Apostila Farmacognosia pdf
83 pág.

Apostila Farmacognosia pdf


DisciplinaFarmacognosia2.885 materiais26.757 seguidores
Pré-visualização11 páginas
Farmacognosia 
 Profª. Farm. Jennifer Ferreira de O. Silva 
1 
 
 
Farmacognosia 
Termo criado em 1815 pelo médico pesquisador Aenotheus Seydler. 
 
 
 
 
 (= Fármaco) (conhecimento) 
 
Conceito de Farmacognosia 
É a ciência farmacêutica que se ocupa do estudo das drogas e 
substâncias medicamentosas de origem natural: vegetal e animal (incluindo-se 
o microbiano). Estuda tanto substâncias com propriedades terapêuticas como 
substâncias tóxicas, excipientes ou outras substâncias de interesse 
farmacêutico. 
 A farmacognosia é uma matéria interdisciplinar, onde seu estudo se dá, 
devido à junção de diversas matérias: 
 
Farmacognosia 
Etnofarmacologia 
Botânica 
Química 
Farmacologia 
Toxicologia 
Farmacotécnica 
Clínica 
Agronomia 
Farmacognosia 
\u201cfarmakon\u201d \u201cgnosis\u201d 
 Farmacognosia 
 Profª. Farm. Jennifer Ferreira de O. Silva 
2 
 
 
 As plantas medicinais foram descobertas pelo homem através da 
procura por alimentos, e desde então, foram aplicadas empiricamente para o 
tratamento de patologias, divididas em 4 classes: 
\uf0b7 Plantas com propriedades conservantes; 
\uf0b7 Plantas com propriedades cosméticas; 
\uf0b7 Plantas com propriedades medicinais; 
\uf0b7 Plantas com propriedades tóxicas. 
 
História 
\uf0b7 3000 a.C \u2013 O chinês Shen Nung Pen Ts\u2019ao, descreveu 365 
medicamentos derivados de plantas medicinais; 
\uf0b7 1535 a.C \u2013 O Egípsio George Ebers, descreveu em um papiro (Papiro 
de Ebers) 7000 substâncias medicinais incluídas em mais de 800 
fórmulas; 
\uf0b7 400 a.C \u2013 Hipócrates (Pai da medicina) \u2013 escreveu um livro intitulado 
Natureza como guia na escolha dos remédios, nele ele recomendava o 
uso das folhas de salgueiro para doenças nos olhos e para o parto. 
\uf0b7 300 a.C \u2013 Teofrasto (discípulo de Aristóteles) - escreveu um livro 
intitulado Historia plantarum - De causis plantarum, nele descreveu pela 
primeira vez as partes das plantas e suas funções. 
\uf0b7 60 d.C \u2013 O botânico e farmacologista grego Pedanios Dioscorides \u2013 
escreveu um livro intitulado De Matéria Médica \u2013 contendo a descrição 
de 600 plantas medicinais, produtos minerais e animais. 
Ele é considerado o fundador da farmacognosia por intermédio da sua 
obra, que foi a precursora das farmacopeias. 
\uf0b7 Em 1815 - o médico pesquisador Aenotheus Seydler publicou um livro 
de 32 páginas com o nome de (Analecta Pharmacognostica), onde o 
mesmo criou o termo farmacognosia para designar a ciência que 
estudava as matérias de origem natural, usadas no tratamento de 
enfermidades. 
\uf0b7 Final do século XIX \u2013 nascimento da química farmacêutica com a 
síntese de um grande número de substâncias orgânicas, tendo alguns 
deles atividade terapêutica. 
\uf0b7 2°Guerra Mundial \u2013 Houve um declínio da farmacognosia. 
\uf0b7 Renascimento da Farmacognosia 
1°fato 
o Descoberta dos medicamentos de origem vegetal pelos leigos; 
o Insatisfação com eficácia e custo da medicina moderna; 
o Revolução verde. 
 Farmacognosia 
 Profª. Farm. Jennifer Ferreira de O. Silva 
3 
 
 
2°fato 
o Reconhecimento pelas indústrias farmacêuticas do valor de 
certas plantas de uso popular; 
o Uso destas plantas como fonte de novos medicamentos ou uso 
de seus constituintes como protótipos de novos fármacos. 
Cronologia da descoberta de fármacos protótipos da categoria 
farmacêutica, obtidos a partir de plantas 
Gênero Fármaco Data de 
isolamento 
Categoria 
farmacêutica 
Papaver Morfina 1803 Hipnoanalgésico 
Cinchona Quinina 1819 Antimalárico 
Pilocarpus Pilocarpina 1875 Colinérgico 
Ephedra Efedrina 1887 Adrenérgico 
Melilotus Dicumarol 1941 Anticoagulante 
Rauvolfia Reserpina 1952 Neuroléptico 
 
3°fato \u2013 Em fase de desenvolvimento (Farmacobiotecnologia) 
Exemplo: produção de insulina humana através da alteração genética 
de uma cepa não patogênica de E. coli. 
 
