Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
TP-TORAX

Pré-visualização | Página 1 de 4

�PAGE �
�PAGE �1�
TÓRAX
O SISTEMA RESPIRATÓRIO
Ao processo de inspirar e expirar o ar dá-se o nome de respiração. Ela permite ao corpo absorver o oxigênio necessário para gerar energia e eliminar o gás carbônico resultante das reações químicas.
Durante a respiração, o ar é tomado dos pulmões e forçado a voltar para trás. Isto normal- 
Mente é feito automática e involuntariamente. Como os pulmões não podem se mover por eles mesmos, a respiração depende de movimentos do diafragma e dos músculos do tórax que estão entre as costelas. Quando os músculos da parede do tórax se contraem, eles alargam a cavidade do tórax, levando a uma diminuição da pressão do ar. Isto faz os pulmões se expandirem e empurrarem o ar. Quando os músculos relaxam, o tórax se contrai e o ar é levado para fora.
O diagrama acima ilustra os principais órgãos que constituem o trato respiratório. São eles:
Fossas nasais (passagem nasal) – servem para filtrar o ar quando ele entra no corpo.
Faringe – onde se localiza a epiglote cuja função é impedir o alimento de chegar ao pulmão.
Laringe – faz o ar vibrar as cordas vocais.
Traquéia – é a continuação da laringe e bifurca-se em dois tubos menores chamados brônquios.
Brônquios – que penetram nos pulmões e ramificam-se em tubos menores chamados bronquíolos.
Bronquíolos – têm diâmetro de aproximadamente 1 mm.
Alvéolos pulmonares – onde ocorre a troca de oxigênio por gás carbônico.
Em cada pulmão, o ar continua o seu trajeto através de tubos. Os tubos maiores são chamados brônquios. Os dois brônquios principais se originam na traquéia e, dentro dos pulmões, dividem-se em brônquios menores, que por sua vez dividem-se num grande número de bronquíolos menores ainda. Os bronquíolos dividem-se em ductos alveolares, que contém alvéolos, comumente chamados de sacos de ar.
Os alvéolos contém uma parede muito fina ou membrana que separa o sangue do ar contido nos alvéolos. Esta fina membrana permite que o oxigênio e o nitrogênio passem do ar para o sangue. Desta forma, o sangue leva oxigênio para todo o corpo. Quando o sangue retorna aos alvéolos, o dióxido de carbono e outros gases passam do sangue para os alvéolos. Estes gases são eliminados do seu corpo com o ar que você expira.
Cada pulmão é envolvido pela pleura, uma fina membrana que se dobra sobre si formando uma dupla camada ao redor de cada pulmão. Há um espaço mínimo entre estas membranas preenchido por um fluido que possibilita o deslizamento das duas durante a respiração. A pleura interna esta ligada ao pulmão; a externa, à caixa torácica. A principal função delas é permitir a contração e a expansão dos pulmões de forma suave e uniforme. Ao respirar, a caixa torácica se expande para cima e para fora fazendo com que os pulmões se expandam e se encham de ar ao mesmo tempo. Quanto mais forte a ação muscular, maior quantidade de ar penetra nos pulmões. 
TÓRAX
É o segmento do tronco, situado entre o pescoço e o abdome. 
Paredes:
As costelas e as vértebras torácicas constituem as paredes póstero-laterais juntamente com os músculos correspondentes.
As costelas, o esterno e os músculos correspondentes formam a parede anterior.
Limites:
Bordo superior se encontra limitado pelo manúbrio, as duas primeiras costelas e a primeira vértebra torácica.
O diafragma limita o contorno inferior e separa a cavidade torácica da abdominal.
Cavidade torácica:
Na cavidade torácica devemos considerar dois compartimentos:
 - Campos pleuros pulmonares
 - Mediastino
CAMPOS PLEUROS PULMONARES
Os pulmões são os órgãos da respiração. São cobertos por uma membrana serosa chamada pleura, cada pulmão, o direito e o esquerdo, repousam dentro da cavidade pleural. Entre os pulmões está o mediastino, contendo o coração e outras estruturas mediastinais. O pulmão direito, que é levemente maior que o esquerdo, tem três lobos e é também mais curto e mais largo do que o pulmão esquerdo. Devido, de certo modo, à pressão exercida pelo volumoso lobo direito do fígado. A hemi-cúpula diafragmática do lado direito fica então mais elevada do que a do lado esquerdo.
