AV1   02   MATERIAL DIDÁTICO   RECUPERAÇÃO JUDICIAL   PARTE1
3 pág.

AV1 02 MATERIAL DIDÁTICO RECUPERAÇÃO JUDICIAL PARTE1

Pré-visualização1 página
1 Material Professora Raquel Aragão 
RECUPERAÇÃO JUDICIAL 
 
1. Conceito 
Conjunto de atos, cuja prática depende de 
concessão judicial, com objetivo de superar as 
crises de empresas viáveis. 
Ato privativo da sociedade empresária. 
a. Série de atos 
b. Consentimento dos credores 
c. Concessão judicial 
d. Superação da crise 
e. Manutenção das empresas viáveis 
 
2. Objetivos 
Art. 47, Lei 11.101/2005 (LF) 
a. Manutenção da fonte produtora 
b. Manutenção do emprego dos 
trabalhadores 
c. Preservação do interesse dos credores 
 
3. Natureza jurídica 
Ato complexo \u2013 natureza processual e 
contratual 
 
4. Autor do pedido 
Art. 1º c/c art. 48, §1º, LF 
OBS.: Excluídos (art. 2º, LF) 
 
5. Requisitos 
Art. 48, LF 
- devidamente registrado há mais de dois anos; 
I \u2013 não ser falido e, se o foi, estejam declaradas extintas, por 
sentença transitada em julgado, as responsabilidades daí 
decorrentes. 
II \u2013 não ter, há menos de cinco anos, obtido concessão da 
recuperação judicial 
III \u2013 não ter, há menos de cinco anos, obtido concessão da 
recuperação judicial com base no plano especial aplicável às ME e 
EPP 
IV \u2013 não ter sido condenado ou não ter, como administrador ou 
sócio controlador, pessoa condenada por qualquer dos crimes 
previstos nesta Lei (Crimes falimentares) 
 
 
Fases da 
Recuperação 
Judicial 
Postulatória \u2013 
petição inicial ao 
despacho de 
processamento. 
Deliberativa \u2013 do 
despacho de 
processamento até 
a decisão 
concessiva do 
benefício. 
Executória \u2013 da 
decisão concessiva 
até a sentença de 
encerramento. 
 
2 Material Professora Raquel Aragão 
6. Foro competente 
Art. 3º, LF 
 
7. Pedido 
7.1. Petição inicial 
Art. 51, LF 
Segue Rito Especial constante na LF. 
Requisitos Formais e Estruturais 
 
Enunciado 78 da II Jornada de Direito Comercial \u2013 o pedido de 
recuperação judicial deve ser instruído com a relação completa de todos 
os credores do devedor, sujeitos ou não à recuperação judicial, inclusive 
fiscais, para um completo e adequado conhecimento da situação 
econômico-financeira do devedor. 
 
7.2. Deferimento do processamento do pedido de RJ 
 Art. 52, LF 
Sumula 264 STJ \u2013 é irrecorrível o ato judicial que apenas manda 
processar a concordata preventiva. 
Enunciado 52 da I Jornada de Direito Comercial do CJF \u2013 a decisão 
que defere o processamento da recuperação judicial desafia agravo de 
instrumento. 
Enunciado 54 da I Jornada de Direito Comercial do CJF \u2013 o 
deferimento do processamento da recuperação judicial não enseja o 
cancelamento da negativação do nome do devedor nos órgãos de proteção 
ao crédito e nos tabelionatos de protestos. 
 7.3. Atos determinados pelo juiz após o deferimento do pedido 
 I \u2013 nomeia o Administrador Judicial \u2013 art. 21, LF 
 II \u2013 dispensa da apresentação de certidões negativas de 
débito 
 III \u2013 suspensão de todas as ações e execuções contra o 
devedor. 
 
Prazo da suspensão: 180 dias improrrogável contados do deferimento do 
processamento da recuperação judicial. Análise do Enunciado 42 da I 
Jornada de Direito Comercial do CJF. 
 
EXCEÇÃO: A) ações que demandam quantia ilíquida (art. 6º, §1º); B) das 
ações que correm perante a justiça do Trabalho (art. 6, §2º); C) das 
execuções fiscais (art. 6º, §7º) e D) das ações movidas por credores que 
não se sujeitam à recuperação judicial (art. 49, §§3º e 4º) 
 
\uf0b7 Emenda à Inicial \u2013 art. 321, 
NCPC 
\uf0b7 Decretação da Falência? 
\uf0b7 Desistência do pedido \u2013 art. 52, 
§4º, LF 
 
3 Material Professora Raquel Aragão 
 IV \u2013 apresentação das demonstrações contábeis mensais sob 
pena de destituição do administrador da sociedade 
 V \u2013 intimação do MP e comunicação por carta às Fazendas 
Públicas Federal, Estaduais e Municipais em que o devedor tiver 
estabelecimentos 
 
8. Publicação do Edital 
Art. 52, §1º, LF 
Após o atendimento dos atos determinados pelo Juiz, este 
determina a publicação do Edital, nesse momento, abre-se prazo 
para manifestação do devedor e dos credores. 
O devedor deverá apresentar o plano de recuperação (art. 53) e 
os credores deverão realizar a habilitação e verificação dos 
créditos (Art. 7º a 20, LF). 
Veremos cada item separadamente. 
 
9. Credores abrangidos 
Art. 49, LF 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
QUADRO ESQUEMÁTICO 
 
Petição Inicial
\u2022Emenda
\u2022Desistência do
pedido
Despacho de
Processamento
\u2022Recurso?
\u2022Nomeia AJ
\u2022Dispensa CND
\u2022Suspensao das
ações e
Execuções
\u2022Demonstrações
contábeis
\u2022Intimação MP e
Comunicação
Faz. Pub.
Edital
\u2022Apresentação do
Plano de
Recuperação
(devedor)
\u2022Habilitação e
Verificação dos
Créditos
(credores)
Créditos não exigíveis do devedor: 
- obrigações a título gratuito \u2013 art. 5º, LF; 
- despesas que credores fizerem para tomar parte na 
recuperação judicial, salvo as custas judiciais 
decorrentes de litígio com o devedor; 
- créditos fiscais \u2013 não há suspensão das ações em 
curso, ressalvada a hipótese de parcelamento 
especial \u2013 art. 6º, §7º, LF; 
- credores proprietários \u2013 art. 49, §3º - \u201ctrava 
bancária\u201d.