A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
39 pág.
AGREGADOS - ENSAIOS

Pré-visualização | Página 1 de 3

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II 
Prof. D.Sc. Paulo Alysson Brilhante Faheina de Souza 
CAP. 03 – AGREGADOS - ENSAIOS 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
AGREG. MIÚDO 
 
• Análise granulométrica 
• Massa específica real 
• Massa unitária 
• Absorção 
• Teor de umidade 
• Inchamento 
ENSAIOS COM AGREGADOS 
AGREG. GRAÚDO 
 
• Análise granulométrica 
• Massa específica real 
• Massa unitária 
• Absorção 
• Índice de Forma 
• Abrasão 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
Dimensão Máxima Característica: é o número da peneira da 
série normal na qual a porcentagem acumulada é inferior a 5%, 
desde que essa porcentagem seja superior a 5% na peneira 
imediatamente abaixo. 
 
Módulo de Finura: é a soma das porcentagens acumuladas em 
todas as peneiras da série normal, exceto as de número 25 e 50, e 
as < 0,15, dividida por 100. 
 
OBS: Quanto maior o módulo de finura, mais grosso o agregado. 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
ANÁLISE GRANULOMÉTRICA 
AGREGADOS - PENEIRAS 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
AGREGADOS - PENEIRAS 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
AGREGADOS - PENEIRAS 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
ANÁLISE GRANULOMÉTRICA 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
ANÁLISE GRANULOMÉTRICA 
PENEIRA 
N° 
MATERIAL 
RETIDO (kg) 
PORCENTAGEM 
RETIDA 
PORCENTAGEM 
ACUMULADA 
19 0 0 0 
9,5 0 0 0 
4,8 0,005 0,5 0,5 
2,4 0,039 3,9 4,4 
1,2 0,230 23,0 27,4 
0,6 0,309 30,9 58,3 
0,3 0,354 35,4 93,7 
0,15 0,059 5,9 99,6 
< 0,15 0,004 0,4 100,0 
TOTAL 1,000 100% 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
ANÁLISE GRANULOMÉTRICA 
RESULTADOS 
Dimensão Máxima Característica = 2,4 
Módulo de Finura = 2,839 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
ANÁLISE GRANULOMÉTRICA 
PENEIRA 
N° 
MATERIAL 
RETIDO (kg) 
PORCENTAGEM 
RETIDA 
PORCENTAGEM 
ACUMULADA 
19 0 
9,5 0 
4,8 0,001 
2,4 0,010 
1,2 0,039 
0,6 0,227 
0,3 0,610 
0,15 0,097 
< 0,15 0,016 
TOTAL 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
EXERCÍCIO 
Qual o módulo de finura? 
Qual a dimensão máxima característica? 
PENEIRA 
N° 
MATERIAL 
RETIDO (kg) 
PORCENTAGEM 
RETIDA 
PORCENTAGEM 
ACUMULADA 
19 0 0,00% 0,00% 
9,5 0 0,00% 0,00% 
4,8 0,001 0,10% 0,10% 
2,4 0,010 1,00% 1,10% 
1,2 0,039 3,90% 5,00% 
0,6 0,227 22,70% 27,70% 
0,3 0,610 61,00% 88,70% 
0,15 0,097 9,70% 98,40% 
< 0,15 0,016 1,60% 
TOTAL 1 MF = 2,21 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
EXERCÍCIO 
Dimensão Máxima Característica = 1,2 
Diâmetro 
da peneira 
(mm) 
Material 
retido 
(g) 
Porcentagem (%) 
Retida Acumul. 
4,8 11,50 1,15 1,15 
2,4 83,00 8,30 9,45 
1,2 180,80 18,08 27,53 
0,6 407,00 40,70 68,23 
0,3 265,50 26,55 94,78 
0,15 46,20 4,62 99,40 
< 0,15 6,00 0,60 100 
Total 1.000,00 MF: 3,00 (areia média-grossa) 
0
20
40
60
80
100
120
4,8 2,4 1,2 0,6 0,3 0,15 < 0,15
%
 a
cu
m
u
la
da
Peneira (mm)
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
CURVA GRANULOMÉTRICA 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
AREIA FINA: 1,55 <MF < 2,4 
 
AREIA MÉDIA: 2,20<MF<2,90 
 
AREIA GROSSA: 2,90<MF<3,50 
Massa Específica Real ou Absoluta : é a massa da 
unidade de volume, excluindo deste os poros permeáveis, 
impermeáveis e os vazios entre os grãos. 
 
