Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Apol 01  Sistemática de Importação Cenário Econômico Mundial 100%

Pré-visualização|Página 1 de 5

Questão 1/5 - Sistemática de Importação
O processo d e i mpor t aç ão c ost u ma s er c omp le xo e disp endi os o, e xige u ma
equipe c o m c ertas c apaci taç ões as q uai s abrangem a legis lação esp ec í f ic a,
os di ver sos ac ordos c omerc iais en tre a s naç ões, a var i aç ão c ambia l das
negoc i aç ões e os órgãos r egu lad ores das duas pon ta s da negoc i aç ão.
Exi ste m pe lo me nos 4 fase s qu e gui a m o proc esso de i mport aç ão:
Ne goc iação, Doc ument al, Fisc al e de Des pac ho/ Nac ionaliz ação.
A par ti r das i nformações apr ese ntadas, a vali e as s en tenç as a se guir que
tr ata m de a ti vidades i nerentes a e ssas fas es:
I Na fase de neg oc iação c om o exportador, é pos vel q ue o e xp ortador
não ac eite os t ermo s da i mp or taç ão e de si sta d a venda.
II Na f ase doc ume nta l da i mpor t aç ão é emiti d a a “ Proforma I nvoi c e que
ate sta q ue e xis te u m acordo entr e e xporta dor e import ador .
III Na f ase Fisc al da impor taç ão, oc or r e a fi scali zaç ão do ti po d a
merc ador ia, pri nc ipalmen te se h á alg u ma medi da ant i dumpi n g vi gen te.
IV Na f ase do Des pacho e Nac ionalizaç ão da merc ador ia a tarefa da
empre sa r esu me-se a reti r ar a mer c adori a que c hegou, seja por aeroport o,
por to, fr onteir a de país vizinho.
É c orreto o que se afir ma e m:
Nota: 20. 0
A
I e II, ape na s.
Vo cê ace rto u!
A alte rnativ a que apre se nta a res posta c o rre ta é a (a) , pois a s a f irma t ivas I e
II desc re vem a s prime iras a tiv idades da fase de importa ç ão e o exportador pode
não ter inte re sse no negóc io ou o importad or pode também , de s ist ir da c ompra,
gera ndo uma negocia ç ã o frustrada.
As alte rna tivas III e IV sã o fa lsa s porque na fa se Fisc a l é a fas e onde são
apura dos os tributos inc identes da importaç ã o, e na fa se de despac ho e
nac iona liza ç ã o a e mpresa precisa re gistrar a De c la raç ã o de Importa ç ão (D. I.)
alé m dos proc edime ntos para na ciona lizar a merc a doria . Ro ta 1 - Te ma 1 .
B
I e III, ape nas.
C
II e II I, ape nas.
D
II e I V, ape nas.
E
III e I V, ape na s.

