aquisicao medicamentos ms
47 pág.

aquisicao medicamentos ms


DisciplinaPraticas Farmacêuticas no Sus12 materiais88 seguidores
Pré-visualização10 páginas
1
MINISTÉRIO DA SAÚDE 
Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos 
 
 
 
 
 
 
AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS 
PARA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA 
NO SUS 
Orientações Básicas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Brasília \u2013 DF 
2006 
2005 
 
De
pa
rt
am
en
to
 d
e 
 A
ss
is
tê
nc
ia
 F
ar
m
ac
êu
ti
ca
 e
 
In
su
m
os
 E
st
ra
té
gi
co
s 
 
 
2
 
 
2006. Ministério da Saúde. 
É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e 
que não seja para venda ou qualquer fim comercial. 
 
A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra é do 
Departamento de Assistência Farmacêutica/Secretaria de Ciência e Tecnologia e 
Insumos Estratégicos/MS 
 
O documento pode ser acessado, na íntegra, na Biblioteca Virtual do Ministério da 
Saúde: http://www.saude.gov.br/bvs e Portal do DAF. 
O conteúdo desta e de outras obras da Editora do Ministério da Saúde pode ser 
acessado na página: http://www.saude.gov.br/editora 
 
Edição, distribuição e informações-MINISTÉRIO DA SAÚDE 
 
Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos 
Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos 
Coordenação Geral de Acompanhamento Monitoramento e Avaliação da 
Qualidade de Produtos e Serviços Farmacêuticos 
Esplanada dos Ministérios Bloco G - Ed. Sede- 8º andar- sala 820-CEP: 70058-
900 \u2013 
Brasília-DF; Fone: (061) 3315-31-01 ; Fax: 3315-32-76 
 
 
 
 
 
 
3
Colaboradores e revisão técnica 
Ana Márcia Messeder Sebrão - DAF/SCTIE/MS 
André Luiz Abreu Porto \u2013 DAF/SCTIE/MS 
Dirceu Brás Aparecido Barbano \u2013 DAF/SCTIE/MS/ 
Luciene Alice da Silva \u2013 DAF/SCTIE/MS 
Manoel Roberto da Cruz Santos \u2013 DAF/SCTIE/MS 
Marta Aglaé Pinto \u2013 DAF/SCTIE/MS 
Odete Carmen Gialdi \u2013 DAF/SCTIE/MS 
Rosa Fernanda Ignácio \u2013 DAF/SCTIE/MS 
 
 
4
Sumário 
 
CAPÍTULO -1 .......................................................................................................... 8 
1- AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS............................................................. 9 
1.1 - O QUE COMPRAR? SELEÇÃO DOS MEDICAMENTOS ....................... 9 
1.2. QUANTO E QUANDO COMPRAR? A PROGRAMAÇÃO DE COMPRAS
....................................................................................................................... 10 
1.3 - COMO COMPRAR? A MODALIDADE DE COMPRAS.......................... 11 
CAPÍTULO -2 ........................................................................................................ 14 
2-LICITAÇÃO................................................................................................. 15 
2.1 - MODALIDADES DE LICITAÇÃO ........................................................... 15 
2.2 - PREGÃO................................................................................................ 17 
2.3 - FASES DA LICITAÇÃO ......................................................................... 17 
2.4 - FASES DA MODALIDADE DE LICITAÇÃO DENOMINADA PREGÃO . 18 
2.5 - REGISTRO DE PREÇOS ...................................................................... 21 
2.6 - ATO CONVOCATÓRIO \u2013 EDITAL......................................................... 22 
2.7 AQUISIÇÕES SEM LICITAÇÃO .............................................................. 25 
2.8 CASOS DE DISPENSA DE LICITAÇÃO MAIS UTILIZADOS NA 
AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS ............................................................... 26 
2.9 CASOS DE INEXIGIBILIDADE MAIS UTILIZADOS NA AQUISIÇÃO DE 
MEDICAMENTOS.......................................................................................... 27 
 
 
5
2.10 AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS POR DISTRIBUIDORAS E 
FARMÁCIAS .................................................................................................. 27 
3. CUIDADOS A SEREM OBSERVADOS NA COMPRA e RECEBIMENTO 
DE MEDICAMENTOS ....................................................................................... 30 
CAPÍTULO-3 ......................................................................................................... 33 
Financiamento da Assistência Farmacêutica no SUS........................................... 33 
1. COMPONENTE DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA BÁSICA................ 34 
2. COMPONENTE DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA ESTRATÉGICA.... 36 
3. COMPONENTE DE MEDICAMENTOS DE DISPENSAÇÃO 
EXCEPCIONAL ................................................................................................. 36 
4. COMPONENTE DE ORGANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA
........................................................................................................................... 37 
ANEXO I................................................................................................................ 39 
Legislação Sanitária Vigilância as Licitações Públicas.......................................... 39 
ANEXO II............................................................................................................... 41 
COMUNICAÇÃO COM OS LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS OFICIAIS ...... 41
 
 
6
 
Apresentação 
O Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos do 
Ministério da Saúde (DAF/SCTIE/MS), em sua atual política de fortalecimento da 
Gestão de Assistência Farmacêutica, com prioridade na Organização e 
Estruturação dos Serviços Farmacêuticos, por meio da Coordenação Geral de 
Acompanhamento Monitoramento e Avaliação da Qualidade de Produtos e 
Serviços Farmacêuticos, está elaborando um conjunto de documentos: Série 
Publicações Técnicas, Informativas e Didáticas do DAF, para dar suporte 
técnico ao processo de gestão da Assistência Farmacêutica e subsidiar os 
profissionais que atuam na área, na melhoria de desempenho das suas atividades. 
Com a finalidade de contribuir com a melhoria das compras de 
medicamentos na rede púbica de saúde e atender à demanda na área, 
disponibilizamos este documento com informações práticas, objetivas e 
atualizadas, para todos os profissionais envolvidos com a Assistência 
Farmacêutica, especialmente aqueles que participam de processos de licitação 
nas secretarias estaduais e municipais de saúde, gestores e assessores jurídicos. 
Possibilita aos interessados do setor público a melhoria contínua e qualificada do 
processo de aquisição de medicamentos, indicando alternativas viáveis para maior 
racionalidade nos custos e agilidade nos processos de compras. 
Espera-se, com a apropriação e a aplicação desses conhecimentos, 
estabelecer um processo de compras mais adequado e eficiente, atendendo às 
reais necessidades dos serviços de saúde, para qualificação do acesso da 
população aos medicamentos no SUS. 
 
 
 
Dirceu Brás Aparecido Barbano 
Diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica 
 
 
7
 
 
Introdução 
O processo de descentralização da Assistência Farmacêutica, ao 
promover a gestão local dos recursos financeiros e da operacionalização da 
aquisição de medicamentos, avança na direção de um dos eixos que estruturam a 
organização do Sistema Único de Saúde (SUS) e, ao mesmo tempo, evidenciou 
limites e dificuldades concernentes ao seu processo de implantação. 
O medicamento é um insumo estratégico de suporte às ações de saúde, 
cuja falta pode significar interrupções constantes no tratamento, o que afeta a 
qualidade de vida dos usuários e a credibilidade dos serviços farmacêuticos e do 
sistema de saúde como um todo. 
Esta publicação, da Coordenação Geral de Acompanhamento, 
Monitoramento e Avaliação da Qualidade de Produtos e Serviços Farmacêuticos, 
se propõe a levar as informações mais prementes sobre o tema, com o intuito de 
manter um