A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
42 pág.
MODALIDADE DAS OBRIGAÇÕES QUESTÕES

Pré-visualização | Página 1 de 19

Marque a alternativa incorreta. 
 AIncorre na obrigação de indenizar perdas e danos o devedor que recusar a prestação a ele só imposta 
ou só por ele exequível. 
 BNo caso das obrigações solidárias, a solidariedade não se presume; resulta da lei ou da vontade das 
partes. 
 CO credor pode ceder o seu crédito, se a isso não se opuser a natureza da obrigação, a lei, ou a 
convenção com o devedor; a cláusula proibitiva da cessão não poderá ser oposta ao cessionário de boa-
fé, se não constar do instrumento da obrigação. 
 DÉ ineficaz, em relação a terceiros, a transmissão de um crédito, se não celebrar-se mediante instrumento 
público, ou instrumento particular, que deverá ser revestido das solenidades previstas em lei, ou seja, a 
indicação do lugar onde foi passado, a qualificação do outorgante e do outorgado, a data e o objetivo da 
outorga com a designação e a extensão dos poderes conferidos. 
 ENa assunção de dívida, é facultado a terceiro assumir a obrigação do devedor, sem o consentimento 
expresso do credor, ficando exonerado o devedor primitivo, salvo se aquele, ao tempo da assunção, era 
insolvente e o credor o ignorava. 
Marque a alternativa incorreta. 
 A São defeitos do negócio jurídico: o erro ou ignorância, o dolo, a coação, a fraude contra credores. 
 B Os bens públicos das autarquias, por se tratar da Administração Pública indireta, estão sujeitos a 
usucapião. 
 C São casos de interrupção da prescrição, que somente poderá ocorrer uma vez: despacho do juiz, 
mesmo incompetente, que ordenar a citação, se o interessado a promover no prazo e na forma da lei 
processual; por protesto, nas condições do despacho do juiz; por protesto cambial; pela apresentação do 
título de crédito em juízo de inventário ou em concurso de credores; por qualquer ato judicial que constitua 
em mora o devedor; por qualquer ato inequívoco, ainda que extrajudicial, que importe reconhecimento do 
direito pelo devedor. 
 D Salvo o negócio a que se impõe forma especial, o fato jurídico pode ser provado mediante: confissão; 
documento; testemunha; presunção; perícia. 
 E A obrigação de dar coisa certa abrange os acessórios dela embora não mencionados, salvo se o 
contrário resultar do título ou das circunstâncias do caso. 
A respeito do direito das obrigações, assinale a alternativa correta. 
 A Na obrigação de dar coisa certa, se a coisa se perder, sem culpa do devedor, antes da tradição, ou 
pendente a condição suspensiva, fica resolvida a obrigação para ambas as partes; se a perda resultar de 
culpa do devedor, responderá este pelo equivalente e mais perdas e danos. 
 B A coisa incerta será indicada sempre pelo gênero. Nessa modalidade de obrigação, a escolha pertence 
ao devedor, se o contrário não resultar do título da obrigação; mas não poderá dar a coisa pior, nem será 
obrigado a prestar a melhor. 
 C Quanto às obrigações de fazer, incorre na obrigação de indenizar perdas e danos o devedor que recusar 
a prestação só a ele imposta, ou só por ele exequível. Se a prestação do fato tornar-se impossível com 
culpa do devedor, resolver-se-á a obrigação; se não for culpa dele, responderá por perdas e danos. 
 D Nas obrigações alternativas, a escolha cabe ao credor, se outra coisa não se estipulou. 
 E A obrigação é considerada indivisível quando a prestação tem por objeto coisa ou fato suscetíveis de 
divisão, por sua natureza, por motivo de ordem econômica, ou dada a razão determinante do negócio 
jurídico. 
L.R.S, casado, 50 anos, engenheiro, pactuou com W.R.M, solteiro, 32 anos, autônomo, um contrato de 
Locação de Imóvel Residencial pelo prazo de 30 (trinta) meses. Tendo como direcionamento a 
classificação das obrigações reciprocamente consideradas, o contrato celebrado entre as partes constitui 
uma obrigação 
 A periódica. 
 B principal. 
 C divisível. 
 D acessória. 
 
