A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
POLUIÇÃO HÍDRICA!

Pré-visualização | Página 1 de 2

POLUIÇÃO AMBIENTAL 
POLUIÇÃO HÍDRICA 
Prof. Instrutor(a): Loarena Leal Cruz 
Acadêmicos: Jelman 
 Jisane 
 Sergio 
 Gleiciane 
Faculdade Metropolitana – Engenharia Civil 
Sumário 
1. Introdução 
2. Caracterização (Contextualização geral) 
3. Causas da Poluição 
4. Consequências da Poluição 
5. Poluição x Saúde 
6. Poluição x Construção Civil 
7. Problemáticas existentes em Marabá 
8. Poluição x Políticas Públicas / Legislação Existente 
9. O que fazer para Minimizar / Soluções adotadas 
10. Conclusão 
11. Referências Bibliográficas 
1. Introdução 
• Poluição: Degradação das características físicas ou químicas do ambiente, 
seja ela por meio da remoção ou da adição de elementos que afetem de forma 
desfavorável as condições sanitárias e estéticas do ambiente, ou que lancem 
materiais e energias em desacordo com os padrões pré estabelecidos 
naturalmente. 
 
• Poluição Hídrica: Processo de deposição de rejeitos ou contaminação da 
água, ela estando em qualquer tipo de localidade. 
 
 Oceanos; 
 Rios; 
 Lençóis freáticos; 
 Lagos/ Açudes. 
2. Contextualização 
• Biológica : Quando os corpos de água possuem micro organismos patogênicos tais 
como bactérias, vírus, vermes e protozoários oriundos de esgotos domésticos e 
industriais; 
 
• Química : Quando os corpos de água são contaminados por resíduos químicos 
geralmente oriundos dos processos industriais. Dentre os tipos de poluições hídricas 
esse é o mais problemático, pois seus efeitos podem ser bem sutis e serem difíceis de 
serem detectados; 
 
• Sedimentar : quando existe acumulo de partículas em suspensão na água. Essas 
partículas podem ser de solo ou de produtos insolúveis de origem orgânica ou 
inorgânica. 
Principais tipos de Poluição Hídrica 
3. Causas da Poluição Hídrica 
• A ação humana é a principal responsável pela poluição da água. E as principais 
fontes de poluição são: Atividade agrícola, domésticas e industriais. 
 
• Atividade agrícola: É potencialmente poluidora pelo uso de pesticidas e fertilizantes 
químicos que podem se infiltrar no solo e acabar atingindo o lençol freático e esses 
produtos possuem substancias muito nocivas aos seres vivos e ao meio ambiente. 
 
• Atividades industriais : as indústrias geram vários tipos de resíduos nocivos e 
grande parte das vezes esses resíduos são descartados de forma inadequada 
chegando aos esgotos e por fim nos nossos corpos aquáticos. 
 
3. Causas da Poluição Hídrica 
• Atividades domésticas: Tem destaque para a má instalação dos aterros sanitários e 
lixões a céu aberto que com a produção do chorume acabam por atingir o lençol 
freático, e da mesma forma os esgotos que acabam sendo lançados no ambiente 
sem nenhuma forma de tratamento. 
 
 
4. Consequências da Poluição Hídrica 
• O lançamento de substancias físicas e químicas na água é prejudicial 
para a vida aquática, de animais e plantas. Quando as condições 
químicas da água são alteradas ela não é adequada para o consumo e 
pode resultar em doenças. 
 5. Poluição Hídrica x Saúde 
• Um grande número das doenças que conhecemos hoje em dia podem ser 
transmitidas por contaminação dos nossos corpos de água. Esses números são tão 
importantes que podemos classificar ela como um meio universal para a transmissão 
de doenças. 
 
• A água é o nosso bem mais vital, e quando ela está poluída e em condições 
improprias se torna o pior veneno que se pode conhecer, não só para os seres 
humanos mais para todos os tipos de seres vivos e ecossistemas existentes 
5. Poluição Hídrica x Saúde 
 
As principais doenças que podem ser transmitidas pela água contaminada são : 
 
• Hepatite; 
• Leptospirose; 
• Disenteria. 
 
