A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
SIMULADOS diversos

Pré-visualização | Página 4 de 6

doença hepática. 
 a albumina é uma proteína que pode estar associada à desnutrição e é avaliada para essa finalidade 
por apresentar meia-vida curta. 
 o índice creatinina-altura menor que 60% está associado a depleção grave de massa muscular e risco 
aumentado para sepse e morte. 
 
 
 
 5a Questão (Ref.: 201302014430) 
 Pontos: 0,1 / 0,1 
A desnutrição protéico-calórica pode ocorrer em 19 a 80% dos pacientes hospitalizados por diversos estados 
mórbidos. É considerada uma consequência da desnutrição: 
 
 Investigação diagnóstica; 
 Negligência. 
 Grande rotatividade dos profissionais de saúde; 
 Infecção; 
 Perda de apetite; 
 
1a Questão (Ref.: 201302011215) Pontos: 0,1 / 0,1 
Os exames bioquímicos devem compor o protocolo de avaliação do estado nutricional (AEN). Este é considerado um método direto de AEN. Com relação aos dados bioquímicos, pode-se 
afirmar: 
 
 
A proteína transportadora de retinol é considerada um marcador de catabolismo músculo-esquelético. 
 
A 3-Metil histidina é uma proteína plasmática de alta sensibilidade, devido a isto apresenta pouca aplicação na prática clínica. 
 
Todas as afirmativas anteriores estão corretas. 
 
Como grande parte da proteína corpórea está sob a forma de hemoglobina, sua determinação é um bom indicador clínico-nutricional de estado protéico do organismo e níveis de 
ferro, ou seja, deve ser utilizada como parâmetro bioquímico na prática clínica. 
 
A transferrina é uma proteína plasmática que pode ser utilizada como indicador de reserva protéica visceral. 
 
 
 
 2a Questão (Ref.: 201302012497) 
 Pontos: 0,1 / 0,1 
A avaliação nutricional do paciente hospitalizado é o primeiro passo da conduta dietoterápica. As medidas de 
dobra cutânea triciptal e circunferência muscular do braço indicam, respectivamente: 
 
 reserva adiposa e reserva protéica visceral 
 reserva adiposa e reserva muscular 
 reserva muscular e reserva adiposa 
 obesidade e desnutrição 
 reserva muscular e reserva muscular 
 
 
 
 3a Questão (Ref.: 201302011218) 
 Pontos: 0,0 / 0,1 
A Avaliação do Estado Nutricional (AEN) de indivíduos hospitalizados é fundamental para a definição dos 
compartimentos corporais e para a avaliação da ingestão alimentar, frente às necessidades nutricionais. Com 
relação a AEN, pode-se afirmar: 
 
 Todas as afirmativas anteriores estão corretas. 
 O paciente R.P.T., sexo masculino, 32 anos, apresenta CB (circunferência do braço)=17 cm e PCT 
(prega cutânea tricipital)=8 mm, consequentemente a sua CMB (circunferência muscular do braço)= 
13,8 cm. 
 A AEN deve ser realizada até o 15º dia de internação do paciente. 
 Um paciente com albumina sérica de 2,0 g/ dL apresenta depleção grave da reserva muscular. 
 Na semiologia nutricional, a bola de bichart representa a reserva de gordura. 
 
 
 
 4a Questão (Ref.: 201302160176) 
 Pontos: 0,1 / 0,1 
Com relação à desnutrição é correto afirmar: 
 
 Dados relacionados com a prevalência da desnutrição em um país não são indicativos da situação 
social e econômica deste. 
 A alimentação qualitativamente deficiente não é uma causa de desnutrição se, quantitativamente, 
estiver sendo atendida. 
 O marasmo é caracterizado, principalmente, pela presença de anasarca. 
 Desmame precoce e aspectos sócios econômicos e culturais são fatores de risco para a desnutrição. 
 A Kwashiorkor é causada pela deficiência na ingestão energética e caracterizada por perda de peso e 
preservação dos níveis sanguíneos de proteínas viscerais. 
 
