A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
INTRODUÇÃO 1

Pré-visualização | Página 1 de 2

INTRODUÇÃO
Este trabalho tem como assunto principal a ética e a moral nos seus diversos âmbitos. Para esclarecer um pouco mais sobre o assunto foram escolhidos alguns temas específicos como: a ética no meio ambiente, ética profissional, ética na política e ética do advogado.
A palavra ética vem do grego “ethos” que significa “modo de ser” ou “caráter” sendo assim diz respeito ao comportamento de cada indivíduo em suas particularidades e serve como fonte de estudo para compreender as regras morais que nos cercam.
Já a palavra moral tem origem no termo latim “morales” que significa “relativo aos costumes” e na prática ela é basicamente um agrupamento de costumes e regras que podem variar de sociedade para sociedade.
A ética é de extrema importância para a formação de operadores do Direito, desde a sua entrada na universidade até a sua inserção no mercado de trabalho, visto que no cotidiano os profissionais enfrentarão inúmeras situações que exigirão um mínimo de formação moral capaz de orientar no sentido do justo.
O seguinte trabalho foi elaborado tendo como base produções acadêmicas realizadas pelos componentes deste grupo anteriormente. Essas produções foram feitas a partir de pesquisas bibliográficas e de uma entrevista com um profissional da área do Direito. 
Ética e moral são palavras usadas com muita frequência, mas que quando é necessário defini-las se torna difícil explicar o que cada uma significa. É certo dizer que ambas as palavras se completam quando nos referimos ao que elas representam para sociedade, pois uma trata costumes de um povo e a outra é referente a conduta de cada indivíduo. 
Podemos entender que as duas são resultado de uma construção social que dita regras de comportamento, convívio e etc que serão aceitas dentro de cada grupo, país, religião, dentre outros. Porém cabe a cada indivíduo seguir ou não a moral de onde se está inserido. 
Em cada ambiente é possível encontrar um conjunto de regras, como por exemplo, no trabalho, na escola, na nossa vizinhança entre outros lugares, que nos mostram como devemos agir e por isso quando uma pessoa passa por cima dessa moral dizemos que ela está sendo antiética, como acontece muito no âmbito da política como nos diversos casos de corrupção, em que os que deveriam trabalhar em prol da população utilizam de artimanhas em benefício próprio.
O ideal seria que os nossos representantes agissem de forma ética procurando beneficiar sempre a população e trabalhando sempre em prol dos interesses da sociedade. Entretanto, nos dias de hoje isso é quase uma utopia, o atual cenário da política brasileira nos mostra como está cada vez mais fácil praticar atos de corrupção entre os diversos âmbitos desse sistema. 
Podemos perceber que a maioria de nossos representantes trabalham em função da garantiria de ser reeleito na próxima eleição esquecendo com assim os interesses de bem comum e utilizando de artimanhas para conseguir isso, mesmo que para isso ele precise se aproveitar de seu poder para dar benefícios para algumas pessoas em troca de seu voto. 
Além disso, deve-se destacar o grande investimento nas campanhas devido ao grande número de votos que o candidato deve obter. Com isso, muitas empresas da iniciativa privada e empresários oferecem dinheiro para os candidatos em troca de proteção no futuro e para assim selar entre eles um acordo onde um coopera com o outro em troca de favores. 
Tudo isso vai acontecendo sem ninguém saber, a mídia não anuncia, os políticos se encobertam e por consequência acabamos reelegendo aquele candidato por não saber sobre tudo que ele pratica em seu cargo. 
Outro assunto que tem tido muita repercussão assim como a ética na política é a ética ambiental que podemos definir como uma conduta de comprometimento do ser humano com a natureza. Surgida na época do Iluminismo, pois ele contribuiu para que essa relação fosse criada, através dele que começa a se pensar nesse fenômeno de uma forma mais "sistemática", como por exemplo, a busca de leis e elaborar teorias de uma forma mais aprofundada e especulativa.
 O antropocentrismo é algo irrelevante para a ética ambiental, pois o homem se coloca de uma forma superior ao meio ambiente, dando a ele o pensamento de "domínio".
 Fundamentar as normas que regulem, a partir de valores imperativos Morais, a conduta do homem com a natureza é tarefa a ser assumida pela ética ambiental. Segundo Kant, as condutas do homem para com a natureza tem sua essência na moral, sem que a escolha entre o que se pode fazer (que é técnica) e o que se deve fazer que é uma questão de ética.
 Assim de outra forma de ética proposta é a biocêntrica. Essa noção considera que a vida é o calor maior e deve ser sempre priorizada em quaisquer situações. Tudo que é vida na natureza, portanto deve ser priorizado.
 Devemos então respeitar e cumprir a legislação ambiental, criar um sistema de gerenciamento ambiental, alcançar os objetivos do trabalho com o uso racional dos recursos naturais, minimizar a geração e emissão de efluentes gasosos, líquidos e sólidos, implementar procedimentos de controle e programas de destinação, tratamentos e reciclagem de resíduos, promover a reciclagem e a reutilização de produtos e materiais e desenvolver, promover e apoiar programas de convivência e educação ambiental para então ajudar a criar um ambiente sustentável.
No licenciamento ambiental de algumas empresas se tornou comum o uso de manobras políticas para se burlar o processo que deveria ser feito dentro da ética e da moral profissional. Muitos profissionais da área abrem mão da burocracia do licenciamento em troca de algum suborno, visando prioritariamente o lucro e se esquecendo dos seus deveres como profissional, e que deveria obedecer um código de ética. 
O homem por ser um ser social precisa estar sempre avaliando suas atitudes e ações de forma a nunca prejudicar o outro. Por tanto é possível entender porque a ética profissional é tão importante e determinante para alguém ter sucesso em sua carreira já que para isso é preciso sempre manter um bom convívio entre seus colegas de trabalho e conseguir trabalhar sem problemas em equipe, sendo esta uma grande cobrança em empresas. 
Devido à grande importância da ética no âmbito profissional diversas empresas estão criando códigos de conduta para que seus funcionários saibam como eles devem agir para alcançar seus objetivos profissionais. 
Cada pessoa ao longo de sua vida vai desenvolvendo seus princípios, porém é preciso avaliar o que deve ou não ser feito mesmo que aquilo lhe pareça certo para assim não invadir ou ofender ninguém. Entretanto, quando se está em um meio onde já está pré-definido como devemos agir se torna mais fácil ser ético. 
Sendo assim, é preciso observar o ambiente onde você está a fim de se adequar a cada um deles, principalmente no trabalho, sendo a ética um pré-requisito para aprovações.
Para cada profissão existe um código de ética que impõe regras a serem seguidas no âmbito profissional. 
O código de ética é uma ferramenta que busca a realização da visão, missão e valores da empresa. É a declaração formal de suas expectativas que serve para orientar as ações de seus colaboradores e explicitar a postura da empresa diante dos diferentes públicos com as quais interage.
 Cada empresa deve saber o que precisa fazer ou o que espera de cada um dos seus funcionários para atingir sua forma de atuar no mercado. Por esta razão o código de ética deve ser concebido pela própria empresa de modo a expressar sua cultura, já que cada pessoa e empresa têm suas próprias características.
 Com a sua adoção o código de ética proporciona um aumento na integração entre os funcionários da empresa, de modo que as pessoas se sintam seguras ao adotarem formas éticas de se conduzir; servem de parâmetro para a solução de problemas, como também de alicerce para a empresa no desvio de conduta de seus colaboradores, acionistas, fornecedores ou outros. Atraindo pessoas que se conduzem dentro de elevados