A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
105 pág.
TUDO JUNTO

Pré-visualização | Página 16 de 24

aos ramos da artéria, ou passar entre eles 
✓ Embora o risco de lesão do nervo laríngeo recorrente esquerdo durante a cirurgia não seja tão grande em razão de sua 
ascensão mais vertical a partir do mediastino superior, também há íntima associação entre a artéria e o nervo perto do 
polo inferior da glândula tireoide. 
✓ Rouquidão é o sinal habitual de lesão unilateral do nervo recorrente, entretanto, pode haver afonia temporária ou 
distúrbio da fonação e espasmo laríngeo. 
✓ A lesão de ambos os nervos laríngeos recorrentes causa paralisia da prega vocal (voz está quase ausente e distúrbios 
respiratórios). 
▪ Lesão dos nervos laríngeos superiores: 
✓ A lesão do ramo externo do nervo laríngeo superior ocasiona voz monótona, porque o músculo cricotireóideo paralisado 
suprido por ele não consegue variar o comprimento e a tensão da prega vocal. 
✓ A lesão do nervo laríngeo superior gera a inatividade do mecanismo protetor destinado a evitar a entrada de corpos 
estranhos na laringe, e corpos estranhos podem entrar na laringe com facilidade. Essa lesão também acarreta a voz 
monótona. 
✓ 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
‘ 
 Ddd DESCRIÇÃO 
TRAQUEIA 
 
• Função: A traqueia é responsável por transportar o ar que entra e sai dos pulmões, e, no seu epitélio, impulsionar o muco com 
resíduos em direção à faringe para expulsão pela boca. 
• Localização: Ela se estende da laringe até o tórax, mais especificamente no nível do ângulo esternal, onde termina inferiormente 
dividindo-se em brônquios principais direito e esquerdo (local de bifurcação= carina). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
• A traqueia é um tubo fibrocartilagíneo, sustentado por cartilagens (anéis) traqueais incompletas, que ocupa uma posição mediana 
no pescoço. As cartilagens traqueais que mantêm a traqueia pérvia são deficientes na parte posterior onde a traqueia é adjacente ao 
esôfago. 
• A abertura posterior nos anéis traqueais é transposta pelo músculo traqueal, músculo liso involuntário que une as extremidades dos 
anéis. Portanto, a parede posterior da traqueia é plana. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Ddd COMPOSIÇÃO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Ddd NA VIDA REAL... 
 Ddd IRRIGAÇÃO 
• A traqueia é suprida de sangue principalmente por ramos das artérias tireóideas inferiores. A parte torácica da traqueia também 
é suprida por ramos das artérias brônquicas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
▪ 
▪ ntêm os tecidos são então levados a um micrótomo (Figura 1.1), onde são seccionados por uma lâmina de aço ou de vidro, de modo 
a fornecer cortes de 1 a 10 micrômetros de espessura. Lembre-se de que: um micrômetro (1 µm) = 0,001 mm= l0-6 m; um 
nanômetro (1nm) =0,001 µm = l0-6 mm = l0-9 m. Após serem seccionados, os cortes são colocados para flutuar sobre uma 
superfície de água aquecida e, depois, sobre lâminas de vidro, onde aderem e serão, em seguida, corados. 
▪ • 
 
3) 
 
 
, 
 Ddd IRRIGAÇÃO 
• A traqueia é drenada principalmente por tributárias da veia tireóidea inferior e ázigos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
▪ 
▪ ntêm os tecidos são então levados a um micrótomo (Figura 1.1), onde são seccionados por uma lâmina de aço ou de vidro, de modo 
a fornecer cortes de 1 a 10 micrômetros de espessura. Lembre-se de que: um micrômetro (1 µm) = 0,001 mm= l0-6 m; um 
nanômetro (1nm) =0,001 µm = l0-6 mm = l0-9 m. Após serem seccionados, os cortes são colocados para flutuar sobre uma 
superfície de água aquecida e, depois, sobre lâminas de vidro, onde aderem e serão, em seguida, corados. 
▪ • 
 Ddd INERVAÇÃO 
• A traqueia é inervada por ramos dos nervos vagos, nervos laríngeos recorrentes e troncos simpáticos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
‘ 
 Ddd DESCRIÇÃO 
brônquios 
principais, um 
para cada pulmão, 
que seguem em 
sentido 
inferolateral e 
entram nos hilos 
dos pulmões 
brônquios 
principais, um 
para cada pulmão, 
que seguem em 
sentido 
inferolateral e 
entram nos hilos 
dos pulmões 
BRÔNQUIOS 
 
• Função: Os brônquios compreendem estruturas tubulares encarregadas de encaminhar ar aos pulmões. 
• Localização: Ela se localiza no tórax, mais especificamente, no mediastino inferior médio. Nele, os brônquios principais, um para 
cada pulmão, seguem em sentido inferolateral e entram nos hilos dos pulmões. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
• Existem 2 brônquios principais, um direito e outro esquerdo. 
▪ Brônquio principal direito: É mais largo, mais curto e mais vertical do que o brônquio principal esquerdo porque entra 
diretamente no hilo do pulmão. 
✓ OBS1: Devido às suas características, é mais provável que corpos estranhos aspirados ou alimentos entrem e se alojem no 
brônquio principal direito ou em um de seus ramos. 
▪ Brônquio principal esquerdo: Segue inferolateralmente, inferiormente ao arco da aorta e anteriormente ao esôfago e à parte 
torácica da aorta, para chegar ao hilo do pulmão. 
• Cada brônquio principal (primário) divide-se em brônquios lobares secundários, dois à esquerda e três à direita, e cada um deles 
supre um lobo do pulmão. Cada brônquio lobar divide-se em vários brônquios segmentares terciários, que suprem os segmentos 
broncopulmonares. 
• Além dos brônquios segmentares terciários, há vários bronquíolos condutores ramificados que terminam como bronquíolos 
terminais. Os bronquíolos condutores transportam ar, mas não têm glândulas nem alvéolos. Cada bronquíolo terminal dá origem a 
diversas gerações de bronquíolos respiratórios, deles partem ductos alveolares até os alvéolos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Ddd IRRIGAÇÃO 
• Os brônquios são irrigados principalmente pelas artérias brônquicas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Ddd INERVAÇÃO 
 Ddd DRENAGEM 
• Os brônquios são drenados pelas veias brônquicas. 
 
 
 
 
 
 
 Ddd COMPOSIÇÃO 
brônquios 
principais, um para 
cada pulmão, que 
seguem em sentido 
inferolateral e 
entram nos hilos 
dos pulmões 
brônquios 
principais, um para 
cada pulmão, que 
seguem em sentido 
inferolateral e 
entram nos hilos 
dos pulmões 
• Os brônquios são inervados pelo nervo vago e laríngeo recorrente. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
‘ 
 Ddd DESCRIÇÃO 
PLEURA 
 
• Função: A pleura promove a proteção dos pulmões uma vez impedem seu colabamento. 
• Localização: Ela se localiza no tórax, mais especificamente, revestindo as cavidades pulmonares direita e esquerda. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
▪ 
• Cada pulmão é revestido e envolvido por um saco pleural seroso formado por duas membranas contínuas: a pleura visceral, que 
reveste toda a superfície