Músculos, suas origens, inserções e funções
4 pág.

Músculos, suas origens, inserções e funções


DisciplinaAnatomia Músculo Esquelético103 materiais1.905 seguidores
Pré-visualização2 páginas
MÚSCULO
	ORIGEM
	INSERÇÃO
	FUNÇÃO
	Subclávio
	superfície superior da 1ª costela
	ao longo do meio da superfície inferior da clavícula
	tracionar medialmente a clavícula, fixando-a no esterno.
	Peitoral Maior
	borda anterior da clavícula, esterno e cartilagens das seis primeiras costelas
	borda externa da goteira bicipital (seu tendão é plano) do úmero
	flexão do ombro, auxiliando também a abdução do mesmo; extensão e adução do ombro; adução horizontal
	Peitoral Menor
	3ª, 4ª e 5ª costelas
	extremidade do processo coracoide
	motor primário a abdução e rotação para baixo da escápula. Atua também na respiração profunda e forçada
	Serrátil
	superfície externa e lateral das oito ou nove primeiras costelas
	superfície anterior da borda medial da escápula, do ângulo superior ao inferior
	Protração (porção superior) da escápula e rotação (porção inferior), além de atuar na respiração
	Trapézio
	base do crânio e processos espinhosos da 7ª vértebra cervical até a 12ª vértebra torácica.
	terço lateral da clavícula; acrômio e espinha escapular.
	elevação da escápula; retração e adução escapular e depressão
	Elevador da Escápula
	processo transverso das 4ª ou 5ª primeiras vértebras cervicais.
	borda medial da escápula até o ângulo superior
	elevar a escápula e manter a postura natural da mesma.
	Romboide
	processos espinhosos das vértebras 7ª cervical até a 5ª torácica.
	borda medial da escápula, da espinha até o ângulo inferior
	adução do ângulo inferior da escápula. Limita a rotação escapular
	Deltoide
	
	tuberosidade do úmero, próximo a porção medial do mesmo.
	flexão e flexão horizontal do ombro e ajuda na rotação interna e abdução, abdução e abdução horizontal, extensão e rotação externa do ombro.
	Supra espinhoso
	fossa supra espinhal.
	tubérculo maior do úmero
	abdução do ombro, auxiliando também na rotação externa do mesmo.
	Grande Dorsal
	processos espinhosos das seis vértebras torácicas inferiores e todas lombares, a crista ilíaca e as três costelas inferiores
	sulco inter tubercular do úmero
	adução, extensão, hiperextensão do ombro, auxiliando na abdução horizontal e rotação interna.
	Redondo Maior
	ângulo inferior da escápula
	goteira bicipital do úmero
	motor primário na adução, extensão, rotação interna do ombro.
	Redondo Menor
	superfície costal da borda lateral da escápula
	tubérculo maior do úmero
	rotacionar externamente o ombro e de realizar a extensão horizontal do mesmo.
	Infra espinhal
	fossa infra-espinhal.
	tubérculo maior do úmero
	rotacionar externamente o ombro e de realizar a extensão horizontal do mesmo.
	Subescapular
	superfície costal da escápula
	tubérculo menor do úmero
	motor primário da rotação interna do ombro
	Tríceps Braquial
	a porção longa (na escápula); a porção lateral (da diáfise até o tubérculo maior); e a porção medial (dorso inferior do úmero)
	tendão no olecrano da ulna
	motor primário da extensão do cotovelo
	Ancôneo
	epicôndilo lateral do úmero
	olecrano da ulna e 1/4 proximal da face posterior da diáfise da ulna
	extensor do cotovelo, além de participar da pronação
	Bíceps Braquial
	cavidade glenoide, processo coracoide da escápula
	tuberosidade do rádio
	na articulação Radioulnar auxilia na supinação e flexão do cotovelo
	Braquiorradial
	crista supra condilar do úmero e no septo lateral
	processo estiloide do rádio
	flexão do cotovelo, além de auxiliar na supinação.
	Braquial
	terço médio do úmero
	tuberosidade da ulna
	flexão do cotovelo.
	Pronador Redondo
	epicôndilo medial do úmero e processo coronoide da ulna
	superfície central lateral do rádio.
	auxiliar a pronação na articulação Radioulnar e na flexão da articulação do cotovelo.
	Pronador Quadrado
	porção anterior distal da ulna
	porção anterior distal do rádio
	
	Supinador
	epicôndilo lateral do úmero e crista supinadora ulnar.
	terça parte proximal lateral do rádio.
	
