Cifose e Hiperlordose

Cifose e Hiperlordose


DisciplinaFisioterapia em Ortopedia e Traumatologia1.856 materiais28.160 seguidores
Pré-visualização1 página
*
Prof.: Pedro Paulo Guimarães 
*
HIPERCIFOSE
*
INTRODUÇÃO
	Segundo Brown, 2001, a cifose é definida como uma deformidade da coluna vertebral caracterizada por um aumento da angulação convexa posterior no plano sagital. Não ocorre alteração no corpo vertebral. Estima-se que a angulação convexa posterior normal da coluna torácica é de 20 a 40° pelo método de Cobb. 
*
ETIOLOGIA
	A cifose pode aparecer secundária a:
- Má Postura (80% dos casos);
- Disfunções Ósseas;
- Lesões Musculares;
- Déficit de GH;
- Distúrbio Psicológico.
*
TIPOS
Os tipos de cifose normalmente vistos são:
 Postural;
 Postural congênito;
 De Scheurmann;
 Pós-laminectomia;
 Pós-traumática.
*
HIPERCIFOSE CONGÊNITA
	Para Newmann, 2001, a hipercifose postural congênita geralmente está associada a incapacidade de formação vertebral (hemivértebra) e a insuficiência de segmentação. A incapacidade de formação anterior do corpo vertebral, apresenta um alto risco de paraplegia, decorrente do aprisionamento da medula espinhal na deformidade.
*
HIPERCIFOSE DE SCHEURMANN
	É um distúrbio da ossificação, de etiologia desconhecida, que resulta em herniação discal, acunhamento anterior da vértebra e uma cifose toracolombar fixa, apresentando nódos ou nódulos de Schmorl. Apresenta prevalência de 0,4 a 8% da população com cifose, tendo quase uma igualdade entre os sexos, com discreta preferência pelo sexo feminino. Geralmente encontra-se associada a escoliose.
*
HIPERCIFOSE DE SCHEURMANN
	Quando observa-se uma imagem radiológica, verifica-se:
 Hérnias de Schmorl - manchas brancas nos corpos vertebrais;
 Aspecto de Cunha - ao menos 5 vértebras.
	Ao exame clínico:
 Dor torácica inconstante;
 Cifose Rígida.
*
HIPERCIFOSE DE SCHEURMANN
	O testes aplicado para diagnóstico diferencial com a hipercifose é:
 Exame da Flecha (encostar a cabeça na parede).
	Outras patologias que podem apresentar-se com cifose são:
 Mal de Pott;
 Síndrome de Marfan;
 Síndrome de Ehler-Danlos;
 Tumor.
*
	A Hipercifose acomete indivíduos nas mais variadas faixas etárias, tendo predileção entre os 10 - 16 anos. Pode estar relacionada com atividades ocupacionais (estudo, trabalho, entretenimento), porém pode estar relacionada também a prática de outras atividades.
FIQUE POR DENTRO!!!
*
 Cuidado nos Esportes!!!
	Segundo dados do DERDES - UNIMEP, 1998, cerca de 78% dos indivíduos do sexo masculino que praticam atividades em academias de ginástica, adquirem alguma deformidade postural na coluna vertebral. 
*
*
Lembre-se que você tem limites!!!
*
AVALIAÇÃO DO PCT.
	O pct. deverá ser analisado clinicamente, sendo feita observações nos três planos, principalmente em perfil, além de ser avaliada a sua radiografia em perfil e calculado a angulação cifótica, a fim de elaborar uma melhor conduta a ser seguida.
*
TRATAMENTO
 Fase inicial:
Conservador - ex. reexpansivos, alongamentos, fortalecimento, orientações. Os sintomas são resolvidos ao final do crescimento.
 Fase intermediária:
Uso de órteses - a curva deverá ter excedido 60°, até a adolescência. O colete de Milwaukee é indicado na forma torácica e um OTLS na atípica forma lombar.
*
TRATAMENTO
 Fase severa:
Cirurgia - a curva deverá exceder 75° e o pct. estiver sintomático. 
*
FISIOTERAPIA
Na abordagem fisioterapêutica é dada ênfase a:
Tratamento álgico, quando necessário;
	- Técnicas de termo, eletroterapia, recursos manuais.
Alongamentos:
	- Cadeia anterior
Fortalecimento:
	- Cadeia posterior
Propriocepção
*
LEMBRE-SE:
NÃO ESPERA PIORAR PARA PROCURAR O TRATAMENTO, PODERÁ SER TARDE DEMAIS!!! 
*
HIPERLORDOSE
*
INTRODUÇÃO
	A hiperlordose é um distúrbio postural cervical e lombar, que promove aumento da convexidade anterior da coluna vertebral. Geralmente aparece como distúrbio secundário à cifose torácica. Entretanto, principalmente em adolescentes e jovens do sexo feminino, pode aparecer isoladamente. Tem uma prevalência três vezes superior que no sexo masculino.
*
COMPLICAÇÕES
	O grande problema da hiperlordose, em especial a lombar, é que predispõe a:
 espondilolistese e instabilidade segmentar lombar;
 protusões e herniações discais;
 encurtamento de cadeia posterior de MMII;
 quadros contínuos e às vezes intensos de lombalgia.
*
AVALIAÇÃO DO PCT.
	É realizada em âmbito clínico, estando atento para a presença de anteversão da pelve, retração dos paravertebrais lombares, da cadeia posterior de MMII, presença de dor lombar e debilidade da musculatura abdominal.
*
TRATAMENTO E FISIOTERAPIA
	Na sua quase totalidade, o tratamento da hiperlordose é: 
Conservador - alongamentos, fortalecimento, orientações. 
Uso de órteses - o colete OTLS, na forma de cinta lombar, para estabilização.
	
*
TRATAMENTO E FISIOTERAPIA
	 Fique atento:
	Segundo Day, 1996, o fortalecimento dos abdominais por si só, podem colaborar, mas são incapazes de promover a correção da hiperlordose.
	
*
Fisioterapia - Tratamento álgico, quando necessário; técnicas de termo, eletroterapia, recursos manuais + propriocepção.
*
	Todos os problemas irão desaparecer à medida em que você aumentar a confiança em si mesmo!!! 
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*