O pulmão esquerdo tem dois lobos, que ficam em contato com grande parte do coração.
Os lobos pulmonares apresentam-se divididos em segmentos, no pulmão direito em número de 10 (dez) e no pulmão esquerdo em número de 8 (oito).
MEDIASTINO
O mediastino corresponde ao meio do espaço entre os pulmões, contém o coração e os grandes vasos, o esôfago, traquéia, brônquios, ducto torácico, gânglios linfáticos. Estende-se da base do pescoço ao diafragma.
ESTUDO RADIOLÓGICO DO TÓRAX
Os exames mais realizados em radiologia convencional são as radiografias de tórax. As incidências lateral e PA de tórax são utilizadas para o diagnóstico e avaliação de lesões traumáticas como a ruptura da pleura seguida de derrame pleural, dor e dispneia, enfisemas, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), tromboses e aumento da área cardíaca, entre outros. Para um posicionamento correto, o profissional técnico em radiologia deve centralizar e alinhar o usuário conforme a recomendação fornecida em cada uma das incidências e posicionar o centro geométrico do feixe colimado (ou feixe central) coincidindo com o centro do receptor de imagens (RI).
 ABORDAGEM AO USUÁRIO 
Após receber a requisição do exame, o técnico em radiologia deverá organizar a sala e todos os objetos que serão utilizados. Em seguida ele deverá chamar o usuário pelo nome completo e certificar-se de que é realmente a pessoa que irá realizar o procedimento, pois ainda são relativamente comuns as situações de homônimos e trocas de exames. Todos os usuários devem ser tratados de forma cordial e serem informados sobre os procedimentos que serão realizados. 
A anamnese faz parte do processo inicial. Ela consiste em um conjunto de perguntas pré-definidas, que permitirão ao técnico e ao médico radiologista saber o motivo do exame, se o paciente já sofreu alguma cirurgia na região de interesse, queda recente ou algum trauma, entre outras questões relevantes para o exame e que irão gerar informações importantes para os profissionais envolvidos na execução e laudo do exame.
É obrigação do profissional técnico em radiologia fornecer ao usuário todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) necessários e que não interfiram na formação da imagem.
Usuária ou acompanhante em idade fértil deve obrigatoriamente ser questionada se está grávida, por razões de proteção radiológica. Em caso de acompanhante, a mesma deverá ser substituída por outra pessoa. Em quaisquer casos onde gestantes precisem ser expostas aos Raios X, com anuência do médico, obrigatoriamente deverão fazer uso de todos os EPIs radiológicos possíveis para o bom andamento do exame.
CARACTERÍSTICAS PARA A EXECUÇÃO DO EXAME
As radiografias apresentam informações de objetos tridimensionais em um plano bidimensional; portanto, é comum utilizar no mínimo duas incidências diferentes para o estudo adequado da estrutura. Por exemplo, em posição anteroposterior ou póstero-anterior e em lateral. A escolha correta de tais incidências é feita de acordo com as condições do usuário.
Para formar imagens de qualidade é fundamental que o técnico em radiologia instrua corretamente o usuário sobre a respiração durante a exposição aos Raios X. Cada incidência descreve o método correto de respiração a ser aplicado para essa finalidade.
PRECAUÇÕES IMPORTANTES PARA REALIZAÇÃO DOS EXAMES:
O paciente deve retirar toda a roupa da cintura para cima.
O serviço de radiologia deve dispor de aventais específicos para o exame do tórax, para evitar que mantenha em contato direto co corpo com a estativa do Bucky vertical.
Providência importante é a retirada antes do exame de objetos radiopacos como colares, cordões, medalhões e outros, que possam superpor-se com estruturas torácicas.
Devemos tirar a espessura da região a ser examinada com o paciente
Página1234