 
Marque a alternativa incorreta. 
 A Incorre na obrigação de indenizar perdas e danos o devedor que recusar a prestação a ele só imposta 
ou só por ele exequível. 
 B No caso das obrigações solidárias, a solidariedade não se presume; resulta da lei ou da vontade das 
partes. 
 C O credor pode ceder o seu crédito, se a isso não se opuser a natureza da obrigação, a lei, ou a 
convenção com o devedor; a cláusula proibitiva da cessão não poderá ser oposta ao cessionário de boa-
fé, se não constar do instrumento da obrigação. 
 D É ineficaz, em relação a terceiros, a transmissão de um crédito, se não celebrar-se mediante 
instrumento público, ou instrumento particular, que deverá ser revestido das solenidades previstas em lei, 
ou seja, a indicação do lugar onde foi passado, a qualificação do outorgante e do outorgado, a data e o 
objetivo da outorga com a designação e a extensão dos poderes conferidos. 
 E Na assunção de dívida, é facultado a terceiro assumir a obrigação do devedor, sem o consentimento 
expresso do credor, ficando exonerado o devedor primitivo, salvo se aquele, ao tempo da assunção, era 
insolvente e o credor o ignorava. 
Segundo Luis Emygdio da Rosa Júnior, O cheque é o título cambiário abstrato, formal, resultante de uma mera 
declaração unilateral de vontade, pelo qual uma pessoa, designada emitente ou sacador, com base em prévia e 
disponível provisão de findos em poder do banco ou instituição financeira a ele assemelhada por Lei, denominado 
sacado, dá contra o banco, em decorrência de convenção expressa ou tácita, uma ordem incondicional de 
pagamento à vista, em seu próprio benefício ou em favor de terceiro, intitulado tomador ou beneficiário, nas 
condições estabelecidas no título. Ocorre que, em nossa prática mercantil, utilizamos o cheque pós-datado, 
vulgarmente chamado de cheque pré-datado, utilizado para postergar a apresentação do título para 
compensação. Diante do apresentado em relação ao cheque pós-datado e levando-se em consideração o Direito 
das Obrigações, pode-se afirmar que o 
 A sacador tem obrigação facultativa, pois poderá ou não ter fundos disponíveis em conta-corrente para o 
cumprimento da obrigação. 
 B sacador tem obrigação de fazer, caracterizada pelo compromisso de dispor fundos em conta-corrente 
para compensação do cheque na data pactuada pelas partes. 
 C tomador tem obrigação de fazer caracterizada pelo compromisso de abster-se em depositar o título 
antes da data pactuada para depósito. 
 D sacado e o tomador possuem obrigação de dar coisa incerta, tendo em vista que o sacador poderá ou 
não cumprir sua parte na relação jurídica pactuada. 
Como modalidades de obrigações, o Código Civil prevê as obrigações de dar, fazer, não fazer, alternativas, 
divisíveis e indivisíveis e as solidárias. 
Sobre o tema, assinale a alternativa correta. 
 ANas obrigações solidárias, a solidariedade pode resultar da lei, da vontade das partes ou de decisão 
judicial. 
 B Nas obrigações de não fazer, praticado pelo devedor o ato, a cuja abstenção se obrigara, o credor pode 
exigir dele que o desfaça, sob pena de se desfazer à sua custa, ressarcindo o culpado perdas e danos. 
 C Nas obrigações alternativas, a escolha cabe ao credor, se outra coisa não se estipulou. 
 D A obrigação de dar se divide em dar coisa certa ou incerta. A obrigação de dar coisa incerta abrange 
os acessórios dela embora não mencionados. 
 E A obrigação é indivisível quando a prestação tem por objeto uma coisa não suscetível de divisão por 
sua natureza, não sendo válida a alegação de ser a coisa indivisível por motivos de ordem econômica. 
Os casos de dívida de jogo e garantia real prestada por terceiro representam, respectivamente, obrigação 
 A nula; de garantia pessoal. 
 B anulável; com debitum sem obrigatio. 
 C com schuld sem haftung; com haftung sem schuld. 
 D com debitum e obrigatio; com schuld sem haftung. 
 E ilícita; com debitum e obligatio.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.