 
Massa Específica Unitária ou Aparente: é a massa da 
unidade de volume do agregado, incluindo todos os 
vazios. 
AGREGADOS 
Materiais de Construção II 
MASSA ESPECÍFICA 
• Colocar água no frasco até 
marca de 200 cm3, deixando- o 
em repouso, para que a água 
aderida às faces internas 
escoam totalmente; 
• Introduzir, cuidadosamente, 
500 g de agregado miúdo seco 
no frasco o qual deve ser 
devidamente agitado para 
eliminação das bolhas de ar; 
• A leitura do nível atingido pela 
água no gargalo do frasco 
indica o volume, em cm3, 
ocupado pelo conjunto água-
agregado miúdo, alertando-se 
para que as faces internas 
devam estar completamente 
secas e sem grãos aderentes. 
MASSA ESPECÍFICA REAL (Agregado. Miúdo) 
• Colocar água no frasco até 
marca de 200 cm3, deixando- o 
em repouso, para que a água 
aderida às faces internas 
escoam totalmente; 
• Introduzir, cuidadosamente, 
500 g de agregado miúdo seco 
no frasco o qual deve ser 
devidamente agitado para 
eliminação das bolhas de ar; 
• A leitura do nível atingido pela 
água no gargalo do frasco 
indica o volume, em cm3, 
ocupado pelo conjunto água-
agregado miúdo, alertando-se 
para que as faces internas 
devam estar completamente 
secas e sem grãos aderentes. 
MASSA ESPECÍFICA REAL (Agregado. Miúdo) 
Frasco de Chapman 
MASSA APARENTE (Agregado. Miúdo e Graúdo) 
• O recipiente é cheio por meio de uma 
concha ou pá, sendo o agregado 
lançado de uma altura de 10 a 12 cm 
do topo do recipiente. 
 
• A superfície do agregado é alisada 
com uma régua quando se tratar do 
agregado miúdo; no caso do agregado 
graúdo a superfície é regularizada de 
modo a compensar as saliências e 
reentrâncias das pedras. 
 
• O recipiente é pesado com o material 
nele contido. A massa do agregado 
solto é a diferença entre a massa do 
recipiente cheio e a massa do 
recipiente vazio. 
 
• A massa unitária é calculada 
dividindo-se a massa do agregado 
pelo volume do recipiente utilizado. 
MASSA APARENTE (Agregado. Miúdo e Graúdo) 
• O recipiente é cheio por meio de uma 
concha ou pá, sendo o agregado 
lançado de uma altura de 10 a 12 cm 
do topo do recipiente. 
• A superfície do agregado é alisada 
com uma régua quando se tratar do 
agregado miúdo; no caso do agregado 
graúdo a superfície é regularizada de 
modo a compensar as saliências e 
reentrâncias das pedras. 
• O recipiente é pesado com o material 
nele contido. A massa do agregado 
solto é a diferença entre a massa do 
recipiente cheio e a massa do 
recipiente vazio. 
• A massa unitária é calculada 
dividindo-se a massa do agregado 
pelo volume do recipiente utilizado. 
MASSA ESPECÍFICA REAL E APARENTE (Agregado Graúdo) 
• Pesar a amostra. A seguir, submergir o agregado 
em água à temperatura ambiente por um período de 
(24 ± 4) h. 
• Retirar a amostra da água e envolvê-la em um pano 
absorvente até que toda a água visível seja 
eliminada, ainda que a superfície das partículas se 
apresente úmida. Os fragmentos grandes devem 
ser limpos individualmente. É necessário evitar a 
evaporação da água dos poros do agregado 
durante a operação de enxugamento da amostra. 
• Imediatamente após ser enxugada, pesar a amostra 
com precisão de 1 g (ms, agregado saturado com 
superfície seca). 
• Colocar a amostra no recipiente, submergi-la em 
água mantida a (23 ± 2)°C e pesar em água com 
precisão de 1 g (ma, massa em água). 
• Secar a amostra a (105 ± 5)°C até massa constante, 
deixar esfriar até a temperatura ambiente 
• durante 1h a 3 h ou até que o agregado esteja a 
uma temperatura que permita sua manipulação 
(aproximadamente 50°C) e pesar com precisão de 1 
g (m, agregado seco). 
MASSA ESPECÍFICA REAL E APARENTE (Agregado Graúdo) 
• Pesar a amostra. A seguir, submergir o agregado 
em