A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
SESI ES - Comunicação no Foco Organizacional - 860 0

Pré-visualização | Página 1 de 3

COMUNICAÇÃO NO FOCO 
ORGANIZACIONAL 
_______________________ 
APOSTILA 
Curso a distância 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA 
DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL 
COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO 
CAMPO GRANDE/MS 
 
SESI - Educação Continuada Curso de Comunicação no Foco Organizacional 2 
MÓDULO I 
O QUE É COMUNICAÇÃO E QUAL SUA IMPORTÂNCIA 
 
 
A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e 
utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este fim. Estão envolvidos neste 
processo uma infinidade de maneiras de se comunicar: duas pessoas tendo uma 
conversa face-a-face, ou por meio de gestos com as mãos, mensagens enviadas 
utilizando a rede global de telecomunicações, a fala, a escrita que permitem interagir 
com as outras pessoas e efetuar algum tipo de troca informacional. 
 
Nas relações humanas, a importância da comunicação se dá em razão das 
empresas mostrarem-se cada vez mais preocupadas com as possibilidades de 
interação humana dentro das organizações, interações que aumentaram muito por 
conta do trabalho em grupo. Hoje, dentro das empresas, as pessoas articulam-se 
muito mais, relacionam-se muito mais, até pela necessidade da produção. 
 
Consequentemente, nas relações de trabalho, as empresas articulam-se e 
interagem muito mais dentro e, sobretudo fora dela, no oferecimento de seus 
produtos para a clientela externa. 
 
Portanto, a comunicação interpessoal que ocorre dentro da empresa e a 
comunicação da empresa, realizada por intermédio de seu colaborador com o cliente, 
são de suma importância. 
 
A importância da comunicação no foco organizacional poderá ser efetivada 
sob três pontos de vista: 
1. Porque os trabalhadores são parceiros e quanto mais bem informados 
estiverem, mais envolvidos com aquela empresa, sua missão e seu negócio, 
eles estarão. A Comunicação amplia a visão do funcionário, dando-lhe um 
conhecimento sistêmico do processo. Segundo Marlene Marchiori, doutora 
em ciências da comunicação: “As ações da empresa devem ter sentido para as 
pessoas – sendo necessário que encontrem no processo de comunicação as 
justificativas para o seu posicionamento e comprometimento”. Assim, o 
 
SESI - Educação Continuada Curso de Comunicação no Foco Organizacional 3 
trabalhador, sabendo o que sua produção representa no todo da organização, 
qual a importância das tarefas que realiza, do que produz, o desempenhará 
com mais eficiência. 
2. Os trabalhadores são os “melhores porta-vozes” da empresa em que trabalha. 
Sua opinião sobre a organização vale muito para quem está de fora. Ele é o 
maior propagandista de sua organização. Por outro lado, funcionários 
descontentes, mal informados, geram prejuízos imensos às organizações 
porque podem expressar, com mais autenticidade do que outros públicos, os 
valores positivos ou negativos da cultura organizacional. Fica fácil acreditar no 
que eles dizem porque eles estão vivendo lá dentro. Como sabemos, a imagem 
e a reputação se formam assim, a partir de pequenas vivências e convivências 
e os públicos internos têm papel fundamental neste processo. Daí que investir 
na comunicação interna é investir no clima organizacional. 
3. Toda organização está inserida num mercado altamente competitivo. Com a 
globalização e a disseminação de novas tecnologias. A Comunicação tem uma 
função importante, no sentido de fazer circular as informações novas, 
promover o debate e a interação entre os vários segmentos da organização e, 
sobretudo, capacitar os funcionários para os novos desafios. 
 
