Áreas de conhecimento gerenciamento de projetos
77 pág.

Áreas de conhecimento gerenciamento de projetos


DisciplinaProjetos de Engenharia 115 materiais210 seguidores
Pré-visualização3 páginas
ÁREAS DE CONHECIMENTO EM GERECIAMENTO DE PROJETOS
PMI
PMBOK
OBSERVAÇÃO:
Para mudar a imagem deste slide, selecione a imagem e exclua-a. Em seguida, clique no ícone Imagens do espaço reservado para inserir sua própria imagem.
INTRODUÇÃO
 PMI \u2013Project Management Institute
 Instituição que é referencia mundial em gestão de projetos;
 Ela desenvolve, dissemina e atualiza o PMBOK \u2013 Project Management Body of Knowledge;
Um guia que direciona processos e melhores práticas na gestão de projetos.
\u201cO gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para identificar, definir, combinar, unificar e coordenar os vários processos e atividades dos grupos de processos de gerenciamento\u201d.
O PMBOK esta dividido em dez áreas de conhecimento
OBS:
O que é o escopo de um projeto?
Conceituação de Escopo (PMBOK):
 Escopo = A soma dos produtos, serviços e resultados a serem fornecidos na forma de projeto.
 Escopo do projeto = O trabalho que deve ser realizado para entregar um produto, serviço ou resultado com as características e funções especificadas.
Escopo do produto X Escopo do projeto
EAP
O conjunto de produtos e serviços (deliverables) que devem ser gerados pelo projeto
As características ou funções que devem ser incluídas no produto ou serviço
O escopo começa a ser delineado na gerência de portifólio
Iniciando o projeto
O processo \u201cDesenvolver o Termo de Abertura do Projeto
Cenário 1: Cliente interno solicita proposta de projeto
O gerenciamento do escopo começa na proposta
Patrocinador (Sponsor) ou 
Cliente Interno
Fornecedor
Interno
Solicitação 
de Proposta
Proposta de projeto
Cenário 2: Cliente externo solicita proposta de projeto
O gerenciamento do escopo começa na proposta
Cliente
externo
Fornecedor
externo
Solicitação 
de Proposta
Proposta comercial
Cenário 3: Patrocinador interno autoriza o projeto
 (sem proposta de projeto anterior)
Gerente 
do Projeto
Patrocinador ou 
Cliente Interno
Autorização projeto 
Termo de Abertura do Projeto 
 (Project Charter)
Termo de Referência do Projeto, ou Autorização para início do Projeto, ou Documento inicial do projeto)
Documento que formalmente autoriza um projeto
Emitido (assinado) por um \u201cautorizador\u201d (ex.: patrocinador) externo ao projeto 
 O GP pode ou não estar pessoalmente envolvido na criação (elaboração) do Project Charter
Produtos X Premissas e Restrições do projeto 
Especificação do 
PRODUTO ou 
SERVIÇO
RESTRIÇÕES
(Imposições 
que me são feitas)
PREMISSAS
(Suposições 
que eu assumo)
PROCESSO
(método)
 
 PRODUTO OU SERVIÇO
Restrições ao projeto 
Fatores que limitam as opções da equipe de gerenciamento do projeto. 
Exemplos:
O projeto de reforma deverá ser conduzido com o laboratório em funcionamento;
O projeto tem um prazo total de 12 meses, sendo que no final do primeiro mês deverão ser iniciados os trabalhos de construção no campo; 
A verba do orçamento a ser utilizada nesse projeto é de um milhão e quinhentos mil reais (R$ 1.500.000,00), não podendo ultrapassar 10% desse valor no primeiro mês.
Premissas = Hipóteses
São fatores que, para fins de planejamento, são assumidos (considerados) como verdadeiros, reais ou certos. 
 Exemplos:
O cliente disponibilizará até o dia 01/02/2008 toda a infra-estrutura de hardware e software necessária para o desenvolvimento e instalação do sistema;
A equipe do projeto estará autorizada a utilizar as dependências do setor de manufatura durante 24 horas por dia, todos os 7 dias da semana.
Exercício
Justificativa, 
Produto (s) do projeto
Designação GP
Premissas
Restrições
Gerenciamento do Escopo
O escopo (trabalho) do projeto consiste na geração e entrega de produtos e serviços (deliverables)
 O cliente não quer receber atividades (tarefas), e sim produtos e serviços
Decomposição em Atividades (Gerenciamento do tempo)
ESCOPO
(EAP)
Só devemos decompor a EAP em atividades no 
Gerenciamento do Tempo
Gerenciamento do Escopo
Coletar Requisitos
Definir Escopo
Criar EAP
Verificar Escopo
Controlar Escopo
- definir e gerenciar as expectativas do cliente.
Como definir o escopo do cliente e a estratégia de condução do projeto?
Estratégia possível para a criação de uma EAP
1. Escrever o nome do projeto no primeiro nível (nível 0) da EAP. 
2. Iniciar o segundo nível com uma entrega denominada de Gerenciamento do Projeto.
 