6. Poluição Hídrica x Construção Civil 
 
 
 
• A indústria da construção civil é uma das principais fontes de poluição da água; 
• Responsável pelo maior número de incidentes de poluição hídrica que qualquer outra 
indústria; 
• Os impactos ambientais nas águas mais comuns ocasionados pela ação de canteiros de obra 
são: a alteração da qualidade das águas superficiais e subterrâneas, a alteração dos 
regimes de escoamento e, por fim, a escassez da água. 
 
 
6. Poluição Hídrica x Construção Civil 
 
 
 
• As fontes de poluição da água nos locais de construção incluem: 
 Diesel; Óleo; Tintas; Solventes; Produtos de limpeza; 
 E outros produtos químicos nocivos, além de restos de construção e sujeira, gerados e 
descartados de forma incorreta. 
• Lodo e lama gerados pelas construções também poluem cursos de água naturais, o que 
restringe a passagem da luz solar e prejudica a vida aquática. 
Dois Vazamentos no principal oleoduto do Peru, 
levaram à contaminação de dois rios do país. 
Vazamento de produto químico dentro de Rio Castelo / ES 
7. Problemáticas existentes em Marabá 
• Óxidos e chuva ácida: 
São compostos e apresentam um caráter covalente, formados por 
ametais, e produzem ácidos ao entrarem em contato com a água e 
o resultado é a “chuva ácida”; 
• Saneamento básico: 
Falta de tratamento de efluente doméstico e industrial; 
Destinação de lixo em locais inadequados; 
• Falta de conscientização. 
 
 
 
 
8. Poluição Hídrica x Politicas Públicas / Legislação 
existente 
0,00%
20,00%
40,00%
60,00%
80,00%
100,00%
MUNICIPIOS C/ REDE
DE ESGOTO
MUNICIPIOS C/
TRATAMENTO DE
ESGOTO
13,00% 8,00% 
87,00% 92,00% 
Brasil - Região Norte 
Rede de Esgoto e Tratamento 
• Viabilidade de implantação de ETE’s (estações de 
tratamento de Esgoto); 
• Gestão de verbas públicas; 
 
 
 
8. Poluição Hídrica x Politicas Públicas / Legislação 
existente 
• Muitas leis brasileiras tratam sobre os recursos hídricos. 
• Legislação Federal, há que se citar o Código de Águas (Lei 24.643 de 10 de julho de 1934), 
alterado por leis posteriores, na maioria dos casos para ampliar a força de seus preceitos. 
• O Código Florestal (12.651/2012) tem preceitos especiais para a proteção das matas ciliares ou 
protetoras das águas. 
• Outra Lei importante é a Lei da Natureza ou dos Crimes Ambientais (Lei 9.605 de 12 de fevereiro 
de 1998), que declarou como crime “causar poluição hídrica” em cursos de água de 
abastecimento publico. 
• Existem preceitos na Constituição Federal e nas Constituições Estaduais, nas leis federais, 
estaduais e municipais, que definem os usos e a proteção dos recursos hídricos de cada região 
brasileira. 
• Portanto, nossos recursos hídricos apresentam tantos problemas, devido os mecanismos de 
fiscalização e controle, pela falta de conhecimento da população sobre a importância de sua 
proteção, e da gravidade que os maus usos trazem para as disponibilidades deste bem precioso 
às gerações futuras. 
• 
 
 
8. Poluição Hídrica x Politicas Públicas / Legislação 
existente 
• Existem preceitos na Constituição Federal e nas Constituições Estaduais, nas leis federais, 
estaduais e municipais, que definem os usos e a proteção dos recursos hídricos de cada região 
brasileira. 
• Não é por falta de leis que nossos recursos hídricos apresentam tantos problemas. 
• É devido os mecanismos de fiscalização e controle, pela falta de conhecimento da população 
sobre a importância de sua proteção, e da gravidade que os maus usos trazem para as 
disponibilidades deste bem precioso às gerações futuras. 
 
 
 
9. O que fazer para minimizar? 
• Leis mais severas; 
• Saneamento básico (coleta e tratamento de lixo e rede esgoto antes da destinação em rios 
e mares); 
• Evitar queimada em mata ciliar; 
• Promover medidas de controle e fiscalização; 
• Realizar o manejo correto

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.