DESAFIO: A PRÁTICA PROFISSIONAL NORTEADA PELO PROJETO ÉTICO POLÍTICO NO CENÁRIO ATUAL

DESAFIO: A PRÁTICA PROFISSIONAL NORTEADA PELO PROJETO ÉTICO POLÍTICO NO CENÁRIO ATUAL


DisciplinaFilosofia Aplicada ao Serviço Social48 materiais1.756 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FACULDADE ANHANGUERA- UNIDERP
POLO: SÃO LUIS/ÍCARO
SERVIÇO SOCIAL
DALVILENE MENDES FREITAS VIEIRA -RA:5485291784
 SHEILA DA CONCEIÇÃO LOPES BRAGA -RA:622291141
 katia cristina pereira guterres -ra:5353635086
DESAFIO PROFISSIONAL
Título: A PRÁTICA PROFISSIONAL NORTEADA PELO PROJETO ÉTICO POLÍTICO NO CENÁRIO ATUAL
Disciplinas: ATIVIDADES COMPLEMENTARES; ÉTICA PROFISSIONAL; FILOSOFIA APLICADA AO SERVIÇO SOCIAL; FUNDAMENTOS DAS POLÍTICAS SOCIAIS; FUNDAMENTOS HISTÓRICOS E TEORICOS-METODOLOGICOS DO SERVIÇO SOCIAL II; PSICOLOGIA;SERVIÇO SOCIAL II.
 
