A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
63 pág.
APOSTILA

Pré-visualização | Página 5 de 9

apoio financeiro a empresas exportadoras em geral, a custos vantajosos.
O mercado de crédito é constituído, basicamente, pelos bancos comerciais e múltiplos.
Mercado de capitais
O mercado de capitais é a grande fonte de recursos de longo prazo para investimentos pelos agentes econômicos. 
No mercado de capitais, destaca-se a possibilidade de captação direta de fundos pelas empresas, sem intermediação, com prazos de vencimento indeterminados – ou seja, operações de emissão e subscrição de ações. 
As principais modalidades de operações ofertadas no mercado de capitais nacional e internacional incluem:
financiamento para capital de giro;
operações de repasse de recursos internos e externos;
arrendamento mercantil – leasing financeiro e lease-back;
oferta pública de ações e debêntures;
securitização de recebíveis.
Mercado de câmbio
No mercado de câmbio:
São negociadas moedas estrangeiras conversíveis em moeda local pelas instituições credenciadas pelo Banco Central do Brasil. 
Demandam moeda estrangeira os importadores, os investidores internacionais e as empresas multinacionais que necessitem remeter capitais, juros e dividendos.
Ofertam moedas estrangeiras os exportadores, os tomadores de empréstimos, os turistas.
6.4 Síntese da unidade
A seguir, navegue pelo mapa conceitual que sintetiza o conteúdo desta unidade. Clique e arraste os itens de conteúdo para visualizar as ramificações dos assuntos.
UNIDADE 7
Mercado de Ações
A principal bolsa de valores do Brasil é a Bolsa de Valores de São Paulo – Bovespa –, com mais de 110 anos de existência.
7.1 Companhia aberta
Uma companhia é considerada aberta quando promove a colocação de valores mobiliários em bolsas de valores ou no mercado de balcão.
As companhias abertas devem cumprir com diversos requisitos, definidos na Lei das Sociedades Anônimas e nas regulamentações da Comissão de Valores Mobiliários – CVM –, com o objetivo de garantir a confiabilidade das informações e demonstrações financeiras divulgadas.
Comentário
Tipo de mercado em que são negociadas ações de empresas que não têm autorização para operar na Bolsa de Valores.
Serve como um estágio para aquelas que querem ter suas ações negociadas, mas que ainda não possuem porte econômico para registro na Bolsa – o que resultaria em custos para a companhia. Essas operações não ocorrem em um determinado lugar; são realizadas por telefone ou por sistema eletrônico de negociação entre instituições financeiras.
Abertura de capital
As operações de abertura de capital precisam ser autorizadas pela CVM – órgão fiscalizador do mercado de capitais brasileiro que também registra e autoriza a emissão de valores mobiliários para distribuição pública.
O lançamento de ações de uma empresa pela primeira vez é feito no chamado mercado de oferta pública inicial – ou initial public offering/IPO-market –, um subsegmento do mercado primário, no qual as companhias levantam capital novo. 
Ocorrido o lançamento, as ações passam a ser negociadas no mercado secundário, identificado, principalmente, com as bolsas de valores. 
Aqui as transações ocorrem entre investidores, não acarretando recursos para a empresa.
.2 Ações
Dentre os valores mobiliários, destacam-se as ações, importantes fontes de capital para as companhias, com características muito específicas no que tange a sua emissão e a outras responsabilidades.
Ações são títulos nominativos negociáveis, que representam, para quem as possui, frações do capital social de uma empresa.
O acionista não é um credor da companhia, mas um coproprietário, com direito à participação em seus resultados.
Tipos de ações
As ações podem ser:
Ordinárias
Preferenciais
Ordinárias
Concedem a seus titulares o poder de voto nas assembleias deliberativas da companhia.
Comentário
Clique no ícone para acessar um comentário sobre mercado primário e mercado secundário.
7.3 Rendimento das ações
Os proventos das ações são variáveis, dependendo, principalmente, dos resultados apurados pela sociedade emitente, das condições de mercado e da economia em geral. 
