Apresentação seminário
19 pág.

Apresentação seminário


DisciplinaAbobora3 materiais4 seguidores
Pré-visualização1 página
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Carina Aparecida Cordeiro Barbosa
1824
INTRODUÇÃO
Fonte:www.guiageografico.com/mapas/mapa-mundi.htm
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
4
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
INTRODUÇÃO
15t/ha.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
INTRODUÇÃO
Características:
Rusticidade, 
Precocidade, 
Uniformidade, 
Elevado potencial produtivo, 
Qualidade organoléptica,
Prolongada conservação pós-colheita.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
INTRODUÇÃO
Abóboras e morangas: 7º hortaliça mais cultivada;
fontes de sais minerais, 
Ferro, cálcio, magnésio e potássio, 
vitaminas, em especial \u3b2-caroteno (pró-vitamina A), B, C e E,
 contêm ainda bioflavonóides, 
bloqueadores dos receptores de hormônios estimulam o câncer, 
esteróis que são convertidos em vitamina D no organismo e estimulam a diferenciação celular .
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Época de plantio
Três fatores climáticos: 
Temperatura, 
Umidade, 
Luminosidade. 
Estes fatores influenciam 
Ciclo, 
Qualidade, 
Produtividade.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Época de plantio
Temperaturas abaixo de 10º C comprometem a germinação;
Temperatura entre 15 e 35º C;
O excesso de umidade e calor podem comprometer a sua produção; 
Dias curtos com temperaturas amenas 	flores femininas.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Época de plantio
Outubro a janeiro
Agosto a outubro
Fevereiro a maio
Agosto a outubro
Fevereiro a maio
Junho a novembro
Período chuvoso
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Cultivares
Tetsukabuto BeA F1, Tetsukabuto Kyoto, Tetsukabuto Kyoto F1, Jabras, Divina, Tetsukabuto F1, Tetsukabuto Kobayashi, Tetsukabuto Chikara, Tetsukabuto Nº12, Tetsukabuto Nº13, Tetsukabuto SK, Fortuna, Tetsukabuto B8-A, Tetsukabuto Takii, Atakama, Tetsukabuto Kanda, Tetsukabuto K2, Tetsukabuto Takayama, Triunfo F1
Jabras
Kanda
Divina
F1 Takayama
Kyoto
B8-4
Fortuna
Triunfo
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Sistema de Plantio
Semeio direto;
1 a 2 sementes;
2 a 3 cm de profundidade.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Sistema de Plantio
Produção de mudas;
Bandeja de 72 células ou copinhos;
Substrato;
Bancadas;
Irrigação.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Sistema de Plantio
Plantas polinizadoras;
Abelhas;
2-4,D
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Sistema de Plantio
Plantas polinizadoras;
 Cucurbita maxima: 7 dias antes;
Cucurbita moschata: 15 dias antes;
Cucurbita pepo: 15 dias depois.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Tratos Culturais
Plantas daninhas;
Adubação;
Irrigação;
Pragas e Doenças.
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Pragas e Doenças
Pragas
Broca-das-cucurbitáceas (Diaphania nitidalis e D. hyalinata);
Mosca-branca (Bemisia tabaci);
Pulgões (Aphis gossyppi e Myzus persicae).
17
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Pragas e Doenças
Doenças
Tombamento
Míldio
Oídio
Virose
Nematóides
Podridão dos frutos
AGF 411 \u2013 Seminário
Professor: João Paulo Batista Machado
Cultivo de abóbora híbrida Tetsukabuto
Colheita e Armazenamento
Colheita