Determinação de açúcar em refrigerantes por densidade
6 pág.

Determinação de açúcar em refrigerantes por densidade


DisciplinaQuimica Experimental II9 materiais155 seguidores
Pré-visualização1 página
Iniciação à Química 2 
 
Determinação de açúcar em bebidas comerciais 
 
 
 
 
Professor: Wendell Guerra 
 
Alunos: 
Gabriel Terra Castilho dos Anjos 11511QID027 
Flávio Henrique Barcelos 11611QMI215 
1. Introdução 
 
A sacarose \u200b(também conhecida como \u200bsucrose, \u200baçúcar de cana\u200b, \u200baçúcar 
de mesa ou apenas \u200baçúcar\u200b) é um composto branco e cristalino cuja molécula 
é composta por uma molécula de D-fructose (levulose) e de D-glucose 
(dextrose) com a eliminação de uma molécula de água. Por isso, este 
dissacarídeo recebe o nome de química orgânica \u3b2-D-Fructofuranosil 
\u3b1-D-glucopiranosídeo. A sacarose é o açúcar branco refinado obtido a partir 
da cana de açúcar (\u200bSaccharum officinarum\u200b) ou da beterraba (\u200bBeta vulgaris \u200b) e 
é o tipo de açúcar mais usado tanto domesticamente como pela indústria 
alimentar. O açúcar de mesa é, assim, o açúcar nutricionalmente mais 
impactante, pois constitui cerca de um terço do total de \u200bglúcidos numa dieta 
regular média. 
A sacarose é composta por um resíduo de \u200bglicose \u200be de \u200bfrutose \u200be é 
estruturalmente única pelo facto de a sua ligação glicosídica envolver o 
hidroxilo anomérico de ambos os resíduos. A ligação é classificada \u3b1 em 
relação ao resíduo de glucose e \u3b2 em relação ao resíduo de frutose. Por não 
possuir um grupo hemicetal livre, a sacarose não é um açúcar redutor. 
O poder adoçante de todos os açúcares e adoçantes é medido sempre 
em comparação com a doçura da sacarose. Os dois componentes que 
compõem o dissacarídeo, a frutose e a glicose, apresentam valores 
diferentes de doçura relativa. A frutose é mais doce que a sacarose (1 a 1,5 
vezes) e a glicose é menos doce (0,5 a 0,7 vezes). Adoçantes artificiais ou 
naturais podem ser várias vezes mais doces do que o açúcar de cana. Por 
exemplo, o aspartame (160 a 200 vezes), a sacarina (300 a 600 vezes) e a 
sacralose (400 a 800 vezes). A doçura da sacarose pode ser realçada em 
combinação com um ou mais adoçantes com efeito sinergético como, por 
exemplo, a frutose, a glucose, o xilitol e adoçantes de alta intensidade (como 
o aspartarme e a sacarina). 
A sacarose apresenta um indíce glicémico intermédio, variando entre 
58 a 68 (considerando a glicose como ponto de referência igual a 100). 
Sendo composto por uma quantidade igual de glicose e frutose, este valor 
reflete a sua composição, contrabalançando o alto índice glicémico da glicose 
e o baixo índice glicémico da frutose. 
Por outro lado, o consumo de açúcar em excesso resulta em cáries 
dentárias, provocadas pela quebra da sacarose pela bactéria Streptococus 
mutans, presente na saliva humana, e a outros problemas de saúde, sendo o 
principal deles a obesidade (Ringsdorf et al., 1976; Ludwig, 1999, Tomita et 
al., 1999). Desta forma, uma diminuição da quantidade de açúcar ingerido é 
benéfica para a manutenção da boa saúde, razão pela qual os açúcares 
contidos em alimentos e bebidas têm sido progressivamente substituídos por 
adoçantes naturais ou de origem sintética, os quais preservam o sabor doce 
e não contém glicose na sua composição. 
 
 
2. Objetivos 
 
Determinar a densidade de açúcar em soluções feitas em laboratório 
(0%, 4%, 8%, 12%, 16%, 20%), construir uma curva de calibração e a partir 
dos resultados obtidos das soluções, determinar o teor de açúcar e a 
densidade das bebidas comerciais como: coca cola, guaraná jesus, fanta 
laranja, através do densímetro de bancada. 
 
