Buscar

Aula_6_Membrana_Plasmática

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 57 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 57 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 57 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Licenciatura em ciências biológicas 
Biologia Celular 
2º Período 
Introdução 
Membrana plasmática 
Membrana Plasmática 
 A bicamada lipídica 
Membranas lipídicas forma bicamadas na água 
Líquido bidimensional 
A fluidez da bicamada lipídica 
Assimetria 
Estrutura 
 
Membrana Plasmática 
Unidade de membrana ou membrana unitária: estrutura 
trilaminar. 
 
Membrana plasmática 
Parte mais externa do citoplasma – separa a célula do meio extra-celular. 
 
 
Permeabilidade seletiva, mantendo 
o meio celular interno adequado às 
necessidades das células. 
Membrana Plasmática 
Organização molecular da membrana 
 
Lipídios das membranas são moléculas longas com uma extremidade 
hidrofílica e uma cadeia hidrofóbica – anfipáticas. 
Constituída por fosfolipídios (lipídio com radical fosfato), 
glicolipídios (lipídios que contêm hidratos de carbono, 6 átomos de 
carbono como glicose, galactose) e proteínas – constituição 
lipoprotéica. 
Células animais – colesterol. 
Membrana Plasmática 
Organização molecular da membrana 
 
Membrana Plasmática 
Organização molecular da membrana 
 
Modelo Mosaico Fluído 
Válido para todas as membranas celulares. 
Membrana Plasmática 
Lipídios das membranas 
 
Moléculas longas com uma extremidade hidrofílica e 
outra hidrofóbica – moléculas anfipáticas. 
 
As membranas das células animais possuem colesterol. Já 
as células vegetais possuem outro tipo de colesterol 
 
Quanto maior concentração de esteróis, menos fluída será 
a membrana. 
 
As membranas das células procariontes não contêm 
esteróis. 
Membrana Plasmática 
Organização molecular da membrana 
 
Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática 
Proteínas 
periféricas ou 
extrínsecas. 
Tipos de proteínas 
Proteínas integrais ou intrínsecas. 
Proteínas transmembrana. 
Proteínas transmembrana de passagem múltiplas 
Membrana Plasmática 
Permeabilidade celular 
 
Delimita o espaço celular e o isola do ambiente externo, mas esse não 
pode ser absoluto. 
Semipermeável ou permeabilidade seletiva. 
 
Passagem de substâncias através da membrana 
 
1. Transporte passivo 
I. Difusão simples 
II. Difusão facilitada 
 
2. Transporte ativo 
Membrana Plasmática 
1. Transporte passivo 
 
I. Difusão simples ou passiva 
É explicado pelo fato de todas as partículas 
materiais (átomos, moléculas...) estarem em 
constante movimento. Por isso, tendem a se difundir. 
A difusão ocorrerá da região em que as partículas 
estão mais concentradas para as regiões menos 
concentradas ( difusão a favor de um gradiente de 
concentração). 
Membrana Plasmática 
Condições para a 
ocorrência de 
difusão 
 
1. Membrana permeável 
à substância. 
 
2. Diferença de 
concentração da 
substancia dentro e 
fora da célula. 
Membrana Plasmática 
Osmose 
Membrana Plasmática 
Células no corpo - isotônico 
Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática 
Protozoários de água doce são hipertônicos em relação ao meio, 
mas não estouram devido a seus vacúolos pulsáteis. 
Membrana Plasmática 
Osmose na célula vegetal 
Túrgida 
Células plasmolisadas 
Plasmólise 
Membrana Plasmática 
II. Difusão facilitada 
 
A difusão de moléculas é realizada 
por meio de proteínas da membrana 
plasmática, pois nem todas moléculas 
e íons conseguem atravessar 
facilmente uma bicamada de lipídios. 
 
Algumas proteínas formam canais 
para passagem de moléculas de água, 
íons e moléculas hidrofílicas que se 
deslocam de acordo com o gradiente 
de concentração – proteínas 
transportadoras ou proteínas 
carregadoras 
 
É uma “difusão facilitada” 
Mais rápida que a difusão simples. 
Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática 
2 - Transporte ativo 
 
Bomba de sódio e potássio 
 
Manutenção de concentrações diferentes de moléculas e íons intra 
e extra celular – despende energia – transporte ativo 
 
Transporte ativo: gasto de energia – diferença de concentrações 
interna e externa de íons contra o gradiente de concentração. 
 
Bomba de sódio e potássio: compensa passagem de íons Na+ e 
K+ por difusão simples. 
 
Membrana Plasmática 
Manutenção das diferenças de concentração dos íons Na+ e K+ 
dentro e fora da célula é fundamental para o funcionamento celular. 
 
A superfície externa da membrana apresenta excesso de carga 
positiva em relação à superfície interna. 
 
Membrana atua como capacitores elétricos: sendo constituída por 
moléculas não condutoras de eletricidade (lipídios), as membranas 
podem armazenar carga positiva de um lado e negativa do outro. 
A abertura e fechamento dos poros controla a passagem de íons pela 
membrana, provocando alterações desse potencial elétrico, gerando 
trabalho. 
 
 
Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Outros meios de transportes: 
Transporte em quantidade 
 
1. Endocitose 
I. Fagocitose 
II. Pinocitose 
 
2. Exocitose 
Invaginação 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Micrografia eletrônica mostrando macrófago onde está se reproduzindo o 
Mycobacterium leprae, bacilo responsável pela hanseníase. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Compartimento endossomal 
Reciclagem da 
membrana 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Envoltório externo à membrana plasmática 
 
Proteger e auxiliar as funções da membrana plasmática. 
 
