A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
62 pág.
SUSTENTABILIDADE aula 1

Pré-visualização | Página 1 de 1

Seminários de Tecnologia e 
Sustentabilidade
10º semestre
Professor Bruno L. M. de Sousa
AULA 01
Hoje, como vivemos?
A economia baseada no consumo 
excedente não pode atender a 
superpopulação existente.
Muita informação!
Escala urbana 
e rural
Escala das 
edificações
Escala dos 
materiais
Escala Urbana
Escala do projeto
 Analisar o tipo de usuário e suas necessidades
 Áreas condizentes com o uso.
 Espaços flexíveis.
 Fácil execução: maior oportunidade de gerar 
trabalho, mais fácil compreensão pelo usuário
 Fácil desmontagem, permite reutilização (estrutura 
parafusada, ao invés de colada, por exemplo)
 Elementos com mais de uma função.
 Checar se há respeito às relações sociais (salários 
baixos, mão de obra infantil, escrava, explorada)
 Ser durável
 Ter pouca ou fácil manutenção
 A tecnologia deve ser disponível e confiável
Escala dos materiais
Cuidado com o greenwashing!
Energia incorporada como critério:
 Classifica bons e maus materiais, sem considerar 
sua eficiência na aplicação
 Listas genéricas são insuficientes porque não 
incluem impactos ambientais e não discriminam 
fontes energéticas “limpas” da energia de 
combustível fóssil
 Pode induzir o projetista a realizar uma escolha 
ambientalmente ineficiente, por negligenciar o 
desempenho específico de cada material em 
termos de massa aplicada para obter-se uma 
função desejada
Quando 
sustentabilidade 
era = economia 
de energia
Energia 
incorporad
a
Elaborado por Isabela Honda, 
Patrícia Mendonça e Richard 
Hilário
Análise do ciclo de vida (ACV)
ciclo de vida do bloco cerâmico
EXPLORAÇÃO 
DA JAZIDA
PREPARAÇÃO DA 
MATÉRIA-PRIMA E 
DA MASSA
MOLDAGEM
SECAGEM 
NATURAL
FORNO TÚNEL
ESTUFA
COZIMENTO
APLICAÇÃO
SECAGEM
DEMOLIÇÃO
REAPLICAÇÃO
MOAGEM
ATERRO
Fonte: LANZA E MEDEIROS
RESUMINDO:
• que tenham reduzido impacto na extração: que não necessite 
remover vegetação, grande quantidade de solo, que não 
contribua para a deterioração de rios (como faz a mineração, 
por exemplo)
• que gerem mais empregos: que contribuam para a capacitação 
das pessoas, educação e inclusão social (dignos)
• que contribuam para distribuir os lucros entre os que 
trabalham na produção: para gerar renda localmente, 
aumentar o poder aquisitivo e melhorar a qualidade de vida 
(diferente das cimenteiras e empresas de capital estrangeiro)
• que seja produzido localmente: para diminuir a necessidade de 
transporte
É POSSÍVEL AFIRMAR QUE ALGO É 
SUSTENTÁVEL?
+ sustentável
- sustentável
E AS ESTRATÉGIAS?
Os 5 “R”
 Renovável
 Reciclável
 Reutilizável
 Reduzir
 REVERSÍVEL
Matérias-primas de origem 
não finita e que são repostos 
no ambiente com mais 
rapidez do que os recursos 
minerais
matéria-prima feita de 
material já utilizado, 
transformado
resíduos usados de novo, 
com o mesmo uso anterior
Explorar todas as 
características dos 
materiais ao limite
REUTILIZÁVEL
REDUZIR
Centro Tecnologico MAHLE, Jundia, SP, 2008, R. Loeb e Assoc.
Igreja da Reconciliação. 
Projeto: Berlin 
architects, Peter 
Sassenroth e 
Reitermann Rudolf. 
Construção: Martin 
Rauch
RECICLÁVEL
Catálogo: Instituto Brasileiro de Siderurgia
Catálogo: Instituto Brasileiro de Siderurgia
RENOVÁVEL
www.bamboocarboncredits.com/ 
International Bamboo Building Design Competition
Reversível
Análise crítica
Michael Reynolds Earthship
Haiti
te
lh
a 
d
e
 e
m
b
al
ag
em
 T
et
ra
p
ak
 r
ec
ic
la
d
a
piso de borracha reciclada
SELOS VERDES
Entidade certificadora (só vale se for uma entidade independente e 
reconhecida)
 Iniciativas mais sustentáveis nem sempre tem $$ para marketing
 Selo deve avaliar a evolução do produto
Exemplo
Cimento
Extração de calcário, argila e gipsita.
Transporte até a fabrica de cimento.
Queima a 1450 Co.
Mistura e Moagem.
Transporte até a usina de concreto.
Adição de agregados (areia e brita)
Adição de agua (20 a 30%)
Transporte até a obra.
Formas e concretagem.
Cura (+agua).
Demolição insustentável
Manutenção e durabilidade.
 Desmistificar o top sustentável 
(“a casa sustentável”)
 Existe a “casa mais sustentável 
em relação a...”
 sustentabilidade é uma balança 
de vários pratos, num 
momento, um prato é mais 
pesado e no outro muda
 sustentabilidade é uma ciência 
do complexo
caráter progressivo
Caráter dinâmico: não se trata de algo tangível que se
adquira definitiva e completamente, mas uma condição que
deve interagir com o dinamismo da realidade em que se
insere, adequando-se a fatores conjunturais, estruturais ou
imprevisíveis;
o que é 
sustentabilidade?
ambiental
econômico
socialpolítico
cultural
• manter a integridade ecológica
• prevenir a poluição
• economizar recursos
• preservar a diversidade da vida
• respeitar a capacidade de carga 
dos ecossistemas
• realizar o potencial 
econômico
• priorizar a distribuição a 
riqueza
• associar com redução de 
problemas sociais
• viabilizar maior equidade de 
oportunidades
• combater a exclusão, a discriminação e 
reprodução da pobreza
• respeitar a diversidade
• criar meios de incrementar a participação 
da sociedade nas tomadas de decisões
• respeitar o direito de todos
• superar as práticas de exclusão
• promover diversidade e identidade 
cultural, especialmente as que 
identificam as raízes endógenas
• propiciar a conservação do patrimônio 
urbanístico, paisagístico e ambiental
A mudança de cenário depende de consumidor 
consciente cobrador.
Mais 4 Rs:
REPENSAR: qualquer ato de consumo causa impactos.
RECUSAR: recuse o que não é necessário (Sacolinhas, panfletos, 
etc.)
RESPEITAR: respeito é essencial para viver em harmonia. Assim, 
respeite o meio ambiente, as outras pessoas e a si mesmo.
RESPONSABILIZAR-SE: pelos seus impactos, bons e ruins, e tomar 
as medidas necessárias em relação a eles.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.