Tutor (a): Suellen Cristina de Aquino
São Luís
2018
 
FACULDADE ANHANGUERA- UNIDERP
POLO: SÃO LUIS/ÍCARO
SERVIÇO SOCIAL
DALVILENE MENDES FREITAS VIEIRA -RA:5485291784
 SHEILA DA CONCEIÇÃO LOPES BRAGA -RA:622291141
 katia cristina pereira guterres -ra:5353635086
DESAFIO PROFISSIONAL
Criar um texto reflexivo sobre a prática profissional na contemporaneidade norteada a partir do Projeto Ético Político Profissional á faculdade Anhanguera-UNIDERP como requisito para obtenção de nota semestral nas disciplinas:
ATIVIDADES COMPLEMENTARES; ÉTICA PROFISSIONAL; FILOSOFIA APLICADA AO SERVIÇO SOCIAL; FUNDAMENTOS DAS POLÍTICAS SOCIAIS; FUNDAMENTOS HISTÓRICOS E TEORICOS-METODOLOGICOS DO SERVIÇO SOCIAL II; PSICOLOGIA; SERVIÇO SOCIAL II.
 Tutor (a): Suellen Cristina de Aquino
São Luís
2018
INTRODUÇÃO
O projeto ético-político do serviço social reuniu um conjunto de valores e concepções ético políticas expressos por setores significativos da categoria dos assistentes sociais, que o fazem democraticamente legítimo, representativo e, por vezes, hegemônico, em virtude dos espaços fundamentais que detém e direciona a profissão no Brasil. 
O serviço social é representado como uma profissão em que suas atividades profissionais se sobressaem, com maior frequência, na execução, articulação e planejamento das políticas sociais públicas de diferentes segmentos (saúde, habitação, previdência social, educação, assistência social, dentre outras), sendo necessário um posicionamento crítico diante da barbárie que perpassa e constitui as desigualdades sociais.
Em meio a esse contexto está o assistente social, que trabalha com a efetivação das políticas sociais em favor da universalização dos serviços públicos de qualidade. Por isso possui um projeto ético-político profissional, enquanto projeto societário, que o norteia para o enfrentamento das estratégias do estado que perpassam o cotidiano profissional.
DESAFIO PROFISSIONAL
O PROJETO ETICO POLITICO E O SERVIÇO SOCIAL
Marx caracteriza o trabalho como uma interação do homem com o mundo natural, de tal modo que os elementos deste último são conscientemente modificados para alcançar um determinado propósito. O trabalho é a forma pela qual o homem se apropria da natureza a fim de satisfazer suas necessidades.
 No processo de trabalho a atividade humana é materializada ou objetivada em valores de uso. \u201cO processo de trabalho, como o apresentamos em seus elementos simples e abstratos, é atividade orientada a um fim para produzir valores de uso, apropriação do natural para satisfazer a necessidades humanas [...].\u201d (MARX,1985a, p.153)
 [...] a existência [...] de cada elemento da riqueza material não existente na natureza, sempre teve de ser mediada por uma atividade especial produtiva, adequada a seu fim, que assimila elementos específicos da natureza a necessidades humanas específicas. Como criador de valores de uso, como trabalho útil, é o trabalho, por isso, uma condição de existência do homem, independente de todas as formas de sociedade, eterna necessidade natural de mediação do metabolismo entre homem e natureza e, portanto, da vida humana. (MARX, 1985a, p.50)
O trabalho é definido por Karl Marx como a atividade sobre a qual o ser humano emprega sua força para produzir os meios para o seu sustento.
Na sequência, a abordagem da questão social em articulação com o exercício profissional situa-se em torno de duas questões centrais. A primeira delas consiste na compreensão da questão social como base fundante do exercício profissional, diretamente relacionada com o significado social do trabalho do assistente social e, a segunda, volta-se para o debate do processo de análise, apreensão e formulação de respostas à questão social, entendendo esta como matéria profissional.
Para Marx a questão social seria determinada pelo traço próprio e peculiar da relação capital-trabalho, a exploração, fruto da sociabilidade erguida sob o comando do capital.
Então, podemos dizer que Questão Social é o conjunto de problemas políticos, sociais e econômicos que o surgimento da classe operária impôs no curso da constituição da sociedade capitalista. Assim, a questão social está fundamentalmente vinculada ao conflito entre o capital e o trabalho.
O Serviço Social privilegia uma intervenção investigativa, através da pesquisa e análise da realidade social, fazendo o profissional desta área atuar na formulação, execução e avaliação de serviços, programas e políticas sociais que visam à preservação, defesa e ampliação dos direitos humanos e a justiça social.
As políticas sociais brasileiras não nasceram com a atual configuração vigente, o tripé da seguridade social (saúde, previdência e assistência) não surgiu com atributos contemporâneos. Uma longa trajetória foi percorrida para que houvesse a formação de um estado mínimo de direitos sociais à disposição do cidadão.
Apartir do ano de 1930 o Brasil começa a despertar sua vocação para uma maior atividade capitalista, como consequência, a sociedade adentrou um processo de metamorfose no qual surgiram variadas demandas sociais, tais demandas foram resultado de alterações na atividade econômica e industrial. Houve certo progresso urbano e industrial, porém, as classes menos favorecidas não acompanharam tal desenvolvimento. Uma característica notável e simultânea as transformações sociais iniciadas nessa época é a atuação do Serviço Social no país:
O surgimento do Serviço Social está intrinsecamente relacionado com as transformações sociais, econômicas e políticas do Brasil nas décadas de 1930 e 1940, com o projeto de recristianização da Igreja Católica e a ação de grupos, classes e instituições que integraram essas transformações. Essas décadas são marcadas por uma sociedade capitalista industrial e urbana. A industrialização processava-se dentro de um modelo de modernização conservadora, pois era favorecida pelo Estado corporativista centralizador e autoritário. Assim, a burguesia industrial aliada aos grandes proprietários rurais, buscava apoio principalmente no Estado para seus projetos de classe e, para isso, necessitavam encontrar novas formas de enfrentamento da chamada questão social (PIANA, 2009, pg. 8,).
Nos últimos trinta anos, os Assistentes Sociais têm sido demandados ao desenvolvimento de um exercício profissional direcionado à construção de uma nova ordem social, sem exploração/dominação de classe, etnia, gênero, através de posicionamentos radicalmente favoráveis à consolidação da democracia, conforme preconizado pelo \u201carsenal\u201d técnico, legal, teórico e metodológico, conhecido como \u201cProjeto Ético Político do Serviço Social\u201d.
 O projeto tornou-se ao longo deste período, tema recorrente e transversal em parte significativa da produção literária, acadêmica e científica da profissão, além de estabelecer-se como pauta obrigatória nos espaços de debates, intervenções e discussões coletivas.
Torna-se pertinente o conhecimento pleno do projeto ético-político por parte dos profissionais, para que possam pautar suas ações interventivas de forma concreta  nos espaços sócio ocupacionais. Nesse sentido conclui-se, que conhecer o projeto Ético-Político é dever de cada profissional, tendo em vista que o projeto é homogêneo, ou seja, aceito dentro da profissão, portanto deve