A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Desafio 6º Período Anhangueras

Pré-visualização | Página 1 de 3

Universidade Anhanguera – UNIDERP
Centro de Ensino Á Distância – Polo/ CAXIAS-MA
Disciplina: Pesquisa em Serviço Social; Tratamento de Informações e Indicadores Sociais; Projeto de Pesquisa em Serviço Social; Política Social de atendimento à Criança e Adolescente e Idoso; Rede Socioassitencial e Terceiro Setor.
Curso: serviço social- 6º período
PROFESSORA EAD: MA. Edilene Xavier Rocha Garcia Maria Clotide Bastos
 ACADÊMICAS:
 ANTONIETA ROSA GOMES – RA: 2800835572
ELIANE DA HORA COUTINHO – RA: 2800841437
IVANA EVANGELISTA GAÍDO – RA 2800836189
 MARLENE ASSUNÇÃO SILVA DE SOUSA – RA: 2858967748
SELMA MENESES SOUSA- RA 4999613276
CAXIAS - MA
NOVEMBRO/2017
Acadêmicas
Antonieta Rosa Gomes
Eliane da Hora Coutinho
Ivana evangelista Gaído
Marlene Assunção Silva de Sousa
Selma Meneses Sousa
Desafio Profissional 
Projeto: ONG de Mãos Dadas
Trabalho apresentado ao curso de Serviço Social com intuito de obtenção de notas e intervenção sócio educativo, junto á atuação do assistente social no campo das Políticas Sociais com o compromisso de defesa e garantia dos Direitos Sociais da população apresentadas as disciplinas Pesquisa em Serviço Social; Tratamento de Informações e Indicadores Sociais; Projeto de Pesquisa em Serviço Social; Política Social de atendimento à Criança e Adolescente e Idoso; Rede Socioassitencial e Terceiro Setor.
Caxias/MA
NOVEMBRO /2017
 
INTRODUÇÃO
A Liberdade Assistida é uma medida socioeducativa, a ser cumprida em meio aberto, isto é, sem que o jovem tenha privação de sua liberdade, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90), aplicável aos adolescentes autores de atos infracionais. Trata‐se de Medida judicialmente imposta, de cumprimento obrigatório.
 O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA, Lei 8.069/90) prioriza o bem-estar da criança e do adolescente e a sua proteção integral. Segundo o artigo 4º do ECA, é dever da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar o direito à vida, à educação, à profissionalização, ao esporte, ao lazer e a outros direitos inerentes à pessoa humana, ainda sobre o disposto no art. 5º, da Lei nº 8.069/90 nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais, ao que corresponde o dever de todos, em especial do Poder Público, assegurar os meios adequados ao regular exercício de seus direitos fundamentais, dentre os quais se inclui o direito à convivência familiar (cf. Arts. caput 4º, 19 e 70, todos da Lei nº 8.069/90). 
A educação através do desenvolvimento da cultura e práticas esportivas vem se tornando um caminho para a promoção da pessoa, do cidadão e de profissionais. Os objetivos propostos por esse projeto amplia a visão da importância do uso educação para mudar o destino dos adolescentes que cometeu ato infracional mostrando ao mesmo que sempre tem uma segunda chance de mudar.
A necessidade de se construir uma sociedade democrática e inclusiva, onde todos tenham seu lugar é um consenso. A inclusão social desses adolescentes em medida socioeducativa é um processo para a construção de um novo tipo de sociedade, através de transformações, pequenas e grandes, e na mentalidade de todas as pessoas.
PASSO I
 A cidade de Belo Monte esta situada no estado do Maranhão cerca de 200 km da Capital Londrina. A mesma possui uma população aproximadamente de 10.000 habitantes. Mesmo apesar de ser considerada uma cidade pacata, atualmente vem-se registrando mensalmente cerca de 12 atendimentos de adolescentes em conflito com as leis uma questão que merece uma atenção especial, pois é significativa ao longo da trajetória pela conquista da mudança de paradigma na legislação em relação ao enfrentamento desta expressão da questão social, e porque mesmo diante desta mudança, as medidas em meio aberto são as que têm sido menos aplicadas. Os atos infracionais cometidos pelos mesmos são roubo a domicilio, trafico de drogas, porte indevido de arma de fogo. Diante de isso foi realizado um levantamento que foi possível avaliar que 80% dos adolescentes aprendidos possuem apenas o Ensino Fundamental Incompleto estão fora das salas de aula por um bom período, e 20% Ensino Médio Completo possuindo assim uma renda per capita de apenas de um salario mínimo. 
 PASSO II
PROBLEMA DE PESQUISA
 A necessidade de se construir uma sociedade democrática e inclusiva para adolescentes em medida socioeducativas, essa inclusão social é um processo para a construção de um novo tipo de sociedade em que agrega valores atualmente esquecida por parte da comunidade. Visando observar ou descobrir de que forma as
Medidas socioeducativas podem contribuir para a ressocialização dos jovens infratores da região, bem como estudar os fatores que dificultam a ressocialização dos adolescentes em conflito com a lei. 
JUSTIFICATIVA 
 Considerando há relevância social de compreender como se dá o processo de inclusão dos adolescentes em cumprimento de medidas sócio educativas em projetos sociais de educação pela cultura, lazer, trabalho, esporte entre outros, este projeto surgiu a partir do envolvimento no Estágio Supervisionado realizado, que fez despertar o interesse em acompanhar e compreender sua proposta de educação pela construção de uma ONG.
OBJETIVO GERAL
 Verificar a contribuição do assistente social no processo de construção da emancipação social dos adolescentes em conflito com a Lei. Visando assim Investigar, compreender e dimensionar o processo dos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas fundamentados nos Projetos Sociais desenvolvidos pela ONG.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 
Desenvolver um trabalho preventivo de educação assistência compreendendo o adolescente que cometeu ato infracional, a partir de aspectos culturais sociais e históricos.
Buscar identificar os principais desafios do assistente social; 
Analisar como a prática do assistente social entra em consonância com o projeto ético político da profissão;
Pesquisar o processo histórico da assistência e amparo aos adolescentes para construção de um plano de estudo;
REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
 No contexto atual a temática dos adolescentes em conflito com a Lei é uma questão que merece uma atenção especial, pois é significativa ao longo da trajetória pela conquista da mudança de paradigma na legislação que asseguram os direitos dos adolescentes sobre a proteção dos mesmos em relação ao enfrentamento desta expressão da questão social, vivenciadas pelos adolescentes em comprimento de medida socioeducativas e porque mesmo diante desta mudança, as medidas em meio aberto são as que têm sido menos aplicadas. Diante disso permitiu conhecer e problematizar a atuação do profissional de Serviço Social dentro da política de atendimento aos adolescentes em conflito com a Lei. 
 As políticas de atendimentos às crianças e adolescentes envolvem diversos órgãos governamentais e não governamentais que estimulam, apoiam e promovem uma participação da sociedade na luta contra os desvios do que rege a lei aos direitos inerentes, instituições estas como Conselho Tutelar, Juiz da Infância e da Juventude, Promotor da Infância e da Juventude dentre outros. 
 
CONCLUSÃO 
 Conclui-se que o projeto possibilitara a inclusão social dos adolescentes em cumprimento de medidas sócio educativas em um cidadão participativo, integrante da sociedade, proporcionando oportunidade de um novo recomeço em sua vida cotidiana. Viabilizando garantia dos seus direitos, mostrando-os novos caminhos, que contribuirá para sua formação social, psicológica, física e política, e acima

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.