A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Relatório Equivalente Calor e Energia

Pré-visualização | Página 2 de 2

de calor para o meio. Para corrigir 
esse erro, deve-se adicionar a quantidade de calor perdido nesse processo ao balanço de calor. 
A quantidade de calor perdida referente à abertura da caixa foi: 
𝑄 = 𝑚á𝑔𝑢𝑎𝑐á𝑔𝑢𝑎∆𝑇 = 3968𝑥1𝑥(78,7 − 80,2) = −5952 𝑐𝑎𝑙 
Refazendo os cálculos para a determinação do calor específico do alumínio, têm-se: 
𝑄𝑝𝑒𝑟𝑑𝑖𝑑𝑜 = 𝑚á𝑔𝑢𝑎𝑐á𝑔𝑢𝑎(𝑇𝑓,𝐴𝑙+á𝑔𝑢𝑎 − 𝑇𝑓,á𝑔𝑢𝑎) + 𝑚𝑐𝑎𝑖𝑥𝑎𝑐𝐴𝑙(𝑇𝑓,𝐴𝑙+á𝑔𝑢𝑎 − 𝑇𝑓,á𝑔𝑢𝑎) +
(−5952) = 
3968𝑥1𝑥(73,8 − 76,5) + 489𝑥0,22𝑥(73,8 − 76,5) − 5952 = −16956,1 𝑐𝑎𝑙 
Igualando a quantidade de calor recebida pela barra com a quantidade de calor cedida 
pela água, têm-se: 
94963,8𝑐𝐴𝑙 = |−16956,1|. Assim, o calor específico do alumínio é 0,18 
𝑐𝑎𝑙
𝑔°𝐶
 
 Comparando o valor experimental com o valor teórico (0,22 
𝑐𝑎𝑙
𝑔°𝐶
), têm-se: 
∆𝑐= |
0,18−0,22
0,22
| 𝑥 100% = 18,2% 
 
 
Conclusão 
Devido a uma falta de entendimento, infelizmente nem todos os dados foram colhidos 
de maneira correta, o que acabou aumentando a margem de erro do experimento. 
É possível notar também que o calorímetro utilizado não isola completamente o sistema 
de trocas de energia, o que torna as equações de termodinâmica insuficientes para a obtenção 
precisa dos dados, já que tais equações foram feitas para ambientes ideais. 
No momento em que a caixa de isopor foi aberta para que a barra de alumínio fosse 
inserida, houve uma considerável diminuição da temperatura, o que acarretou em mais uma 
contribuição para o surgimento de erros experimentais. Tentou-se amenizar esse erro ao 
adicionar a parcela de calor perdido ao abrir a caixa nos cálculos. 
Embora tenha existido os erros citados acima durante o experimento, o objetivo foi 
alcançado.