4 Conhecimentos Especificos
102 pág.

4 Conhecimentos Especificos


DisciplinaConcursos120.755 materiais197.769 seguidores
Pré-visualização50 páginas
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Didatismo e Conhecimento 1
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS/Assistente em Administração
Adriano Augusto Placidino Gonçalves
Graduado pela Faculdade de Direito da Alta Paulista \u2013 FADAP.
Advogado regularmente inscrito na OAB/SP
Evilin Magalhães.
Administração UNESP Campus Tupã/Pesquisadora. Membro do grupo de pesquisas REAP-Rede de Educação Ambiental da 
Alta Paulista (Projeto de Extensão). Professora do módulo de Informática e inglês na UNATI- Universidade para Terceira Idade. 
Autora e coautora de artigos e resumos expandidos em revistas qualificadas e anais de eventos, notadamente na área a administra-
ção e engenharia ambiental. Ex Consultora Empreender Jr. Consultoria Empresarial e Agronegócios - UNESP Tupã.
1. NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO 
FINANCEIRA: CONCEITOS BÁSICOS, 
TESOURARIA, CONTROLADORIA E 
AUDITORIA; 
É muito discutida pelos autores a origem do termo finanças, entendendo uns que o mesmo provém do latim medieval financia, 
indicando os diferentes meios necessários para a realização das despesas públicas e a consecução dos fins do Estado. 
Outros autores defendem a tese, mais aceita, que a referida palavra emana, no latim medieval, do verbo finire, do qual surgiram 
o verbo finare e o termo finatio, sendo que este teve seu significado mudado através dos tempos. Assim sendo, na Idade Média, em 
um primeiro período, designava decisão judicial,depois multa fixada em juízo e, finalmente, os pagamentos e prestações em geral. 
Posteriormente, por volta do século XIV, os negócios financeiros eram identificados com os negócios monetários em geral, e, ao 
mesmo tempo, dava-se à palavra finanz o significado deprimente de intriga, usura e fraude. 
Em um terceiro período, primeiro na França e depois em outros países, a palavra finanças passou a ser empregada unicamente 
em relação aos re-cursos e despesas do Estado e das comunas. 
Todavia, no âmbito do direito, o termo \ufb01nanças signi\ufb01ca o \ufb01m das operações jurídicas, ou seja, os pagamentos de somas 
em dinheiro. Por outro lado, a expressão \ufb01nanças públicas refere-se aos dinheiros públicos e, por extensão, à sua aquisição, 
administração e emprego.
FINANÇAS PÚBLICAS
Os autores discordam, no entanto, quanto à expressão adequada a ser empregada. Alguns preferem o simples substantivo finança 
ou finanças, sem adição do adjetivo pública ou públicas, por considerá-lo suficiente para indicar \u201co conjunto dos meios de riqueza de 
que se serve o Estado para a consecução dos seus fins\u201d.
Outros autores, no entanto, adotam a expressão finança pública ou finanças públicas por entenderem que o termo finança ou 
finanças é por si só insuficiente, porque significa somente assuntos de dinheiro e sua administração, enquanto o termo finanças públi-
cas, em seu sentido moderno, pressupõe a existência de uma economia de dinheiro. 
Todavia, Hugh Dalton reconhece que, embora a despesa pública consista, em regra, em pagamentos em dinheiro, existem \u201cduas 
espécies de receitas públicas não expressas em dinheiro, que são: a) certos serviços de pessoas não pagos em dinheiro; e b) o paga-
mento de certos impostos por outros meios que não em dinheiro. Alguns desses serviços gratuitos são prestados voluntariamente aos 
poderes públicos, outros por força da lei. Exemplos dos primeiros, na Inglaterra, são serviços para a magistratura e para empresas. 
Exemplos dos últimos são os serviços do júri e as obrigações que têm todos os cidadãos, de acordo com a Common Law (Lei Civil), 
de ajudar na remoção da neve das ruas, na extinção de incêndios e na ajuda à polícia na perseguição a assassinos e ladrões. 
Uma forma mais importante de serviços em muitas comunidades modernas é o serviço militar obrigatório. Mas este é pago, em-
bora numa base muito mais baixa do que seria necessário, a fim de obter um montante igual de serviço voluntário pago\u201d.
Face às razões expostas, entendemos ser o termo finança insuficiente para compreender a atividade financeira do Estado, pelo que 
deve vir acompanhada do adjetivo pública. 