 
 
 5a Questão (Ref.: 201302016720) 
 Pontos: 0,1 / 0,1 
Pacientes com febre tem um aumento das necessidades de nutrientes causado pelo estado hipermetabólico 
do paciente, principalmente necessidades calóricas. Com relação as recomendações energéticas na febre é 
correto afirmar: 
 
 Adultos precisam de uma quantidade adicional de 50 kcal/kg para cada 
0,550 C de elevação, o que representa um acréscimo de 10% nas calorias 
totais, para cada grau acima de 370 C. 
 Adultos necessitam de uma quantidade estimada em 500-600 kcal para 
cada 0,550C de elevação na temperatura corporal acima do normal, o 
que representa um acréscimo de 13% nas calorias totais, para cada grau 
acima de 370 C. 
 Lactentes necessitam de 30-40 kcal por Kg de peso corporal por dia para 
cada 0,550 C de elevação na temperatura corporal acima do normal, o 
que corresponde a aproximadamente mais 12% das calorias totais. 
 Adultos precisam de uma quantidade adicional de 20 kcal por kg de peso 
corporal para cada 0,550 C de elevação na temperatura corporal acima 
do normal, o que representa um acréscimo de 16% nas calorias totais, 
para cada grau acima de 370 C. 
 Crianças precisam de uma quantidade de 20 kcal por kg de peso corporal 
por dia para cada 0,550 C de elevação na temperatura corporal acima do 
normal, o que representa um acréscimo de 13% nas calorias totais, para 
cada grau acima de 370 C. 
 
1a Questão (Ref.: 201302013752) Pontos: 0,1 / 0,1 
Na cirurgia de ressecção distal do intestino delgado, ocorre a perda da capacidade de absorção de sais 
biliares conjugados e variadas alterações metabólicas, tais como: 
 
 Anemia megaloblástica, hipocalcemia e probabilidade de formação de cálculos renais 
 Deficiência de dissacaridases, cálculos biliares e hipovitaminose E 
 Deficiência de ácido fólico, hipocalcinúria e obstipação 
 Deficiência de vitaminas hidrossolúveis, hiperalbuminemia e hiponatremia 
 Anemia facilforme, hipercalemia e deficiência de B12 
 
 
 
 2a Questão (Ref.: 201302016706) 
 Pontos: 0,0 / 0,1 
Com relação aos métodos de diagnóstico da doença célica marque a opção que contém a sequência correta 
de V para verdadeira e F para falso correspende as seguintes frases: 
I - No exame físico é realizada a investigação do uso de medicações e história alimentar detalhada. 
II - O registro alimentar deve ser diário, por um período mínimo de uma semana em situações em que o 
alérgeno não foi identificado. 
III - Nas dietas de eliminação são empregados alimentos de baixa alergenicidade por 2 a 3 semanas, no 
mínimo. 
IV - Na história clínica é realizada a investigação dos sintomas: verificado o tempo de aparecimento dos 
sintomas após a ingestão do alimento e de sua respectiva quantidade. 
 
 
V,V,F,V. 
 
F,V,F,V. 
 
V,V,V,V. 
 
F,V,V,F. 
 
F,V,V,V. 
 
 
 
 3a Questão (Ref.: 201302014823) 
 Pontos: 0,0 / 0,1 
Apresente a conduta nutricional favorável ao final da 2a fase (adaptação progressiva - até o 6º mês pós-
operatório) de recuperação dos pacientes com Síndrome do Intestino Curto, com preservação da válvula íleo-
cecal: 
 
 Manutenção da terapia nutricional por tempo indeterminado; 
 Alimentação oral lenta e progressiva, com grande fracionamento das refeições por dia, restrição de 
sacarose e lactose e controle dos lipídios. Estímulo a fibra solúvel; 
 Alimentação oral lenta e progressiva, com grande fracionamento das refeições por dia, restrição de 
sacarose e lactose e controle dos lipídios. Estímulo de fibras e resíduos; 
 
 Alimentação oral lenta e progressiva, com pequeno fracionamento das refeições por dia, restrição de 
sacarose e lactose e controle dos lipídios; 
 
 Alimentação oral, com restrição somente a sacarose; 
 
 
 
 
 4a Questão (Ref.: 201302014810) 
 Pontos: 0,1 / 0,1 
A etiologia da doença de Crohn é desconhecida até hoje, apesar de inúmeras investigações realizadas que 
demonstraram uma disfunção imunológica e um agente transmissor e atração pelo fator genético. Os 
pacientes são mentalmente normais, e as alterações do perfil psicológico que apresentam são angústias 
secundárias e próprias de indivíduos que sofrem de doenças

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.