 
3. Procedimento Experimental 
 
3.1 Materiais: 
 
\u25cf Açúcar ( C\u200b12\u200bH\u200b22\u200bO\u200b11\u200b ) pulverizado. 
\u25cf Água destilada. 
\u25cf Béquer. 
\u25cf Espátula. 
\u25cf Proveta. 
\u25cf Bastões de vidro. 
\u25cf Pipetas volumétricas. 
\u25cf Pipetadores. 
\u25cf Balança semi-analiticas 
\u25cf Termômetro. 
\u25cf Densímetro. 
\u25cf Bico de Bunsen. 
 
3.2 Metodologia. 
 
Foi preparado 6 soluções de açúcar em água destilada, uma solução por 
grupo (0%, 4%, 8%,12%, 16%, 20%). Utilizando béqueres e a balança semi 
analitica, pesamos o açúcar pulverizado e logo em seguida realizamos cálculos, 
para determinar a quantidade de água destilada a ser usada, logo após 
dissolvermos a sacarose no béquer, transferimos a solução para uma proveta e 
usamos densímetro de bancada para determinar sua densidade. 
 
 
4. Resultados e discussão 
 
A partir dos dados da tabela 1, obtidos das medidas de densidade de cada 
solução de Sacarose, nas concentrações 0%, 4%, 8%, 12%, 16% e 20% 
(massa/massa), construiu-se o gráfico 1, de curva de calibração, relacionando estas 
duas variáveis. 
 
Tabela 1: Dados obtidos nas medidas de densidade das soluções. 
Concentração %\u200b(m/m) Densidade (g/cm\u200b3\u200b) 
0 1,000 
4 1,015 
8 1,028 
12 1,042 
16 1,063 
20 1,081 
 
 
Gráfico 1: Curva de calibração relacionando Densidade e as respectivas concentrações das 
soluções %\u200b(m/m)
 
 
A partir da análise da curva de calibração obtida, podemos, por regressão 
linear, encontrar a melhor reta que representa os pontos do gráfico, e encontrar a 
concentração de sacarose de bebidas comerciais medindo apenas sua densidade. 
A reta obtida tem formato y = (4,02x10\u200b-2\u200b)x + 0,09979. 
Posteriormente, realizamos as medidas de densidade dos refrigerantes: 
Guaraná Jesus, Fanta Laranja e Pepsi, como consta na tabela 2: 
 
Tabela 2: Dados obtidos nas medidas de densidade das amostras de refrigerante. 
Amostra Densidade (g/cm\u200b3\u200b) 
Guaraná Jesus 1,044 
Fanta Laranja 1,030 
Pepsi 1,040 
 
A partir da curva de calibração obtida anteriormente, as concentrações de 
Sacarose nos refrigerantes foram calculadas e estão apresentadas abaixo na tabela 
3. 
 
Tabela 3: Concentrações de sacarose nos refrigerantes obtidas a partir da curva de 
calibração. 
Amostra 
Densidade 
(g/cm\u200b3\u200b) 
Concentração 
experimental %\u200b(m/m) 
Concentração Real 
%\u200b(m/m) 
Guaraná Jesus 1,044 11,5 12 
Fanta Laranja 1,030 7,96 7,8 
Pepsi 1,040 10,45 10,28 
 
 
5. Conclusão 
Comparando os valores experimentais de concentração de sacarose nos 
refrigerantes com os valores dos rótulos, podemos perceber que o método é 
relativamente preciso e simples de ser executado. 
Os desvios relativos aos valores reais podem ser devido à erros sistemáticos 
como balanças mal calibradas, densímetros mal calibrados ou erros observacionais 
durante a leitura do menisco do densímetro. 
As análises poderiam ter sido feitas em replicatas e posteriormente um 
tratamento estatístico dos dados, a fim de melhorar os resultados e minimizar estes 
erros. 
6. Referências 
 
SACAROSE disponível em: 
<\u200bhttp://knoow.net/ciencterravida/biologia/sacarose\u200b> acesso em: 18 set. 2018 
 
DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA PARA DETERMINAÇÃO DO 
TEOR DE AÇÚCAR EM ALIMENTOS E BEBIDAS COMERCIAIS. Disponível 
em: 
<\u200bhttp://www.barbacena.ifsudestemg.edu.br/sites/default/files/07_1.pdf\u200b> 
acesso em: 18 set. 2018 
 
Qual a quantidade de açúcar existente nos refrigerantes?. Disponível em: 
<http://perguntaserespostas.cocacolaportugal.pt/acucar-refrigerantes#.W6Ft8
PZFx3o> acesso em: 18 set. 2018