Didatismo e Conhecimento 2
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS/Assistente em Administração
FINANÇAS PÚBLICAS NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1.988
A Constituição é a LEI MAIOR do Estado, organização político-jurídica, que materializa seus atos por meio dos Poderes Legis-
lativo, Executivo e Judiciário, inobstante outras atividades paralelas que também são atividades próprias do Estado.
No que diz respeito às Finanças Públicas, o Estado, para manifestar seus atos como referido acima, tem primeiro como alvo o 
INTERESSE PÚBLICO, segundo, por conseqüência, gera gastos, ou despesas, que serão atendidas quando o Estado arrecade re-
ceitas. É assim simples, todo mundo só pode gastar o que ganha, senão causa déficit ou saldo negativo. Com o Estado idem. Daí, o 
papel da CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL (CF/88) para regular a ATIVIDADE FINANCEIRA 
DO ESTADO e seu arcabouço jurídico. Eis o objeto do Direito Financeiro.
O Título VI, da CF/88, denominado \u201cDA TRIBUTAÇÃO E DO ORÇAMENTO\u201d, divide-se em dois capítulos, quais sejam:
\u201c- O capítulo I \u2013 Do Sistema Tributário Nacional (arts 145 a 162);
- O capítulo II \u2013 Das Finanças Públicas (arts. 163 a 169).\u201d
O capítulo II, do Título VI, da CF/88 é subdividido em duas seções:
I \u2013 NORMAS GERAIS (arts 163 e 164);
II \u2013 DOS ORÇAMENTOS (arts. 165 a 169). Notando-se que o orçamento, como tematiza o citado título, é um subitem das 
Finanças Públicas.
É bom ressaltar que a temática \u201cFinanças Públicas\u201d extrapola os arts. referidos acima, já que há vários dispositivos reguladores 
da ATIVIDADE FINANCEIRA DO ESTADO em outras seções na CF/88, objeto do Direito Financeiro. Só a título de exemplo o art. 
52, V, da CF/88, que atribui privativamente ao Senado a competência para autorizar operações externas de natureza financeira, de 
interesse da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios.
É preciso entender o que significa \u201cFinanças Públicas\u201d, posto que é relevante este tema na CF/88.
As várias atividades exercidas pelo Estado, independentemente do seu elemento sócio-ideológico, geram despesas que levam o 
Estado a arrecadar receitas, seja da exploração do seu próprio patrimônio, como a cobrança de aluguel ao particular que faça contrato 
de locação de imóvel de seu domínio; seja por meio do poder de império do Estado, quando impõe obrigação ao particular de pagar 
em forma de tributo, a favor do Poder Público, como exemplo o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Esta 
atividade juridicamente regulada é objeto do Direito Financeiro.
Tudo que gira em torno da atividade financeira do estado, como sua legislação, processo de elaboração e aplicação, os limites 
dos gastos fixados no Orçamento, as punições advindas do desrespeito à responsabilidade fiscal, o controle financeiro da execução 
do orçamento, a elaboração das leis orçamentárias (art. 165, CF/88, PLANO PLURIANUAL \u2013 PPA; LEI DE DIRETRIZES ORÇA-
MENTÁRIAS \u2013 LDO; E LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - LOA), relaciona-se às finanças públicas.
O ordenamento jurídico nacional que regula a atividade financeira do estado se sustenta no tripé: (I) CF/88, (II) Lei n. º 4.320/64 
ou Lei da Contabilidade Pública (estatui normas gerais de Direito Financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanços 
da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal) e (III) Lei Complementar n. º 101/00 (Lei de Responsabilidade Fiscal 
\u2013 LRF estabelece normas de finanças públicas na gestão fiscal).
Chama-se atenção para o processo legislativo das normas jurídicas primárias, e posteriormente o papel de cada uma no Direito 
Financeiro. Para tal vale analisar os arts. 24 e 59 da CF/88. 
\u201cArt.24. Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal legislar concorrentemente sobre:
I \u2013 direito tributário, financeiro, penitenciário, econômico e urbanístico;
II \u2013 orçamento;
...
§ 1. º No âmbito da legislação concorrente,
Anderson
Anderson fez um comentário
Boa noite, amigo tem como vc me enviar esse especifico
0 aprovações
Larissa
Larissa fez um comentário
Muito bom esse material
0 aprovações
Will
Will fez um comentário
material excelente!
1 aprovações
Caio
Caio fez um comentário
Como baixa s p
0 aprovações
Gilmar
Gilmar fez um comentário
Como baixar esse material?
0 aprovações
Carregar mais