	Flexor radial do carpo
	epicôndilo do úmero
	superfície anterior do 2º metacárpico.
	flexionar o punho, participa também da abdução do mesmo.
	Flexor Ulnar do carpo
	epicôndilo medial do úmero
	
	flexionar o punho, além de realizar a adução do mesmo
	Extensor radial longo do carpo
	crista supra condilar lateral do úmero
	porção dorsal do 2º metacárpico
	realizar a extensão do punho, entretanto, participa também da abdução do mesmo.
	Extensor ulnar do carpo
	epicôndilo lateral do úmero
	porção posterior do 5º metacárpico.
	extensor do punho, mas participa também da adução
	Flexor superficial dos dedos
	epicôndilo medial do úmero e no processo coronoide da ulna
	lados proximais das falanges médias dos dedos (exceto polegar
	flexão das falanges proximal e distal, além de contribuir na flexão do punho.
	Flexor longo do polegar
	superfície anterior média do rádio e da membrana interóssea.
	porção anterior proximal da falange distal do polegar.
	flexão da falange distal, além de flexionar e aduzir o metacarpo e punho.
	Oponente do polegar
	osso trapézio e no ligamento transverso do carpo
	porção medial e radial do 1º metacárpico.
	circundução parcial do metacarpo do polegar
	Extensor dos dedos
	epicôndilo lateral do úmero
	superfície dorsal da falange proximal e na superfície dorsal proximal da falange média.
	extensão da falange proximal, além de auxiliar na extensão do punho.
	Reto abdominal
	Face externa da V-VII cartilagem costal; processo xifóide do esterno
	Sínfise púbica e tubérculos púbicos
	Flexão do tronco (30º); Retroversão da bacia, Antagonista	eretor da espinha
	Oblíquo externo
	da 5° a 12° costelas (bordas inferiores)
	Crista ilíaca, ligamento inguinal 
	Comprime o abdome, flete e rota o tronco para o lado oposto; auxilia a expiração 
	Oblíquo interno
	Crista ilíaca, fáscia toracolombar e dois terços laterais do ligamento inguinal
	Bordas inferiores das ultimas 3 costelas e linha alba
	Comprime, flete e rota o tronco para o mesmo lado; auxilia na expiração forçada
	Esternocleidomastóideo
	Cabeça esternal \u2013 face ventral do esterno; Cabeça clavicular \u2013 terço medial da clavícula
	Processo mastóide do osso temporal e metade lateral da linha nucal superior
	auxiliar inspiração; Contração Unilateral - Inclinação lateral e rotação com a face virando para o lado oposto; Contração Bilateral - Flexão da cabeça
	Escalenos
	Vértebras cervicais
	1ª e 2ª costelas
	Inclinação do pescoço e importante na inspiração
	Reto posterior maior da cabeça
	Linha nucal inferior
	Processo espinhoso do áxis
	Extensão da cabeça e rotação contralateral
	Reto Lateral da cabeça
	Processo jugular (occipital)
	Processo transverso do atlas
	Unilateral:Inclinação Lateral
Contração Bilateral: Rigidez da Coluna
	Psoas
	Corpos vertebrais de T12 a L5 e processos transversos de L1 a L5
	No trocânter menor do fêmur
	Flexão e rotação lateral da coxa
	Grácil
	Corpo e ramo inferior do púbis
	Parte superior da face medial da tíbia.
	Adução e Rotação Interna do membro inferior, realiza Flexão relativa e Extensão Relativa 
	Reto femoral
	espinha ilíaca ântero-inferior e logo abaixo do acetábulo do osso do quadril
	na tuberosidade da tíbia, via patela e ligamento da patela.
	Extensão da perna e flexão da coxa. Flexiona a articulação do quadril
	Ilíaco
	Fossa ilíaca
	Trocânter menor do fêmur
	Flexão e rotação lateral da coxa
	Sartório
	
	Tuberosidade da Tíbia
	Flete, abduz e gira lateralmente a coxa na articulação do quadril; flete a perna na articulação do joelho
	Pectíneo
	Linha pectínea do púbis
	Linha pectínea do fêmur, imediatamente inferior ao trocanter menor
	Aduz e flete a coxa; ajuda na rotação lateral da coxa
	Tensor da Fascia Lata
	Espinha ilíaca ântero-superior
	Trato iliotibial
	Tenciona a fáscia lata e faz abdução, rotação medial e flexão do quadril.
	Bíceps femoral
	porção curta: linha áspera do fêmur; porção longa: tuberosidade isquiática
	cabeça da fíbula
	flexão da perna, extensão da