3. Acrescentar as fases do ciclo de vida ou maiores entregas no segundo nível.
4. Acrescentar no segundo nível, ao final, uma entrega denominada Fechamento do Projeto
5. Acrescentar as entregas (produtos) e subprodutos (entregas parciais) que as compõem.
6. Decompor as entregas parciais até um nível de detalhe que viabilize o planejamento e controle em termos de tempo, custo, qualidade, risco, atribuição de responsabilidades e contratação, se for o caso.
7. Revisar continuamente a EAP, refinando-a quando necessário, até que a mesma esteja apta para ser aprovada. (Utilizar 10 mandamentos da EAP)
OBSERVAÇÕES
Aceite de cada etapa
Estudo de viabilidade
Ordem de execução na EAP
OBSERVAÇÃO:
Para mudar a imagem deste slide, selecione a imagem e exclua-a. Em seguida, clique no ícone Imagens do espaço reservado para inserir sua própria imagem.
Os dez mandamentos de uma EAP
Cobiçarás a EAP do próximo;
Explicitarás todas as entregas, inclusive as necessárias ao gerenciamento do projeto
Não usarás os nomes em vão
Guardarás a descrição dos pacotes de trabalho no Dicionário da EAP
Decomporás até o nível de detalhe (pacote de trabalho) que permita o planejamento e controle do trabalho necessário para a entrega do subproduto.
Não decomporás em demasia, de forma a que o custo / tempo de planejamento e controle não traga o benefício correspondente.
Honrarás o pai
Decomporás de forma que a soma dos subprodutos dos elementos componentes (filhos) corresponda a entrega do elemento pai (Mandamento dos 100%).
Não decomporás em somente uma entrega
Não repetirás o mesmo elemento como componente de mais de uma entrega
Gerenciamento do Tempo ou Prazo em Projetos - PMBOK
Planejamento do Tempo 
AULA 06-09
O tempo de duração de um projeto constitui-se num dos elementos fundamentais do seu planejamento.
 Sua determinação é feita a partir da duração de cada uma das atividades componentes do projeto e do respectivo inter-relacionamento resultante da metodologia de execução definido, característica de cada projeto ou produto. 
A EAP facilita, conhecer todas as atividades que integram um projeto. 
A duração de cada atividade é determinada em função da quantidade de serviço que a compõe 
Da produtividade da mão-de-obra que a executa, administrando-se, inicialmente, estarem disponíveis os tipos e quantidades de materiais, equipamentos e outros recursos necessários à sua execução. 
A mão-de-obra é constituída por equipes de elementos de diferentes profissões e especialidades, como, no caso de execução de obras, pedreiros, montadores, carpinteiros etc., em diferentes níveis de especialização, e serventes. 
A duração de cada atividade também pode ser determinada a partir de estimativas feitas por profissionais experimentados, que se baseiam na sua vivência de obras semelhantes anteriormente executadas. 
Assim, tem-se que uma determinada atividade Ai terá sua duração ti dada por: 
 Ti = Qi / Pi 
onde Qi é a quantidade de serviço a ser executado na atividade e Pi a produtividade da mão-de-obra que a executa. 
	
Gerenciamento do Tempo ou Prazo em Projetos - PMBOK
Define como \u201cos processos necessários para realizar o término do projeto no prazo estimado\u201d, cuja importância influência para o êxito dos projetos e, 
Na grande maioria deles, demanda cuidados constantes de gestão, desde o planejamento até a entrega final.
Atrasos na conclusão dos projetos
São normalmente danosos, pois, além de quase sempre