Avaliação de EPIDEMIOLOGIA AV1
4 pág.

Avaliação de EPIDEMIOLOGIA AV1


DisciplinaFundamentos de Epidemiologia1.317 materiais12.177 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Parte superior do formulário
	Processando, aguarde ...
		
		
	
	Fechar
	Avaliação: SDE0245_AV1_201301037206 » FUNDAMENTOS DA EPIDEMIOLOGIA
	Tipo de Avaliação: AV1 
	Aluno: 
	Professor:
	MIRNA MIGUEL PASSOS GODOY
	Turma: 
	Nota da Prova: 5,5 de 8,0 Nota do Trab.: 0 Nota de Partic.: 2 Data: 20/04/2015 11:20:54
	
	1a Questão (Ref.: 201301149407)
	1a sem.: perfil epidemiológico da população brasileira
	Pontos:0,5 / 0,5
	Sobre as mudanças no perfil epidemiológico da população brasileira, com a prevalência das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) como causa de mortalidade e morbidade em detrimento das doenças infecciosas são feitas as seguintes afirmações: I Para minimizar a incidência DCNT deve-se manter as condições de saúde da população através de campanhas de vacinação. II A identificação dos principais fatores etiológicos não interfere nas condições de saúde da população. III A investigação dos principais fatores de risco como sedentarismo, tabagismo e hábitos alimentares incorretos é imprescindível para a prevenção, controle e tratamento das DCNT. IV A determinação do número de indivíduos doentes pode ajudar nas ações de promoção da saúde. Assinale a alternativa correta:
		
	
	As afirmações I e IV são verdadeiras.
	
	As afirmações III e IV são verdadeiras.
	
	Todas as afirmações são verdadeiras.
	
	Todas as afirmações são falsas.
	
	Apenas a afirmação I é verdadeira.
	
	
	2a Questão (Ref.: 201301151697)
	1a sem.: Conceito de risco epidemiológico
	Pontos:0,5 / 0,5
	Em Epidemiologia, as pessoas susceptíveis a determinadas doenças são chamadas de:
		
	
	Grupo de Risco.
	
	Assintomáticas.
	
	População Saudável.
	
	Sintomáticas.
	
	Indivíduos Doentes.
	
	
	3a Questão (Ref.: 201301151277)
	2a sem.: WHOQOL
	Pontos:0,0 / 0,5
	Em 1995, a Organização Mundial de Saúde (OMS), propôs a criação de um grupo (grupo WHOQOL - World Health Organization Quality of Life) que construiu o seguinte conceito de qualidade de vida: Qualidade de vida é a percepção do indivíduo de sua posição na vida no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações. A construção desse conceito permitiu a este grupo desenvolver um instrumento (questionário) válido para a avaliação do conceito de qualidade de vida a nível internacional: o instrumento de avaliação de qualidade de vida da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL-100). Sobre esse instrumento são feitas as seguintes afirmações: I O que se pretende avaliar através da aplicação desse questionário é a própria percepção do indivíduo respondente do questionário a respeito de sua qualidade de vida. II A qualidade de vida é avaliada através de três aspectos fundamentais: subjetividade, a multidimensionalidade e a presença de dimensões positivas e negativas. III O WHOQOL-100 é composto por 100 questões que avaliam seis domínios: Físico, Psicológico, Nível de Independência, Relações sociais, Meio-ambiente e Espiritualidade /Crenças Pessoais. IV A qualidade de vida é avaliada através de um único aspecto fundamental: a presença de dimensões positivas na vida. Assinale a alternativa correta:
		
	
	Apenas a afirmativa II é verdadeira.
	
	Todas as afirmativas são falsas.
	
	Apenas a afirmativa IV é falsa.
	
	As afirmativas I, II e III são falsas.
	
	Todas as afirmativas são verdadeiras.
	