Questão 2/5 - Sistemática de Importação
O a vanço do c o mérc i o entr e naç ões, o qua l i nic i ou a par ti r das gran des
na veg ações, t em e vo luíd o sis te ma tic amen te de ac or do c o m as mu danças
nos c enári os de negóc i os e f enô me nos soc i ais, ec onô mic os e tec nol ógic os.
Esses a vanç os moder ni z aram a s r elaç ões c omer c i ais e são as princi pais
forç as que mo vi men ta m es se c omp le xo siste ma.
A partir des se en unc iado, ana lise as sen tenç as a segui r e as sina le a
alterna ti va qu e c onté m o s elementos r epr esentati vos das muda nç as des ta
revo lução:
Nota: 20. 0
A
A a lta do dó la r, a me lhora da re nda da pop ula ção, os a va nços tec no ló gicos, a
cr iação dos b locos eco nô mico s, e a d ive rs ifica ção do câ mb io.
B
A ve loc idade na co municação, o fluxo do s cap ita is inte r nac io na is, a q ueda das
barre iras a lfa nde gá r ias, a for mação dos b locos e co nô micos e os a va nços
tec no ló gicos.
Vo cê ace rto u!
A alte rnativ a que aprese nta a re s pos ta co rre ta é a (b) , porque menciona todos os tema s
ele nc a dos por Ludov ic o , (2009) p.4 a prese ntados na c onte xtua liza ç ão da rota 1.
As dema is alterna tivas (a ), (c), (d) e (e ) e stã o incorre tas porque algumas c a ra c testic a s nã o
fazem parte do c omé rc io e xterior c omo um to do, c omo a a lta do dó la r, o f luxo de ca pita is
governamentais , a intens if ic a ç ã o da s propa ganda s nos meios de c omunic a ç ão e a prote ç ão
da moeda. Ro ta 1 Co nte x tualização .
C
O fluxo de cap ita is go ve r na me nta is, a for mão dos b locos ec o nô micos, a me lhor
distr ib uiç ão de re nda, a red ução dos c ustos de p rod ução e a d ivers if icação do
mb io.
D
A inte ns ificação da s propa ga ndas no s me io s de co municação, a a lta do lar, os
ava nço s tec no ló gicos, a q ueda das barr e ira s a lfa nd e gár ias e a fo r m ão dos b locos
econô micos.
E
A q ueda das ba rre iras a lfa nde gá r ias, a for mão de um mer cado co ns umidor forte,
a ve loc idade na co municação, a fo r m ão dos b loco s eco nô micos e pro teção da
mo eda.
Questão 3/5 - Sistemática de Importação
Qu ando se fala e m importaç ão, au to ma tic amen te sa be mos qu e ocorr e
uma re laç ão c omer c i al de produ to ou ser vi ç o f or a do país.
Pr edomi n ante men te a impor tação é d e pr odu to, que abra nge de sde
insumos a té o produ to f inal. No q ue diz r e speit o aos insu mos, i nú mer as

var i áveis po de m d efinir se a imp ortação ser á be néfi c a ou não para a
ec onomia do p aís.
A par ti r do c onte xt o apr esen ta do, ana li se as afir ma ti va s a seguir que
ver sam sobr e es sas vari á vei s.
I I mportar ma téri as-pri mas d e países c om maior abu ndânci a do mat e r ial
dese jad o e revender por u m va lor men or do que o mes mo produ to
dispo ve l no merc ado naci ona l.
II I mpor tar c omp onen te s que agregarão va lor em s eu pr odu to f inal para
reve nder e m seu paí s e t alvez a té e xportar es se c onju nto.
III I mportar ma téri as-pri ma s de menor qua lidad e, di spensand o seus
fornec edores loc ais e xc lusi vos qu e poder ão f ec har suas e mpres as.
IV I mpor tar tecnologi as limpas par a me lhor ar o dese n vo l vi men to do s eu
produto e bai xar seu c ust o operac ional.
São var i á veis benéf ic as par a a economi a loc al:
Nota: 20. 0
A
I e II, ape na s.
B
I e IV, ap e nas.
C
II e II I, ape nas.
D
II e I V, ape nas.
A alte rnativ a que aprese nta a re s pos ta c o rre ta é a (d) . As a lte rna tivas II e IV e stã o c orreta s porque amba s e xe m v ie se s posit iv os em im porta r
insu mos para melhora r a produç ã o loc al.
A alterna tiva I é c onsidera da prejud ic ia l por que promo ve uma c onc orrê ncia desle a l ao produto na cio na l.
A alterna tiva III é c ons idera da prejud ic ia l porq ue promo ve o des empre go. Ro ta 1 - Te ma 1 .
E
III e I V, ape na s.
Questão 4/5 - Cenário Econômico Mundial
De ac ordo c om a globa lizaç ão c omo te ma a tu al, ana li sar as
sen tenças abai xo:
I. A globa li zaç ão po ssibili tou u m a quec i me nto de mer c ado e m todo o mu ndo
e c r i ou possibili dade s de merc ados mais ab ertos à s e mpresa s estrangeir as
em muit as naç ões.
II . Cr ises fi nanc eir as locais r arament e afeta m o merc ado e o c omérc io
e xt er ior pois n ão estão ass oci adas à in vestimentos de situ ações e r isco
ele vado, ger a l men te focando e m u m únic o merc ado.

Quer ver o material completo? Crie agora seu perfil grátis e acesse sem restrições!