A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Estudos Disciplinares IX Trabalho Individual I

Pré-visualização | Página 1 de 6

Revisar envio do teste: Trabalho Individual I (20... https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/re... 
1 of 18 02-11-2017 19:22 
 
TI Revisar envio do teste: Trabalho Individual I (2017/2) 
Revisar envio do teste: Trabalho Individual I 
(2017/2) 
Usuário josias.pereira @unipinterativa.edu.br 
Curso Estudos Disciplinares IX 
Teste Trabalho Individual I (2017/2) 
Iniciado 02/11/17 18:56 
Enviado 02/11/17 19:20 
Status Completada 
Resultado da 
tentativa 
 em 10 pontos 10 
Tempo 
decorrido 
 minutos 23 
Instruções ATENÇÃO: a avaliação a seguir possui as seguintes configurações: 
- Possui número de tentativas limitadas a 3 (três), não sendo possível excluir 
nenhum envio nem aumentar o número de tentativas; 
- Não apresenta as alternativas corretas, apenas informa quantos foram 
seus acertos e/ou erros; 
 Não apresenta as justificativas corretas; - 
- Não considera a “tentativa em andamento”, ou seja, não considera as 
respostas salvas e não enviadas, resultando então em nota igual a 0 (zero); 
- Possui um prazo limite para envio (acompanhe seu calendário acadêmico), 
sendo impossível o seu acesso após esse prazo, então sugerimos o 
armazenamento e/ou impressão para futuros estudos; 
- Apresenta as questões de forma randômica; 
- A não realização prevê nota 0 (zero) e/ou reprovação por frequência; 
- Considera como final a nota de sua última tentativa; 
 Entra no cálculo de notas e frequências de seu AVA (ambiente virtual de - 
aprendizagem) vide critério de promoção de seu curso. 
Resultados 
exibidos 
Respostas enviadas, Perguntas respondidas incorretamente 
Pergunta 1 
Unip Interativa 
1 em 1 pontos 
josias.pereira @unipinterativa.edu.br 
← OK 
Revisar envio do teste: Trabalho Individual I (20... https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/re... 
2 of 18 02-11-2017 19:22 
 Leia o texto a seguir: 
Geografia e meio ambiente: uma análise da legislação dos resíduos sólidos. 
Fernanda Sampaio da Silva 
O processo de industrialização foi responsável por grandes transformações urbanas. 
Influenciou a multiplicação de diversos ramos de serviços que caracterizam a cidade 
moderna. Também influenciou no desenvolvimento dos meios de transporte e 
comunicação, que interligaram distintas regiões. Foi responsável pela maior 
produtividade e pela consequente elevação da produção agrícola. Contribuiu ainda 
com o êxodo rural. 
Além disso, introduziu um novo modo de vida e novos hábitos de consumo, criou novas 
profissões, promoveu uma nova estratificação da sociedade e uma nova relação desta 
com a natureza. Algumas das tecnologias existentes hoje no mercado ainda trazem 
problemas ao meio ambiente. 
Entre os resíduos gerados pelo avanço desenfreado da produção e do consumo são 
encontrados os resíduos sólidos industriais, que podem trazer impactos com 
consequências para a saúde das pessoas e ao meio ambiente, desde uma escala local 
até mesmo global. 
Para que se possa reduzir a geração de resíduos sólidos industriais, minimizando 
possíveis impactos negativos ao meio ambiente, é necessário que haja um processo 
de gestão para a diminuição de resíduos durante o processo produtivo e/ou, quando 
possível, substituição do material utilizado, por outro que tenha maior facilidade de ser 
reciclado. Portanto, a reciclagem é um elemento importante para a minimização de 
resíduos em lixões e aterros sanitários. 
[...] Assim, a geração e a disposição dos resíduos sólidos industriais em locais 
inapropriados constituem um problema ambiental e, por isso, seu gerenciamento deve 
ocorrer de forma correta e dentro da legislação, para que não seja comprometida a 
qualidade de vida das pessoas e do meio ambiente. 
O controle do acondicionamento, armazenamento e destinação final dos resíduos 
sólidos perigosos deve ocorrer de acordo com a norma ABNT - NBR 1004 de 2004, 
que faz uma classificação dos resíduos. Os resíduos são classificados em Classe I 
quando se trata de resíduos sólidos perigosos (classificados pelo seu grau de risco a 
saúde pública) e Classe II quando são resíduos não perigosos. 
Os resíduos de Classe II são subdivididos em: Classe II A, quando não são inertes e 
Classe II B, inertes. Os resíduos sólidos gerados devem ser controlados nas indústrias, 
pois fazem parte do licenciamento pelo órgão ambiental competente. 
Revisar envio do teste: Trabalho Individual I (20... https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/re... 
3 of 18 02-11-2017 19:22 
 
