder público e das instituições de saúde particulares, ainda que não conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), fornecer assistência psicológica à gestante e à mãe, no período pré e pós natal, até mesmo para prevenir ou minorar as consequências do estado puerperal; III - Os hospitais públicos e particulares são obrigados a proporcionar condições para a permanência integral de ambos os pais ou do responsável, durante a internação de criança ou adolescente; IV - Os hospitais, tanto públicos como particulares, são obrigados a manter alojamento conjunto, possibilitando ao neonato a permanência junto à mãe. Está CORRETO o que se afirma na(s) assertiva(s):
		
	
	
	
	
	I e II, apenas.
	
	 
	I e IV, apenas.
	
	
	I, apenas.
	
	
	I, II, III e IV.
	
	
	I, III e IV apenas.
	
	
	
		2.
		Carmem tem uma filha de 02 (dois) anos de idade, que é portadora de deficiência. Carmem não possui condições financeiras, e sua filha necessita de medicamentos e tratamentos especiais, pelos quais não pode pagar. Com fundamento no disposto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, no capítulo do direito à vida e à saúde, analise as seguintes assertivas: I - A criança e o adolescente portadores de deficiência receberão atendimento especializado; II - É assegurado atendimento integral à saúde da criança e do adolescente, por intermédio do Sistema Único de Saúde, garantido o acesso universal e igualitário às ações e serviços para promoção, proteção e recuperação da saúde; III - Os estabelecimentos de atendimento à saúde públicos e particulares, deverão proporcionar condições para a permanência em tempo integral de ambos os pais ou responsável, nos casos de internação de criança ou adolescente; IV - Incumbe ao poder público fornecer gratuitamente àqueles que necessitarem, os medicamentos, próteses e outros recursos relativos ao tratamento, habilitação ou reabilitação. Está CORRETO o que se afirma na(s) assertiva(s):
		
	
	
	
	 
	II, III e IV, apenas.
	
	
	I e II, apenas.
	
	 
	I, II e IV, apenas.
	
	
	I e IV, apenas.
	
	
	I, II e III, apenas.
	
	
	
	
		3.
		Considerando o disposto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente sobre o direito fundamental à vida e à saúde, assinale a alternativa CORRETA: I - O ECA visa proteger a vida e a saúde da criança desde antes do seu nascimento assegurando à gestante o atendimento pré-natal. II - A Lei concedeu à gestante, a assistência psicológica nos períodos pré

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.