A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Aulas 1 10 e Avaliação Parcial  FUNDAMENTOS DE DIREITO DO CONSUMIDOR

Pré-visualização | Página 3 de 8

condicionada à sua vigência, ou seja, o dia em que começa a vigorar.
	 
	Ref.: 201701488409
		
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	______________ são leis Constitucionais que modificam parcialmente a Constituição.
		
	 
	Emendas à Constituição
	
	Costume
	
	Leis complementares
	
	Princípios Gerais do Direito
	
	Leis Ordinárias
	
		 
	FUNDAMENTOS DE DIREITO DO CONSUMIDOR
5a aula
	 
	Ref.: 201701588724
		
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	O art. 4º do CDC prevê sobre a Política Nacional das Relações de Consumo tem por objetivo o atendimento das necessidades dos consumidores, o respeito à sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria da sua qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações:
		
	 
	de consumo
	
	de mercado
	
	jurídicas
	
	de marketing
	
	legislativas
	 
	Ref.: 201701558602
		
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	O Banco XYZ, com objetivo de aumentar sua clientela, enviou proposta de abertura de conta corrente com cartão de crédito para diversos estudantes universitários. Ocorre que, por desatenção de um dos encarregados pela instituição financeira da entrega das propostas, o conteúdo da proposta encaminhada para a estudante Bruna, de dezoito anos, foi furtado. O cartão de crédito foi utilizado indevidamente por terceiro, sendo Bruna surpreendida com boletos e ligações de cobrança por compras que não realizou. O episódio culminou com posterior inclusão do seu nome em um cadastro negativo de restrições ao crédito. Bruna nunca solicitou o envio do cartão ou da proposta de abertura de conta, e sequer celebrou contrato com o Banco XYZ, mas tem dúvidas acerca de eventual direito à indenização. Na qualidade de Advogado, diante do caso concreto, assinale a afirmativa correta.
		
	 
	A pessoa exposta a uma prática abusiva, como na hipótese do envio de produto não solicitado, é equiparada a consumidor, logo Bruna pode postular indenização com base no Código do Consumidor.
	
	A conduta adotada pelo Banco XYZ é prática abusiva à luz do Código do Consumidor, mas como Bruna não é consumidora, haja vista a ausência de vínculo contratual, deverá se utilizar das regras do Código Civil para fins de eventual indenização.
	
	O envio de produto sem solicitação do consumidor não é expressamente vedado pela lei consumerista, que apenas considera o produto como mera amostra grátis, afastando eventual obrigação do Banco XYZ de indenizar Bruna.
	
	A conduta adotada pelo Banco XYZ não é prática abusiva à luz do Código do Consumidor, mas como Bruna não é consumidora, haja vista a ausência de vínculo contratual, deverá se utilizar das regras do Código Civil para fins de eventual indenização.
	
	A prática bancária em questão é abusiva segundo o Código do Consumidor, mas o furto sofrido pelo preposto do Banco XYZ configura culpa exclusiva de terceiro, excludente da obrigação da instituição financeira de indenizar Bruna.
	
	Ref.: 201701488536
		
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Existem 3 espécies de vulnerabilidade do consumidor:
		
	
	Técnica, política e tecnológica
	
	Técnica, jurídica e política.
	
	Jurídica, política e tecnológica.
	
	Econômica, cultural e tecnológica.
	 
	Técnica, econômica e jurídica.
	
	Ref.: 201701488529
		
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Analise as afirmações a seguir sobre a Política Nacional das Relações de Consumo, indicando somente a única alternativa totalmente correta: I ¿ A Política Nacional das Relações de Consumo tem por objetivo o atendimento das necessidades dos consumidores; II ¿ o reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo é um dos Princípios da Política Nacional das Relações de Consumo; III ¿ presença do Estado no mercado de consumo relaciona-se com a Política Nacional das Relações de Consumo;
		
	
	Apenas a III
	
	Apenas a I e II
	
	Apenas a I
	 
	Todas estão corretas
	
	Apenas a II
	 
	Ref.: 201702330224
		
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Florinda, assistindo a um canal de TV fechada, interessou-se por um produto para exercícios físicos. Acompanhando a exposição de imagens, sentiu-se atraída pela forma de ¿pagamento sem juros, podendo ser parcelado em até doze vezes¿. Ao telefonar para a loja virtual, foi informada de que o parcelamento sem juros limitava-se a duas prestações. Além disso, a ligação tarifada foi a única forma de Florinda obter as informações a respeito do valor do produto, já que o site da fornecedora limitava-se a indicar o que já estava no anúncio de TV. Sentindo-se enganada por ter sido obrigada a telefonar pagando a tarifa, bem como por ter sido induzida a acreditar que o pagamento poderia ser parcelado em doze vezes sem juros, Florinda procurou um advogado. Assinale a opção que apresenta a orientação dada pelo advogado.
		
	
	Há publicidade enganosa somente em razão da obscuridade quanto ao parcelamento sem juros, não havendo abusividade quanto à necessidade de ligação tarifada para obtenção de informação a respeito de valor e formas de pagamento.
	
	N.R.A.
	
	Não há publicidade enganosa na situação narrada, na medida em que essa deve se dar por conduta ativa do fornecedor, não havendo previsão para a modalidade omissiva.
	 
	Há publicidade enganosa por omissão quanto ao preço e à forma de pagamento, que não foram fornecidos de forma clara para o consumidor, bem como caracterizou-se abuso a imposição do ônus da ligação tarifada à consumidora que buscava obter tais informações.
	
	Inexiste publicidade enganosa, na medida em que as informações sobre o produto foram claras. Quanto ao preço e à forma de pagamento, essas somente devem ser passadas àqueles que se interessam pelo produto.
	 
	Ref.: 201702077105
		
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Para realizar a Política Nacional das Relações de Consumo, o Poder Público contará com instrumentos importantes na defesa do consumidor. Sobre este tema, marque a alternativa incorreta:
		
	 
	Proibição da criação de Associações de Defesa do Consumidor, como o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC).
	
	Manutenção de assistência jurídica integral e gratuita para o consumidor carente.
	
	Criação de Juizados Especiais para a solução de conflitos de consumo.
	
	Manutenção de assistência jurídica integral e gratuita para o consumidor carente, a ser realizada inclusive pela Defensoria Pública.
	
	Instituição de Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor, no âmbito do Ministério Público.
	 
	Ref.: 201701488531
		
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	São Instrumentos de Defesa do Consumidor, exceto:
		
	
	Concessão de estímulos à criação e desenvolvimento das Associações de Defesa do Consumidor.
	
	Criação de delegacias de polícia especializadas no atendimento de consumidores vítimas de infrações penais de consumo.
	
	Estimular a defesa dos Direitos do Consumidor.
	 
	Educação e informação de fornecedores e consumidores, quanto aos seus direitos e deveres, com vistas à melhoria do mercado de consumo.
	
	Instituição de Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor, no âmbito do Ministério Público.
	
	Ref.: 201702035885
		
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	Em razão da massificação da produção e do consumo, as grandes empresas perderam, com o passar dos anos, a capacidade de negociar com seus clientes de forma personalizada. A partir deste momento, surgiu o que hoje denominamos de "contrato de adesão", instrumento cujas cláusulas são pré-definidas e o cliente, simplesmente, adere ao negócio que lhe é proposto. São os contratos realizados para o uso de cartão de crédito, de planos de saúde e tantos outros, cada dia mais comuns. A sociedade