Por isso, para que esse órgão tenha conhecimento dos resíduos gerados, o Conselho 
Nacional do Meio Ambiente - CONAMA dispõe de uma resolução com o objetivo de 
inventariar os resíduos sólidos gerados em todo o país, para que seja elaborado o 
Plano Nacional para Gerenciamento de Resíduos Sólidos Gerados. O inventário é 
elaborado a partir de informações como quantidade, formas de acondicionamento e 
armazenamento e destinação final, enviadas trimestralmente ao órgão estadual 
competente (Resolução CONAMA Nº 313/2002). 
Disponível em < https://goo.gl/06swDe>. 
Acesso em 12 nov. 2014 (com adaptações). 
Com base nas informações do texto, analise as afirmativas: 
I. O controle da geração de resíduos sólidos industriais depende da conscientização 
do consumidor a fim de que modifique seus hábitos. 
II. A redução na geração de resíduos sólidos está atrelada ao gerenciamento do 
acondicionamento, armazenamento e destinação final dos resíduos classificados 
como perigosos. 
III. A resolução CONAMA Nº 313/2002, que trata do Plano Nacional para 
Gerenciamento de Resíduos Sólidos, tem como objetivo conscientizar a área 
industrial para que exista a redução da geração de resíduos sólidos. 
Com base nas informações do texto, assinale a alternativa correta: 
Resposta Selecionada: 
e. 
Nenhuma afirmativa está correta. 
Pergunta 2 
Leia o texto a seguir: 
Quem tem o direito de falar? 
Estabelecer que minorias só podem falar dos problemas de seu grupo é uma forma 
astuta de silenciamento. 
A política não é uma questão apenas de circulação de bens e riquezas. Ou seja, ela 
não se funda simplesmente em uma decisão a respeito de como as riquezas e os 
bens devem circular, como eles devem ser distribuídos. Embora essa seja uma 
questão central que mobiliza todos nós, ela não é tudo, nem é razão suficiente de 
todos os fenômenos internos ao campo que nomeamos "política". Na verdade, a 
 em 1 pontos 1 
Revisar envio do teste: Trabalho Individual I (20... https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/re... 
4 of 18 02-11-2017 19:22 
política é também uma questão de circulação de afetos, da maneira com que eles irão 
criar vínculos sociais, afetando os que fazem parte destes vínculos. 
A maneira com que somos afetados define o que somos e o que não somos capazes 
de ver, o que somos e não somos capazes de sentir e perceber. Definido o que vejo, 
sinto e percebo, define-se o campo das minhas ações, a maneira com que julgarei, o 
que faz parte e o que está excluído do meu mundo. 
Percebam, por exemplo, como um dos maiores feitos políticos de 2015 foi a circulação 
de uma mera foto, a foto do menino sírio morto em um naufrágio no Mar Mediterrâneo. 
Nesse sentido, foi muito interessante pesquisar as reações de certos europeus que 
invadiram sites de notícias de seu continente com posts e comentários. 
Uma quantidade impressionante deles reclamava daqueles jornais que decidiram 
publicar a foto. Por trás de sofismas primários, eles diziam basicamente a mesma 
coisa: "parem de nos mostrar o que não queremos ver", "isto irá quebrar a força de 
nosso discurso". 
Pois eles sabiam que seu fascismo ordinário cresce à condição de administrar uma 
certa zona de invisibilidade. É necessário que certos