As remunerações e os direitos proporcionados pelas ações são: 
dividendos 
Parcela do lucro líquido apurado em determinado exercício social e distribuída, em dinheiro, aos acionistas, na proporção da quantidade de ações detida. No Brasil, as companhias devem distribuir, no mínimo, 25% de seu lucro líquido, após alguns ajustes.
juros sobre o capital próprio 
No Brasil, as empresas podem optar por remunerar seus acionistas pelo pagamento de juros calculados sobre o capital próprio, com a vantagem de abatê-los da base de cálculo do imposto de renda. Há, contudo, limitações e condições previstas na legislação para essa forma de distribuição de resultados.
bonificação em ações 
Quando ocorre a elevação do capital social por incorporação de reservas patrimoniais, as companhias podem emitir novas ações e distribuí-las, gratuitamente, aos acionistas, na proporção das ações já possuídas.
valorização 
Quando ocorre a elevação do capital social por incorporação de reservas patrimoniais, as companhias podem emitir novas ações e distribuí-las, gratuitamente, aos acionistas, na proporção das ações já possuídas.
direitos de subscrição 
Os acionistas têm o direito de adquirir todo o aumento de capital na proporção das ações possuídas. Além de garantir a manutenção da mesma participação no capital total, esse direito pode significar ganho adicional, dependendo das condições de lançamento. Se não exercido, o direito pode ser vendido no mercado a terceiros.
7.4 Mercado eficiente
Do ponto de vista dos investidores, importa que as ações tenham liquidez. Ou seja, que possam ser negociadas com facilidade.
Isso ocorre se o mercado acionário é bastante ativo, contando com a existência de bolsas de valores organizadas e outras instituições de apoio, tais como corretoras e distribuidoras de valores.
Do ponto de vista do administrador financeiro, um mercado de ações eficiente garante que o preço das ações da empresa se ajuste a informações novas e relevantes tão logo se tornem disponíveis para os participantes.
Criação de valor
Os mercados de ações eficientes exercem um papel-chave no processo de criação de valor.
Assim que uma empresa anuncia uma decisão que leva os participantes do mercado a interpretarem que ela teve um valor presente líquido positivo, o valor de mercado da empresa deve subir por um montante equivalente a essa estimativa. 
7.5 Mercado brasileiro de ações
A principal bolsa de valores do Brasil é a Bolsa de Valores de São Paulo – Bovespa –, com mais de 110 anos de existência.
Lá são negociadas ações à vista e a termo, e também opções sobre ações.
Pela concentração das negociações em um número restrito de ações e pelo tipo de ações em circulação, são muitas as críticas ao mercado de ações brasileiro, principalmente, em relação ao baixo número de empresas de capital aberto.
Comparados com os mercados de ações de países desenvolvidos, é inegável que ainda somos pequenos.
Entretanto, não devemos menosprezar certos fatores, tais como:
o grau de evolução do mercado de ações brasileiro nos últimos anos;
o aprimoramento institucional e da legislação pertinente; 
a crescente sofisticação das empresas abertas e dos participantes de mercado. 
Comentário
Clique no ícone para acessar um comentário sobre Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros.
BM&FBovespa é uma companhia de capital aberto formada em maio de 2008, a partir da integração das operações da Bolsa de Valores de São Paulo – Bovespa – e da Bolsa de Mercadorias & Futuros – BM&F –, sendo a principal instituição brasileira de intermediação para operações do mercado de capitais e a única bolsa em operação no Brasil.
Ali são regularmente negociados ações de companhias abertas, opções sobre ações, direitos e recibos de subscrição, bônus de subscrição e quotas de fundos, debêntures e notas promissórias. O segmento BM&F responde pela negociação de mercadorias, derivativos de índices, taxa de juros, câmbio e

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.