Por isso, o processo de comunicação interna precisa ser valorizado e os canais 
que ele dispõe (jornais, boletins, intranet, murais etc.) disponibilizados de forma 
eficaz e atrativa para que realmente cumpram sua missão de integrar todo o quadro 
funcional de uma organização. Comunicar é mais que informar, é atrair, é envolver. E 
neste processo, todos os empregados possuem seu valor e atuam de forma a tornar 
uma organização bem informada ou não. Enfim, uma boa comunicação interna 
depende de todos nós! 
� Para você refletir: 
 
 
 
 
 
 
1. Qual é a forma de você se comunicar no seu local de trabalho? 
 
2. Você já percebeu como seus colegas de trabalho se comunicam com você? 
 
3. O que você considera como comunicação mais adequada? 
 
 
SESI - Educação Continuada Curso de Comunicação no Foco Organizacional 4 
1.1 Tipos de Comunicação 
� Comunicação Pessoal: é aquela que ocorre entre as pessoas, em todos os 
lugares e momentos que se encontram, utilizando a linguagem e o 
pensamento para dar forma à comunicação. 
 
� Comunicação não-verbal: pode ser feita pela decoração do ambiente; pelo 
posicionamento do corpo; postura; gestos das mãos; expressões e 
movimentos faciais; tom de voz; modos de se vestir a aparência pessoal; 
espelhamento (clone de outro). 
 
� Comunicação Interpessoal: é aquela que ocorre entre as pessoas de um 
determinado grupo – de trabalho, por exemplo – no qual a interdependência 
das ações e das atividades de trabalho e produção dão uma forma organizada 
de comunicação. 
 
� Comunicação organizacional: é o tipo ou processo de comunicação que ocorre 
no contexto de uma organização, seja esta pública ou privada. Fazem parte da 
Comunicação Organizacional o conhecimento e o estudo dos grupos de 
interesse de uma instituição (colaboradores e clientela), o planejamento de 
práticas de comunicação nos âmbitos interno (comunicação interna: entre 
gestores e colaboradores) e externo (comunicação externa: entre a instituição 
e sua clientela). 
 
� Comunicação Simbólica e Tecnológica: aquela que é realizada por meio de 
sinais (placas, por exemplo); por expressões (corporais); por sinais auditivos 
(sonoros: um apito, som do telefone, sino); ou ainda, por uso de tecnologia 
(telefone, fax, manuais de instrução, fotografia, figuras, celular, e-mail, msn, 
blogger, facebooks, etc.) 
 
� Para você se autoavaliar: 
 
 
 
Qual desses tipos de comunicação você mais 
pratica no seu dia a dia de trabalho? Já se 
observou como a faz? 
 
 
SESI - Educação Continuada Curso de Comunicação no Foco Organizacional 5 
MÓDULO II 
ASPECTOS QUE ENVOLVEM A COMUNICAÇÃO 
 
As interações sociais, ao nível das relações face a face, estão sujeitas à 
influência de um conjunto de variáveis de caráter manifesto ou latente, que lhes 
determinam, ou pelo menos influenciam, a condução dos processos comunicacionais. 
 
Os padrões de interação resultantes das relações entre os indivíduos são 
consequência, por um lado, da aleatoriedade humana e, por outro, da previsibilidade 
que a vida em sociedade possibilita. Comunicar torna-se, assim, uma arte de bem 
gerir mensagens, enviadas e recebidas, nos processos interacionais. Mas não só. 
 
O tempo, o espaço, o meio físico envolvente, o clima relacional, o corpo, os 
fatores históricos da vida pessoal e social de cada indivíduo em presença, as 
expectativas e os sistemas de conhecimento que moldam a estrutura cognitiva de 
cada ator social condicionam e determinam o jogo relacional dos seres humanos. 
 
Conhecer alguns dos fatores que podem constituir barreiras à compreensão, 
ao sentir e ao agir dos atores sociais que pretendem interagir é o propósito que nos 
orienta. Assim, podemos equacionar uma estrutura de variáveis interacionais que, 
nos processos de comunicação humana, tanto podem facilitar como barrar ou 
constituir fontes de ruído às relações face a face. 
 
� Para você analisar: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2.1 Implicações positivas na comunicação 
 
• O indivíduo: toda pessoa possui condições