A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
267 pág.
Controle de vocabulário   Recuperação da informação   Arquivologia   Aguiar

Pré-visualização | Página 2 de 50

compose the vocabulary control elaboration (documentary process) and the controlled vocabulary 
(documentary product) under the archivist view. In a close-search approach of quality nature tries to 
review, from the dialogue with the Information Science, particularly with the Organization and 
Information Treatment area, with the purpose of learning the main postulates theoretical-conceptual 
and methodologies to assist the construction of this process. Shows evolutive stage of thinking and 
archivist making, aiming at understanding the social-historical movement of its area, schemes a 
brief systematization distinguishing some differences and institutional similarities among: Archives, 
Libraries and Documentation Cores. It is also shown the chief contributions of Documentation 
Movement in the deconstruction of paradigms and its impact in the organization practices and 
information treatment. Reviews the concept evolution of triad: Archive, document and information 
since custodial paradigm to post-custodial, moreover delimits reputably the particularities of 
archivist information. Emphasizes the need to understand the archivist institutions as to information 
system in the informational perspective imposed by the context of post-modernity, with eminence to 
theoretic-concepts implications related to representation process and recovery of documental 
contents trying to delimit reputably the elements: documents, data, information and knowledge as a 
matter of management in the recovery information system. Approaches the framework theoretical-
conceptual concerning to organization process, representation and recovery of archivist 
information. Schemes some considerations as for the legitimate of subject/theme, as access point 
to permanent files. Shows a brief contribution to General Terminology Theory, in order to, contribute 
to the vocabulary control process, Moreover, systemize a short historic and theoretical-conceptual 
course of controlled vocabulary (documentary product). At last, presents prepositions in search for 
a methodology to the development of Controlled vocabularies in the archivist scope. It follows that 
the control of vocabulary and the controlled vocabulary contemplate recourses and methodological 
devices to assist the organization and treatment of archivist information. 
 
KEYWORDS: Functional Thesaurus, Science Archival, Science Information, Control Vocabulary; 
Controlled vocabulary; Organization and Information Treatment Archivistical. 
 
 
LISTA DE FIGURAS 
Figura 1. Círculo Vicioso das Instituições Arquivos....................................................................32 
Figura 2. Mudanças de Paradigmas...........................................................................................33 
Figura 3. Evolução conceitual do documento arquivístico..........................................................97 
Figura 4. Componentes de um sistema de recuperação de informação...................................114 
Figura 5. Componentes sócio-organizativos de um sistema de informação.............................138 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
LISTA DE TABELAS 
Tabela 1. Diferenças e semelhanças entre Arquivologia e Biblioteconomia............................40 
Tabela 2. Dados, Informação, Conhecimento.......................................................................120 
Tabela 3. Níveis de análise e tipo de instrumento de pesquisa.............................................167 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS 
ADI = Association Documentation and Information 
CDD = Classificação Decimal de Dewey 
CDU = Classificação Decimal Universal 
CI = Ciência da Informação 
CIA = Conselho Internacional de Arquivos 
IIB = Instituto Internacional de Bibliografia 
IFLA = International Federation of Library Associations 
FID = Federação Internacional de Informação e Documentação 
ISAD (G) = International Standard 
ISAAR(CPF) = International Standard Archival Authority Record for Corporate Bodies, 
Persons and Families 
LDs = Linguagens Documentárias 
NATIS = Nationals Information Scientific 
OC = Organização do Conhecimento 
PI = Profissional da Informação 
TIC = Tecnologia de Informação e Informação 
RBU = Repertório Bibliográfico Universal 
RAMP = Programa de Gestão de Documentos e dos Arquivos 
RI = Recuperação da informação 
SLA = Special Libraries Association 
SRI = Sistema de Recuperação da Informação 
TIC = Tecnologia de Informação e Informação 
UNESCO = Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a 
Cultura. 
 
 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
INTRODUÇÃO ............................................................................................................. ..14 
 
1 ARQUIVOS, BIBLIOTECAS E CENTROS DE DOCUMENTAÇÃO: UM DIÁLOGO 
POSSÍVEL ................................................................................................................... . 26 
1.1 Arquivos Bibliotecas e Centros de Documentação: a informação como 
 elemento integrador .......................................................................................... . 26 
1.2 Momentos e movimentos do fazer e do pensar arquivístico: evolução e 
tendências ......................................................................................................... . 47 
1.3 A contribuição da Documentação na (des)construção de paradigmas: do 
imobilismo documental ao dinamismo informacional ......................................... . 64 
 
2 CONSIDERAÇÕES TEÓRICO-CONCEITUAIS DA INFORMAÇÃO 
 ARQUIVÍSTICA ........................................................................................................... . 73 
2.1 Do binômio documento-arquivo ao paradigma da informação arquivística......73 
 
3 SISTEMAS DE RECUPERAÇÃ0 DA INFORMAÇÃO ARQUIVÍSTICA: EM BUSCA DE 
UMA ABORDAGEM SISTÊMICA ................................................................................ ..104 
3.1 Sistemas Representacionais da Recuperação da Informação: uma visão a partir 
da Ciência da Informação...................................................................................... 104 
3.2 Documentos, dados, informação e conhecimento: objetos de gestão dos 
sistemas de recuperação da informação: considerações teórico-conceituais.......117 
3.3 Uma visão sistêmica das instituições arquivísticas ...................................... ..131 
 
4 PRINCÍPIOS E FUNDAMENTOS DA ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DA 
INFORMAÇÃO ARQUIVÍSTICA .................................................................................. ..146 
4.1 Fundamentos da organização e tratamento da informação na visão da CI.... 146 
4.2 Organizações e Representação da Informação Arquivística: princípios 
teóricos, conceituais e metodológicos................................................................ ..153 
4.3 A análise Documentária como orientação metodológica para a organização e 
representação da informação arquivística ......................................................... ..181 
4.4 Ativando a informação temática nos arquivos permanentes........................ ..189 
 
5 O CONTROLE DE VOCABULÁRIO COMO DISPOSITIVO METODOLÓGICO PARA A 
ORGANIZAÇÃO, REPRESENTAÇÃO E RECUPERAÇÃO DA INFORMAÇÃO 
ARQUIVÍSTICA ............................................................................................................

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.