Ramos da Farmacognosia 
\uf0b7 Farmacoergasia \u2013 cultivo e coleta da droga vegetal 
\uf0b7 Farmacoquímica ou Fitoquímica \u2013 define a percentagem dos 
constituintes químicos, investiga e determina a composição química das 
drogas ou bases medicamentosas. 
\uf0b7 Farmacofísica \u2013 métodos espectroscópicos, métodos cromatográficos e 
índices físicos. 
\uf0b7 Farmacobotânica \u2013 conhecimento botânico do fármaco; 
\uf0b7 Farmacoetmologia \u2013 ramo da farmacognosia que se preocupa com a 
origem do nome da droga de origem natural. 
Exemplo: Atropa belladonna 
Linnaeus, em 1700 denominou esta planta de Atropa belladonna. 
Atropa baseando-se em Atropos que era, segundo a mitologia grega, a 
divindade responsável pela morte das pessoas; 
\u201cbelladonna\u201d (mulher bela). Extrato de Atropa nos olhos, efeito 
midriático. 
\uf0b7 Farmacozoologia \u2013 conhecimento do fármaco de origem animal. 
\uf0b7 Etnobotânica \u2013 se preocupa com o estudo do conhecimento e das 
conceituações desenvolvidas por qualquer sociedade a respeito do 
 Farmacognosia 
 Profª. Farm. Jennifer Ferreira de O. Silva 
4 
 
mundo vegetal; Este estudo engloba tanto a maneira como um grupo 
social classifica as plantas, como os usos que dá a elas. 
\uf0b7 Etnofarmacologia \u2013 consiste numa transferência que trata de práticas 
medicinais, especialmente remédios, usadas em sistemas tradicionais 
da medicina. 
 
 
 
 
 
 
Conceitos 
\uf0b7 Droga \u2013 É todo produto de origem vegetal ou animal, que coletada ou 
separada da natureza e submetida a processo de preparo e 
conservação, tem composição e propriedades tais, dentro da sua 
complexidade, que constitui a forma bruta de medicamento. 
Origem: mineral, vegetal e animal. 
 
\uf0b7 Droga derivada \u2013 são produtos derivados de animal ou vegetal, obtidos 
diretamente, isto é, sem o uso de processos extrativos delicados. 
Exemplo: látex da papoula usado na produção de ópio; e mel de abelha. 
 
Condições para que a matéria seja considerada droga em 
farmacognosia: 
o Ser de origem animal ou vegetal; 
o Ter sido submetida aos processos de coleta e extração; 
o Encerrar propriedades farmacodinâmicas ou ser considerada 
como necessidade farmacêutica; 
o Constituinte químico; 
o Princípio ativo; 
o Marcador químico (ex: ácido mecônico identifica o pão de ópio na 
presença de cloreto férrico \u2013 apresentando coloração vinho). 
 
\uf0b7 Fármaco ou medicamento \u2013 substâncias que independentemente da 
sua origem, composição, forma e apresentação são empregados em 
determinada dose para prevenção e tratamento de doenças ou para 
modificar sistemas fisiológicos. 
 
Sociedades avançadas 
Farmacopéias 
Etnofarmacologia como 
ferramenta de transferência 
Sociedades primitivas 
(pajés, curandeiros e raizeiros) 
 Farmacognosia 
 Profª. Farm. Jennifer Ferreira de O. Silva 
5 
 
\uf0b7 Fitoterápicos - são produtos feitos exclusivamente de matéria-prima 
vegetal, que possuem seus efeitos comprovados, bem como seus 
riscos. 
A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) define fitoterápicos 
como aqueles produtos que são obtidos a partir de derivados vegetais e 
que os riscos, os mecanismos de ação e onde agem no nosso corpo são 
conhecidos. Esses medicamentos são feitos exclusivamente de matéria-
prima vegetal. É importante