Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
SEMINARIO

Pré-visualização | Página 1 de 1

SEMINÁRIO
LEI MARIA DA PENHA
LEI Nº 11.340/06
 FANEC/IESRN
 CURSO: DIREITO
 DISCIPLINA : ESTUDOS DISCIPLINARES
 PROFESORA: IARA BORBA
 ALUNAS: GILVANIA MACIEL FERREIRA DE LIMA
 WANDERLÉIA CRISTIANE DA SILVA
 TURNO: NOITE
ASPECTOS FUNDAMENTAIS PARA FORMULAÇÃO DA LEI Nº 11.340/06
LEI MARIA DA PENHA
LEI MARIA DA PENHA, FOI UMA HOMENAGEM FEITA A, MARIA DA PENHA MAIA FERNANDES, QUE LUTOU DURANTE VINTE ANOS PARA VER SEU AGRESSOR PRESO. MARIA DA PENHA É BIOFARMACEUTICA DO CEARÁ, SENDO CASADA COM O PROFESSOR UNIVERSITÁRIO MARCO ANTONIO HERREDIA VIVEROS. NO ANO DE 1983 ELA SOFREU A PRIMEIRA TENTATIVA DE ASSASSINATO , QUANDO LEVOU UM TIRO NAS COSTAS ENQUANTO DORMIA. O MESMO QUE EFETUOU O DISPARO FOI ENCONTRADO NA COZINHA GRITANDO POR SOCORRO, PEDINDO AJUDA ALEGANDO QUE TINHAM SIDO ATACADOS POR BANDIDOS ( ASSALTANTES). HOUVE UMA SEGUNDA TENTATIVA DE HOMICÍDIO, ONDE VIVERAS SEU MARIDO A EMPURROU DA CADEIRA DE RODAS TENTANDO ELETROCUTA - LA, NO CHUVEIRO A MESMA SEM PODER SE DEFENDER POIS SE ENCONTRAVA PARAPLÉGICA POR CAUSA DO PRIMEIRO TIRO. A DENUNCIA DESSE CASO SÓ FOI APRESENTADA AO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL EM SETEMBRO DO ANO SEGUINTE, E O PRIMEIRO JULGAMENTO COM 8 ANOS APÓS OS CRIMES TEREM ACONTECIDOS. EM 1991, OS ADVOGADOS DE VIVEROS CONSEGUIRAM ANULAR O JULAGAMENTO.MAS JÁ EM 1996, VIVEROS FOI JULAGADO CULPADOE CONDENADO HÁ 10 ANOS DE RECLUSÃO, CONSEGUINDO RECORRER. VIVEROS SÓ FOI PRESO EM 2002, PARA CUMPRIR APENAS DOIS ANOS DE PRISÃO. 
EM 2006 ENTRA EM VIGOR, A NOVA LEI Nº 11.340/06, FAZENDO COM QUE A VIOLENCIA CONTRA MULHER DEIXE DE SER TRATADO COMO UM CRIME DE MENOR POTENCIAL OFENSIVO. A LEI TAMBEM ACABA COM AS PENAS PAGAS EM CESTAS BÁSICAS OU MULTAS, ALÉM DE UNIR A VIOLENCIA FISICA E SEXUAL, TAMBÉM A VIOLÉNCIA PSICOLOGICA, A VIOLENCIA PATRIMONIALE O ASSEDIO MORAL.
 
ALTERACÕES
 CÓDIGO PENAL TAMBÉM FOI ALTERADO, EM SEU ART. 129, PARAGRAFO 9, POSSIBILITANDO QUE AGRESSORES DE MULHERES EM AMBITO DOMESTICO OU FAMILIAR SEJAM PRESOS EM FLAGARNTE OU TENHAM SUA PRISÃO PREVENTIVA DECRETADA. NÃO PODENDO SEREM PUNIDOS COM PENAS ALTERNATIVAS. ALMENTADO PELA LEGISLAÇÃO O TEMPO DE DTENÇÃO PREVISTO DE UM PARA TRES ANOS;
 PREVISTO TAMBEM EM LEI, A REMOÇÃO DO ADRESSOR DO DOMICILIO; 
 E TAMBEM COM RELAÇÃO A APROXIMAÇÃO COM A MULHER AGREDIDA.
ARTIGO 129,§9 CP
ART. 129. OFENDER A INTEGRIDADE CORPORAL OU A SAUDE DE ONTREM:
 §9º SE A LESÃO FOR PRATICAMENTE CONTRA ASCENDENTE, IRMÃO, CONJULGE OU COMPANHEIRO, OU COM QUEM CONVIVA OU TENHA CONVIVIDO, OU, AINDA,PREVALECENDO-SE O AGENTE DAS RELAÇÕES DOMÉSTICAS, DE COABITAÇÃO OU DE HOSPITALIDADE.
 
 LEI Nº 11.340, DE 7 DE AGOSTO DE 2006
CRIA MECANISMOS PARA COIBIR A VIOLENCIA DOMESTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER, NOS TERMOS DO §8º DO ART, 226 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, DA CONVENÇÃO SOBRE A ELIMINAÇÃO DE TODAS AS FORMAS DE DISCRIMINAÇÃO CONTRA AS MULHERES E DA CONVENÇÃO INTERMERICANA PARA PREVENIR, PUNIR E ERRDICAR A VIOLENCIA CONTRA A MULHER; DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DOS JUIZADOS DE VIOLENCIA DOMESTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER; ALTERA O CÓDIGO DE PROCESSO PENAL, O CÓDIGO PENAL E A LEI DE EXECUÇÃO PENAL; E D
 A OUTRAS PROVIDENCIAS. 
ART. 226, §8º CF
ART. 226. A FAMILIA , BASE DA SOCIEDADE, TEM ESPECIAL PROTEÇÃO DO ESTADO.
 §8ª O ESTADO ASSEGURARÁ A ASSISTENCIA Á FAMILIA NA PESSOA DE CADA UM DOS QUE A INTEGRAM, CRIANDO MECANISMOS PARA COIBIR A VIOLENCIA NO AMBITO DE SUAS RELAÇÕES.