Questionario relaxantes musculares
3 pág.

Questionario relaxantes musculares

Disciplina:Questionário de Anestesiologia10 materiais40 seguidores
Pré-visualização1 página
BDSC
Questionário relaxantes musculares
O que é um relaxante neuromuscular? Aonde ele atua?
Bloqueador neuromuscular é uma droga que interrompe ou simula a transmissão dos impulsos nervosos na junção neuromuscular esquelética, causando paralisia dos músculos esqueléticos afetados. Esses fármacos bloqueiam a transmissão colinérgica entre o terminal nervoso motor e o receptor nicotínico na placa motora neuromuscular do músculo esquelético.
Explique, de forma sucinta o mecanismo de ação da junção neuromuscular? Qual o agonista do receptor da mesma?
Uma junção neuromuscular é a junção entre a parte terminal de um axônio motor com uma placa motora que é a região da membrana plasmática de uma fibra muscular onde se dá o encontro entre o nervo e o músculo permitindo desencadear a contração muscular. Na junção neuromuscular o neurotransmissor utilizado é a acetilcolina. Os Relaxantes musculares são análogos estruturais da acetilcolina e atuam como antagonistas (tipo não despolarizante) ou agonistas (tipo despolarizante) nos receptores da placa motora da junção neuromuscular. Os fármacos bloqueadores neuromusculares não-despolarizantes se combinam com o receptor nicotínico e impedem a ligação da acetilcolina. Esses fármacos impedem a despolarização da membrana da célula muscular e inibem a contração muscular. Enquanto, os bloqueadores neuromusculares despolarizantes como a Succinicolina ligam-se ao receptor nicotínico e atuam como a acetilcolina despolarizando a junção neuromuscular. Ao contrário da acetilcolina, que é instataneamente destruída pelas acetilcolinesterases, o fármaco despolarizante persiste em concentração elevada na fenda sináptica, permanecendo ligada ao receptor por um tempo relativamente maior e causando uma estimulação constante no receptor.
Quais os dois grandes grupos de relaxantes existem quanto a sua forma de ação? Explique a diferença entre eles
Não despolarizante (competitivos) e despolarizante. Os fármacos bloqueadores neuromusculares não-despolarizantes se combinam com o receptor nicotínico e impedem a ligação da acetilcolina. Esses fármacos impedem a despolarização da membrana da célula muscular e inibem a contração muscular. Enquanto, os bloqueadores neuromusculares despolarizantes como a Succinicolina ligam-se ao receptor nicotínico e atuam como a acetilcolina despolarizando a junção neuromuscular. Ao contrário da acetilcolina, que é instataneamente destruída pelas acetilcolinesterases, o fármaco despolarizante persiste em concentração elevada na fenda sináptica, permanecendo ligada ao receptor por um tempo relativamente maior e causando uma estimulação constante no receptor.

Quais os dois grupos de relaxantes adespolarizantes? Quais as diferenças entre eles? (cola: metabolismo do fármaco)
Compostos Benzilisoquinolinas: essas drogas consistem de dois grupamentos amônios quaternários ligados entre si por uma cadeia de grupos metil. São mais suscetíveis à hidrólise no plasma e causam liberação de histamina; exemplos incluem tubocurarina, atracúrio, cisatracúrio e mivacúrio.
Compostos Aminoesteróides: Todos os BNMs aminoesteróides possuem pelo menos um grupamento amônio quaternário ligado a um anel esteróide. Eles tendem a não causar liberação de histamina e a sua maioria é metabolizada em um órgão-alvo antes da excreção.
Quais as indicações do uso da succinilcolina? Quais contraindicações?
A succinilcolina é o BNM com início de ação mais rápido e previsível. Isso, aliado à sua curta duração de ação, significa que essa é a droga de escolha para anestesia quando é utilizada uma indução em sequência rápida (ISR) em pacientes sob risco de aspiração, ou quando a intubação orotraqueal rápida é necessária em uma situação emergencial. É também indicada quando a recuperação do bloqueio neuromuscular pode ser necessária. Contra-indicação: Hipertemia Maligna, Apnéia a administração de Succinilcolina a um paciente que é deficiente genético de colinesterase plasmática ou tem uma forma atípica da enzima pode levar à apnéia prolongada devido à paralisia do diafragma.
Quais as indicações do uso dos relaxantes adespolarizantes? Quais as contraindicações?
Esse fármaco é indicado como adjuvante da anestesia geral para facilitar a intubação endotraqueal e propiciar o relaxamento da musculatura esquelética ou a ventilação controlada durante cirurgia. É indicado também para facilitar a ventilação mecânica em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva. Contraindicação: pacientes com Miastenia gravis.
Explique sucintamente os métodos de monitorização do relaxamento neuromuscular
Existem 3 tipos de monitorização:
Sequência de 4 tiros (TOF) – é um acelerômetro neuroestimulador; na ponta do polegar é colocado um estimulador que propagará uma sequência de 4 estímulos em 2 segundos para a ponta do polegar.
Double bust – dois estímulos que são vistos a olho nu, apenas se observa se o paciente contrai ou não com essa sequência de dois estímulos.
Contração pós-tetânica – é usado em um bloqueio neuromuscular profundo onde eu preciso saber se o paciente está “voltando”, ou seja, se o paciente apresenta contração pós-tetânica o bloqueio não está tão profundo assim.

Como fazemos a reversão do bloqueio neuromuscular?
Pode-se usar um de inibidor da acetilcolinesterase, são agentes que inibem a ação da enzima acetilcolinesterase na junção neuromuscular. Essa inibição enzimática leva à redução da degradação da ACh e potencializa sua ação, de forma que aumenta a oferta de acetilcolina na fenda neurossináptica (Exemplo de medicamento: Neostigmina). Sulgamadex é um macrófago funcional apenas para aminoesteroides que envelopa o bloqueador e o retira da fenda neurossináptica.

 Há possibilidade de utilizarmos algumas dessas técnicas quando usamos succinilcolina? Por que?
Anticolinesterásicos aumentam o bloqueio de fase I causado por BNMs despolarizantes, logo não há utilidade para anticolinesterásicos na reversão do bloqueio por succinilcolina.