1. Glicocálix: células animais e alguns protozoários 
 
2. Paredes celulares: 
I. Paredes bacterianas 
II. Paredes celulósicas – algas e plantas 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
1. Glicocálix 
 
 Revestimento externo intimamente ligado à membrana plasmática, 
constituído de açucares associados a lipídios – glicolipídios – e 
proteínas. 
 Cria um ambiente diferenciado ao 
redor de certas células, importante para 
que elas executem suas funções. 
 
Ex: Glicocálix que reveste a 
superfície das células da parede interna 
do intestino delgado 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Glicocálix nos prolongamentos (microvilos) das células intestinais. Observar 
a membrana plasmática, da qual nasce o glicocálix. Eletromicrografia. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Glicocálix das células epiteliais do intestino de rato. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
2. Paredes Celulares 
 
I. Parede Bacteriana: 
 
 Função: evitar a alteração do tamanho da bactéria em meio 
hipotônico. 
 
 Substâncias presentes na paredes é que levam certas bactérias a 
causarem doenças 
 
 Antibióticos impedem a produção da parede, causando a morte 
bacteriana. 
 
 Diferencia as bactérias gram-negativas das gram-positivas. 
 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Bactérias Gram-positivas: grossa camada de peptidioglicano em sua 
parede. 
As paredes da maioria das bactérias contêm em sua estrutura um 
componente rígido conhecido por peptidioglicano, constituído por 
moléculas de polissacarídios. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Bactéria Gram-negativa: fina camada de peptidioglicano, envolta 
por uma segunda membrana lipoprotéica com polissacarídios 
incrustados. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
As bactérias Gram-positivas são 
mais sensíveis à ação da 
penicilina, que atua exatamentena 
produção de peptidioglicanos. 
 
As bactérias Gram-negativas 
são mais resistentes à ação da 
penicilina porque a membrana 
lipoproteica presente na parede 
impede que esse antibiótico seja 
absorvido. 
 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Gram-negativas: os componentes lipopolissacarídios de suas 
paredes são geralmente tóxicos ao nosso organismo. 
 
Assim, quando essa bactérias invadem o sangue ou sistema 
digestório causam cólicas intestinais, febres ou complicações mais 
sérias 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
II. Parede Celulósica 
 
Envoltório externo espesso e resistente das células vegetais 
Função: Dar rigidez ao corpo das plantas, atuando na sustentação 
esquelética – membrana esquelética celulósica. 
Células jovens: parede primária – 
fina e flexível. 
Células adultas: Surge envoltório 
mais espesso e mais rígido, 
internamente à primária, denominada 
parede secundária 
Parede secundária possui outros 
tipos de componentes além da 
celulose, como lignina e a suberina 
(lipídio) 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática A parede das células vegetais é constituída por longas e resistentes 
microfibrilas de polissacarídios celulose. 
As microfibrilas mantêm-se unidas graças a uma matriz formada 
por glicoproteínas (proteínas ligadas à açucares). 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Microvilos ou microvilosidade 
Membrana Plasmática 
Aumentar a absorção. 
Formam a borda estriada. 
 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Estruturas juncionais: 
 
1. Estruturas que une fortemente às células umas às outras ou 
à matriz celulas 
A. Desmossomos 
B. Junções aderentes. 
 
2. Estrutura que promove vedação entre as células 
 Zonas oclusivas. 
 
3. Estruturas que promovem vedação entre uma célula e 
outra. 
 Junção comunicante 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
1 A - Desmossomos 
 
Constituído pelas membranas de duas células vizinhas. 
 
Inserem filamentos intermediários, que se aprofundam 
no interior das células. 
 
São locais onde o citoesqueleto se prende à membrana 
celular, e, como as células aderem umas às outras, 
forma-se um elo de ligação do citoesqueleto de células 
vizinhas. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Desmossomos - setas 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
1 B – Junção aderente: 
 
Cinto contínuo, como cola, entre as células. 
 
2. Zônula oclusiva: 
 
 Faixa contínua em torno da porção apical de certas 
células, que veda, total ou parcialmente, o trânsito de íons 
e moléculas entre as células. 
 
 Desse modo, as substâncias que passam pela camada 
epitelial o fazem através das células, sendo submetidas ao 
controle celular. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Complexo Juncional: Estrutura de adesão e vedação 
 
Constituído por: 
 
 Zônula oclusiva 
 
 Junção ou Zônula aderente 
 
 Fileira de desmossomos 
 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Esquema do complexo juncional 
existente entre as células epiteliais 
do intestino delgado 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Eletro micrografia do 
complexo juncional 
 
ZO: Zônula de oclusão 
 
ZA: Zônula aderente 
 
MA: Desmossomos 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
3. Junção comunicante (nexos ou gap junction): 
 
 Estrutura cuja função principal é estabelecer comunicações 
entre as células , permitindo que grupos celulares funcionem 
de modo coordenado e harmônico, formando um conjunto 
funcional. 
 
 Através da junções comunicantes podem passar substâncias 
como nucleotídeos, aminoácidos e íons de célula para célula, 
por distâncias apreciáveis. 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Plasmodesmos 
 
As paredes de células vegetais adjacentes apresentam poros, locais 
em que não há celulose ou qualquer outro tipo de material. 
 
Esse poros são atravessados por finíssimos tubos membranosos que 
põem em contato direto os citoplasmas das células vizinhas. 
 
Essas pontes citoplasmáticas que comunicam células vegetais 
adjacentes são denominadas plasmodesmos. 
Membrana Plasmática 
Membrana Plasmática Plasmodesmos 
Membrana Plasmática Membrana Plasmática 
Observação 
 
O aluno deve utilizar os slides das aulas apenas como 
apoio para seus estudos, pois esses nunca substituem as 
leituras dos livros indicados como referencial na aula 
inaugural da disciplina. 
 
Membrana Plasmática

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Perguntas Recentes