Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
79 pág.
Apostila Geotecnia experimental

Pré-visualização | Página 9 de 21

– D. CREA/DF 9649 – D. 
Geotecnia Experimental - 1º semestre 2012 27 
Folha n.° 01
Altitude Latitude
Longitude
Nível do terreno 
Nível d'água (m) / Data da observacão
Inicial: 
Final: 
DATA INÍCIO: DATA TÉRMINO: 
5 10 15 20 25 30 35 40 45
1
8 5
2
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Mole
2 2
3
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
4
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
5
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
6
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
7
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
8
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
9
Argila siltosa pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
10
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
11
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
2 2
12
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Muito mole
3 4
13
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
com pedregulho de 
fino a médio vermelha úmida Mole
4 4
14
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Mole
4 7
15
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
10 16
16
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Rija(o)
21 38
17
Areia vermelha à variegada úmida Compacta(o)
41 48
18
Areia vermelha à variegada úmida
Muito 
Compacta(o)
54 58
19
Areia vermelha à variegada úmida
Muito 
Compacta(o)
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
Amostrador: Ø Externo = 50,8 mm e Ø Interno = 34,9 mm
MÉTODO DE AVANÇO
TC - Trado Concha Rideci Farias, DSc.
TH - Trado Helicoidal Engenheiro Civil e Geotécnico
CA - Circulação de Água CREA 9736/D PA
N
A
 
n
ão
 
en
co
n
tr
ad
o
 
n
o
 
di
a 
5/
8/
20
11
(SPT)
30
cm
 
FI
N
A
IS
SPT- 01
Referência: P251-08
Engenheiro Civil e Geotécnico
CREA 9649/D DF
Consistência/ 
Compacidade
SI
M
BO
LO
G
IA
CLASSIFICAÇÃO DAS CAMADAS
PR
O
FU
ND
ID
AD
E 
(m
)
SONDADOR: Elias
W%
Revestimento: Ø Interno = 2 1/2" 
Camada Superficial - Argila siltosa vermelha
Glanulometria
Limite da sondagem = 18,45m (58 golpes / 30 cm) Areia vermelha à 
variegada, úmida, muito compacta.
Haroldo Paranhos, MSc.
Cor
4/8/2011
CLIENTE:
PENETRAÇÃO GRÁFICO
LOCAL:
ESCALA: 4/8/2011
NÍ
VE
L 
DO
 
LE
NÇ
O
L 
FR
EÁ
TI
CO
ÍNDICE DE RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO
30
cm
 
IN
IC
IA
IS
30cm INICIAIS
30cm FINAIS
NÚMERO DE GOLPES
 
 
 
Figura 2.12 - Perfil de uma sondagem realizada em Brasília/DF com N. A. não encontrado. 
Rideci Farias. Haroldo Paranhos. 
Engenheiro Civil e Geotécnico, D. Sc. Engenheiro Civil e Geotécnico, M. Sc. 
CREA/ PA 9736 – D. CREA/DF 9649 – D. 
Geotecnia Experimental - 1º semestre 2012 28 
Folha n.° 01
Altitude Latitude
Longitude
Nível do terreno 
Nível d'água (m) / Data da observacão
Inicial: 
Final: 
DATA INÍCIO: DATA TÉRMINO: 
5 10 15 20 25 30 35 40 45
1
4 4
2
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenoso
vermelha úmida Mole
4 4
3
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Mole
4 4
4
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Mole
4 4
5
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Mole
5 6
6
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
6 6
7
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
6 7
8
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
7 7
9
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
6 7
10
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
7 7
11
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
6 6
12
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
7 7
13
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
7 8
14
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
8 8
15
Argila pouco 
siltosa
pouco 
arenosa
vermelha úmida Média(o)
25 25
16
Silte argiloso pouco 
arenoso
variegado úmido Dura(o)
26 28
17
Silte argiloso pouco 
arenoso
variegado úmido Dura(o)
40 52
18
Silte argiloso pouco 
arenoso
variegado úmido Dura(o)
19
20
21
22
23
24
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
 
Amostrador: Ø Externo = 50,8 mm e Ø Interno = 34,9 mm
MÉTODO DE AVANÇO
TC - Trado Concha Rideci Farias, DSc.
TH - Trado Helicoidal Engenheiro Civil e Geotécnico
CA - Circulação de Água CREA 9736/D PA
N
A 
en
co
n
tr
ad
o
 
a 
13
,7
0m
 
da
 
"
bo
ca
"
 
do
 
fu
ro
 
em
 
24
/0
1/
20
09
Limite da sondagem = 17,45 m (52 golpes / 30 cm)
CLIENTE:
PENETRAÇÃO GRÁFICO
LOCAL:
ESCALA: 23/1/2009
NÍ
VE
L 
D
O 
LE
NÇ
O
L 
FR
EÁ
TI
CO
ÍNDICE DE RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO
30
c
m
 
IN
IC
IA
IS
SPT- 02
TC
30cm INICIAIS
30cm FINAIS
Consistência/ 
Compacidade
NÚMERO DE GOLPES
Haroldo Paranhos, MSc.
Cor W%
Revestimento: Ø Interno = 2 1/2" 
Camada Superficial - Argila vermelha, pouco siltosa, pouco arenosa.
30
c
m
 
FI
N
A
IS
-13,50m
-13,70m
23/1/2009 SONDADOR: Hildeman
Referência: P251-08
CLASSIFICAÇÃO DAS CAMADAS
Engenheiro Civil e Geotécnico
CREA 9649/D DF
PR
O
FU
ND
ID
A
DE
 
(m
)
SI
M
B
O
LO
G
IA
Glanulometria
(SPT)
 
 
 
Figura 2.13 - Perfil de uma sondagem realizada em Brasília/DF com N. A. encontrado. 
Rideci Farias. Haroldo Paranhos. 
Engenheiro Civil e Geotécnico, D. Sc. Engenheiro Civil e Geotécnico, M. Sc. 
CREA/ PA 9736 – D. CREA/DF 9649 – D. 
Geotecnia Experimental - 1º semestre 2012 29 
3.0. AULA 03 
3.1. IDENTIFICAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS 
3.1.1. Experimento 01: Teor de Umidade 
A umidade do solo é geralmente determinada em estufa, em laboratório. Para tanto, uma amostra de 
solo com determinado teor de umidade é pesada e posteriormente levada a uma estufa, com 
temperatura entre 105 e 110 ºC, onde permanece por um determinado período (geralmente 24 
horas), até que a sua constância de peso seja assegurada. As variações no peso da amostra de solo se 
devem a evaporação da água existente no seu interior. Após o período de secagem em estufa, o peso 
da amostra é novamente determinado. Deste modo, o peso da água existente no solo é igual à 
diferença entre os pesos da amostra antes e após esta ser levada à estufa, sendo a umidade do solo a 
razão entre esta diferença e o peso da amostra determinado após a secagem. 
A seguir são listados alguns métodos utilizados na determinação
Página1...5678910111213...21