	
	4a Questão (Ref.: 201301151295)
	2a sem.: WHOQOL
	Pontos:0,5 / 0,5
	Para o desenvolvimento do instrumento de avaliação de qualidade de vida da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL-100 - World Health Organization Quality of Life) a Organização Mundial de Saúde criou um projeto colaborativo e multicêntrico que foi desenvolvido com a colaboração de 15 centros que trabalharam, simultaneamente, em diversas culturas. Sobre as principais características do WHOQOL-100 são feitas as seguintes afirmações: I O WHOQOL-100 avalia a qualidade de vida através de um único aspecto fundamental: a presença de dimensões positivas na vida. II O WHOQOL-100 encontra-se disponível em vários idiomas. III O WHOQOL-100 resultou de um desenvolvimento transcultural. IV O WHOQOL-100 enfatiza a percepção do indivíduo sobre sua qualidade de vida. Assinale a alternativa correta:
		
	
	Apenas a afirmativa I é falsa.
	
	Apenas a afirmativa II é verdadeira.
	
	Todas as afirmativas são verdadeiras.
	
	As afirmativas I, II e III são falsas.
	
	Todas as afirmativas são falsas.
	
	
	5a Questão (Ref.: 201301150736)
	3a sem.: Comissão Nacional sobre DSS
	Pontos:0,0 / 1,0
	A Comissão Nacional sobre os Determinantes Sociais da Saúde (CNDSS) foi criada em março de 2005 sendo composta por especialistas e personalidades da vida social, econômica, cultural e científica do país. Sua constituição expressa o reconhecimento de que a saúde é um bem público a ser construído com a participação solidária de todos os setores da sociedade brasileira. Sobre os objetivos da CNDSS são feitas as seguintes afirmações: I A identificação e o enfrentamento das causas de natureza social, econômica e cultural da situação de saúde da população brasileira poderão ser feitos com maior precisão. II A identificação de políticas públicas de saúde e de iniciativas da sociedade que ajudem a enfrentar os determinantes sociais de saúde poderá ser feita com maior precisão. III A equidade e as melhores condições de saúde e qualidade de vida para os brasileiros poderão ser alcançadas. Assinale a alternativa correta:
		
	
	Todas as afirmações são verdadeiras.
	
	Apenas as afirmações II e III são verdadeiras.
	
	Todas as afirmações são falsas.
	
	Apenas as afirmações I e II são verdadeiras
	
	Apenas a afirmação I é falsa.
	
	
	6a Questão (Ref.: 201301271267)
	sem. N/A: determinantes sociais de saúde
	Pontos:1,0 / 1,0
	Os determinantes sociais de saúde (DSS) são as condições sociais nas quais as pessoas vivem e trabalham, ou seja, as características sociais dentro das quais a vida transcorre. O principal problema de saúde no Brasil são as iniquidades, que apesar dos avanços na atenção básica à saúde, ainda enfrenta iniquidades nas condições sociais e de saúde. Com relação as iniquidades em saúde NÃO podemos afirmar que:
		
	
	Famílias que possuem boa situação socioeconômica e boa educação possuem menor risco de serem afetadas por doenças.
	
	Com relação às iniquidades em saúde não há diferença significativa quando avaliamos as regiões do Brasil e a situação permanece inalterada, ou seja, não é relevante quando separamos as regiões do Brasil por área rural e urbana. 
	
	O número reduzido de profissionais da saúde nas regiões mais carentes do país, como os municípios de maior vulnerabilidade social (municípios do interior e as periferias das grandes cidades) é um exemplo de iniquidade em saúde.
	
	A correlação entre a incidência de doenças e os fatores socioeconômicos é fortemente positiva.
	
	Um exemplo de iniquidade em saúde é a possibilidade de uma criança, cuja mãe possui apenas 4 anos de estudo ou menos, morrer antes de chegar aos 5 anos de idade.
	
	
	7a Questão (Ref.: 201301151469)
	4a sem.: INDICADORES EPIDEMIOLOGICOS
	Pontos:1,0 / 1,0
	São parâmetros utilizados internacionalmente com o objetivo de avaliar, sob o ponto de vista sanitário, a higidez de agregados humanos, bem como fornecer subsídios aos planejamentos de saúde, permitindo o acompanhamento das flutuações e tendências históricas do padrão sanitário de diferentes coletividades consideradas à mesma época ou da mesma coletividade em diversos períodos de tempo. O texto faz referência ao conceito de:
		
	
	Pesquisa socioeconômica.
	
	Doenças prevalentes.
	
	Indicadores de saúde.
	
	Doenças específicas.
	
	Notificações compulsórias.